+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Fund.Araucária participa da posse da nova diretoria da Apiesp para o Biênio 2014-2016

O reitor da Unicentro, Aldo Nelson Bona, foi reconduzido ao cargo de presidente da Apiesp (Associação Paranaense das Instituições de Ensino Superior Público). A posse de Aldo, e dos reitores da Unespar e da Unioeste, Antônio Carlos Aleixo e Paulo Sérgio Wolf, respectivamente, vice-presidente e tesoureiro da associação, membros da diretoria eleita para o biênio 2014-2016, foi realizada na última segunda-feira (20), na Plenária do Conselho Estadual de Educação, em Curitiba. O presidente Paulo Brofman, o diretor administrativo e financeiro José Carlos Gehr e a diretora científica Janesca Alban Roman, da Fundação Araucária, também estiveram presentes na posse.

Para o reitor da Unicentro, a reeleição representa a continuidade do esforço para a articulação das universidades públicas paranaenses. “Nós temos, nos últimos anos, enfrentado muitas dificuldades e se não houvesse essa unidade, construída historicamente pela Apiesp, mas reforçada nos últimos anos, certamente, os momentos seriam ainda mais difíceis e os problemas ainda maiores. Então, eu penso que reeleição é a possibilidade de continuar esse diálogo aproximativo entre nossas universidades que tem dado bons resultados para todas as instituições – não só para a Apiesp, mas para cada universidade individualmente”, avaliou.
Estiveram presentes à cerimônia de posse diversos representantes da área da educação do estado e, também, autoridades dos governos municipal de Guarapuava, estadual e federal. Para o vice-governador do Paraná, Flávio Arns, a Apiesp tem atuado no fortalecimento das universidades e no desenvolvimento das regiões do estado. “As instituições de ensino superior estaduais são referência no Paraná e no Brasil em todos os sentidos – de ensino, de formação, de pesquisa, de trabalhos com a comunidade. E essas instituições que são referência podem se associar e podem ser, ainda, uma força muito maior em favor da sociedade. Esse é o trabalho da Apiesp, juntar as energias, as forças, os fatores positivos, a valorização das nossas universidades para que, através dessa união de esforços, o Paraná possa se desenvolver cada vez mais”, afirmou.
O trabalho em prol da educação foi a tônica dos discursos proferidos durante a posse da nova gestão da Apiesp. Outro ponto foi a contribuição da associação e das universidades para o desenvolvimento do Paraná. “Nós precisamos reconhecer que nós temos, no estado do Paraná, 95 mil alunos, aproximadamente, matriculados nas nossas instituições estaduais de ensino superior. Nós temos um contingente muito grande de professores, doutores, que podem e já estão desenvolvendo um conjunto de ações para o desenvolvimento não só da ciência e tecnologia, mas também voltada ao desenvolvimento regional, ao desenvolvimento local e ao desenvolvimento de todo o estado”, disse Aldo. A capilaridade das instituições de ensino superior públicas e sua penetração em todo o estado fazem da realidade paranaense uma situação muito particular no território nacional. Essa qualidade, porém, não elimina as dificuldades. O momento atual é de muitos desafios paras as universidades.
Um deles, para o secretário de estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, João Carlos Gomes, é a aproximação com as demais esferas de ensino. “Um dos grandes desafios é a participação das universidades em todo o sistema de educação, desde o ensino fundamental até o ensino superior, até a pós-graduação. As universidades estaduais têm um papel muito grande na formação de professores, na formação de profissionais. Então, um grande desafio é, exatamente, com a contribuição das universidades estaduais a melhoria da educação em nosso estado”, sentenciou. Já para Aldo, o sistema das IES paranaenses sairá mais fortalecido na medida em que mais se voltar para os desafios da sociedade contemporânea. Para ele, “os desafios que se apresentam para as universidades são os desafios de sempre, os desafios de conseguir avançar em termos de qualidade. As nossas instituições precisam, cada vez mais, de desenvolver programas que democratizem o acesso mas, acima de tudo, garantam a permanência dos nossos estudantes e o sucesso na sua formação. Para isso, nós precisamos enfrentar, cada vez mais, os desafios do recursos para a gestão das universidades – tanto no âmbito do governo do estado como no âmbito do governo federal, que possamos ter o apoio também do governo federal no custeio das nossas instituições para que a partir do aporte de recursos as nossas universidades possam continuar crescendo verticalmente, na pós-graduação – todas as estaduais do Paraná têm esse crescimento nos últimos anos -, mas também que possam aprimorar a qualidade da graduação e continuar o processo de crescimento da graduação em áreas também fundamentais e estratégicas para o desenvolvimento do estado”.
O deputado Alex Canziani, um dos mais ativos na Frente Parlamentar em favor da universidades públicas, estaduais e municipais, afirma que são três os desafios da instituições de ensino superior. “O primeiro é o reconhecimento por parte do governo federal da importância que tem o sistema, não só do Paraná, mas do Brasil inteiro, mas o reconhecimento através de recurso, de apoio, de custeio das nossas universidades. Acho que esse é o grande desafio que nós temos que buscar. É fazer com que a União reconheça a importância do sistema e pague por isso, apoie efetivamente as nossas instituições – não só do Paraná, mas do Brasil inteiro”. Os outros dois são a decisão do Supremo Tribunal Federal de proibir a cobrança dos cursos de especialização pelas universidades estaduais e federais e, ainda, a necessidade de se conseguir, junto ao governo federal, a redução da contrapartida das universidades para o aporte de recursos financeiros em projetos. Para todos os desafios apresentados, a discussão e a articulação política são apontados como os melhores caminhos para a resolução.
E, nesse sentido, o reitor da Unicentro é visto como personalidade estratégica pela capacidade de interlocução e liderança. “O Aldo é uma pessoa que tem uma grande liderança nesse meio universitário, manifestou isso já pela recondução. Com muita naturalidade ele conduz os assuntos de interesse da universidade em todos os âmbitos do governo do estado. Eu presenciei isso na época em que fui deputado estadual, tive oportunidade de representar a Apiesp junto ao governo – e, agora, mantendo esse espaço, é certeza de que os interesses da Unicentro, da região e de Guarapuava são preservados com um interlocutor de alto nível, com um interlocutor com grande possibilidade com as esferas de governo, dando uma visibilidade muito grande para a Unicentro, acima de tudo”, afirmou o prefeito de Guarapuava, César Silvestri Filho. As mesmas características foram lembradas pelo deputado Alex Canziani. “Pela liderança que tem o professor Aldo, pela importância que tem a educação superior no país, muito especialmente aqui no estado do Paraná, a Apiesp vai ter o papel relevante de poder liderar um processo não só de reconhecimento do trabalho que se faz aqui no estado, mas também, através do próprio Aldo como vice-presidente da Abruem, de levar as demandas e as lutas que o ensino superior do Paraná tem para o Brasil inteiro. Então, ele tem feito um papel muito relevante, como muita competência, com muita dedicação e eu acredito que a sua recondução para a Apiesp vai fortalecer cada vez mais o ensino, as instituições, as sete universidades aqui do Paraná”, finalizou.
Fonte: Assessoria de Comunicação da Unicentro.

Próximos Eventos