Giro nos Estados

FAPESP apoia parceria entre empresas de São Paulo e do Canadá

A FAPESP anunciou 63 novos projetos aprovados em quatro modalidades de chamadas do Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE). Três desses projetos envolvem parcerias entre empresas do Estado de São Paulo e do Canadá para o desenvolvimento conjunto de pesquisas inovadoras.

“As empresas PIPE têm que ter foco no mercado global para ter competitividade mundial”, afirmou Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da Fundação.

Os três projetos foram selecionados em chamada de propostas lançada pela FAPESP em conjunto com o National Research Council Canada (NRC). Os projetos aprovados serão financiadas pela FAPESP e pelo Canadian International Innovation Program (CIIP), do governo canadense.

A Visiona Tecnologia Espacial, em São José dos Campos, se associará à Tesera Systems, empresa canadense do segmento florestal, no desenvolvimento de tecnologia que utilizará imagens de satélite no monitoramento de árvores.

“Vamos agregar a expertise da Tesera em inventário florestal à da Visiona. A propriedade intelectual das tecnologias a serem desenvolvidas será compartilhada”, disse Cleber Gonzales de Oliveira, pesquisador responsável pelo projeto.

Outro projeto aprovado foi o da Genotyping Laboratórios de Biotecnologia, em Botucatu, que, com a canadense Norgen Biotk, vai desenvolver método para isolar e diagnosticar microrganismos do sangue humano. A empresa já teve apoio do PIPE em outros três projetos de pesquisas (leia mais em: http://pesquisaparainovacao.fapesp.br/317).

Também a Dentillo e Gavio Identificação e Quantificação Molecular, instalada no Supera Parque de Inovação Tecnológica de Ribeirão Preto, se associou à canadense MJMG Holdings no projeto de um teste de ácido nucleico simples, rápido e de baixo custo para diagnóstico da hepatite C viral.

“Parte dessa tecnologia já está pronta e temos um acordo sobre a propriedade intelectual”, disse Daniel Blasioli Dentillo, sócio-fundador da empresa brasileira. A Dentillo e Gavio já teve apoio do PIPE-FAPESP na fase 1.

Manufatura Avançada

Em cerimônia realizada na sede da FAPESP em 12 de setembro, também foram anunciados dois projetos selecionados em chamada do Programa PIPE- PAPPE Subvenção na área de manufatura avançada. O programa é resultado de acordo firmado entre a FAPESP e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) para apoiar o desenvolvimento industrial e comercial de produtos inovadores.

Uma das empresas selecionadas foi a Autaza Tecnologia, em São José dos Campos, que obteve recursos para o financiamento de projeto de inspeção automática de qualidade de carrocerias automotivas.

A outra foi a I.Systems, que terá apoio da FAPESP e Finep para a exploração industrial e desenvolvimento da versão comercial de soluções de controle inteligente de processos. A I.Systems já teve apoio do PIPE para projetos de pesquisa em fase 1, de teste de conceito, e fase 2, desenvolvimento de protótipos (leia mais em: http://agencia.fapesp.br/27118/).

Mais informações sobre a chamada www.fapesp.br/11891.

Outros 15 projetos de pesquisa foram aprovados em chamada do Programa PIPE-PAPPE Subvenção (5ª rodada 2017), em que empresas submetem propostas para o desenvolvimento industrial e comercial de projetos em temas de seu interesse.

A Timpel, por exemplo, teve aprovada proposta de desenvolvimento industrial e comercial de tomógrafo por impedância elétrica para pacientes neonatos, tecnologia testada e implementada com apoio do PIPE.

A lista completa dos projetos aprovado no edital está disponível em www.fapesp.br/11890.

No mesmo evento a FAPESP apresentou a relação dos 43 projetos aprovados em chamada do 1º ciclo de análise do PIPE em 2018. Os resultados estão disponíveis em www.fapesp.br/pipe/chamadas.

Fonte: Fapesp

Próximos Eventos