+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Fundação Araucária lança maior número de bolsas de sua história no Paraná

Buscando incentivar a promoção de formação de recursos humanos para aprimorar, cada vez mais, o desenvolvimento científico e tecnológico no Estado do Paraná, a Fundação Araucária, órgão vinculado à Secretaria da Ciência Tecnologia e Ensino Superior, prevê fechar o balanço de 2012 com a concessão de cerca de 4400 bolsas, em nove modalidades, nas diferentes linhas de trabalho da instituição.

O número é uma estimativa, já que algumas chamadas ainda não foram fechadas, mas supera, consideravelmente, os últimos anos. Em 2010 foram 2.157 bolsas e em 2011 foram concedidas 3.270. O valor das bolsas aprovadas no ano passado correspondeu a 53,2% do orçamento da Fundação que foi de R$ 84.965.967,82. Segundo o presidente da Fundação Araucária, Paulo Brofman, o aumento no número de bolsas é resultado da busca por parcerias com instituições públicas, federais e estaduais, além de institutos e fundações interessadas em apoiar o desenvolvimento da ciência e tecnologia.

Sempre preocupada com os problemas socioeconômicos, a Fundação busca incentivar ações de mobilização e sensibilização de Instituições de Ensino Superior em políticas de inclusão social. Em 2012 fora concedidas 1060 bolsas, neste programa, com valores mensais de R$ 400,00 e duração de 12 meses. O presidente destaca que esta modalidade é destinada a alunos oriundos de escolas públicas, que atuem em projetos de pesquisa e/ou extensão universitária com algum retorno social. “Este projeto é muito importante porque apoia, fundamentalmente, alunos carentes além de permitir introduzi-los no âmbito da ciência e tecnologia”, disse.

Visando também despertar a vocação científica e incentivar talentos potenciais nos jovens, a instituição destina uma parcela de seus recursos ao Programa de Bolsas de Iniciação Científica Júnior (PIBIC). “Este programa possibilita uma garimpagem de futuros pesquisadores e/ou docentes nos alunos de nível secundário”, afirma o presidente da Fundação Araucária.

Trata-se de bolsas para alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental II, do ensino médio ou de educação profissional, matriculados em escolas públicas localizadas no estado do Paraná, para o desenvolvimento de atividades vinculadas a iniciação científica ou tecnológica nas instituições de ensino superior e de pesquisa. Nos últimos dois anos o número de bolsas concedidas neste segmento passou de 1000 em 2010 para 1.700 em 2012.

Existe, atualmente, uma carência de profissionais especializados em auxiliar o desenvolvimento de atividades de pesquisa em laboratórios multiusuários das instituições de ensino superior e de pesquisa do estado do Paraná. Foi justamente para suprir esta necessidade, suporte fundamental para o desenvolvimento da pesquisa, que a Fundação Araucária criou o Programa de Bolsas Técnico. O mais novo projeto da entidade foi criado em 2011 e já teve dois editais.

Paulo Brofman ressaltou a importância do investimento em programas de bolsas. “É preciso investir cada vez mais na formação de recursos humanos, porque acreditamos que é assim que se desenvolve ciência e é por isso que o programa de bolsas é nossa principal linha de trabalho”, disse

Fonte: SETI-PR

Próximos Eventos