Giro nos Estados

Fapitec desenvolve projeto para a conversação em inglês na escola pública em Sergipe

Facilitar a conversação do inglês entre os colegas de escola é o trabalho de dois bolsistas que recebem apoio do Governo do Estado, por intermédio do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica Júnior (PIBICJR), lançado em 2017 pela Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec).

O projeto foi submetido pelo professor/orientador, e está sendo desenvolvido por alunos, direcionando à metodologia aos seus colegas de turma, no sexto ano do ensino fundamental da Escola Municipal de Ensino Fundamental Professora Maria Thétis Nunes, em Aracaju.

O método de conversação utilizado pelos pesquisadores é o Callan Method, que se baseia em perguntas e respostas entre professor e alunos, e entre os próprios estudantes, fazendo com que eles ouçam a língua e a utilizem o máximo possível. Foram aplicadas dez aulas de inglês focadas no desenvolvimento da habilidade de falar.

De acordo com o pesquisador e professor de inglês, Rogério Tenório, apesar do interesse da maioria dos alunos de escola pública pelo idioma, há uma dificuldade na fala e na escrita dessa língua estrangeira. “Nós temos estudos que demonstram que o aluno da escola pública tem dificuldade de falar inglês aqui, entretanto, observamos que se fosse utilizado um método diferente de ensino poderia haver maior sucesso, foi quando surgiu a ideia do projeto aprovado pela Fapitec”, lembra o pesquisador.

Ele conta que buscou alunos que se identificassem com o idioma e convidou a aluna Shislayne Rodrigues para fazer parte do projeto. A estudante ficou responsável por entrevistar os colegas para saber se eles tinham gostado do método e se tinham aprendido ou não. “Acompanhei as aulas, observei se eles estavam aprendendo, depois entrevistei dez colegas de turma. Perguntei se era possível aprender o inglês dessa forma e se esta língua será importante para eles no futuro. Agora estou analisando os dados coletados nas entrevistas”, informa a bolsista.

Resultados

Após o encerramento do projeto, previsto para o final do mês de abril, será feito um artigo científico com os resultados para ser apresentado na Feira Científica de Sergipe (Cienart), e publicado em revistas científicas. “Queremos mostrar que a escola pública também é um local de se aprender um novo idioma, independente das dificuldades que os alunos tenham. Nosso papel enquanto professor criar alternativas de aprendizagem para eles” finaliza.

Fonte: Fapitec

Próximos Eventos