Giro nos Estados

Faperj divulga resultado de segunda edição de 2012 do Programa de Auxílio à Editoração

Antes de se encerrar o ano de 2012, a Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) divulgou, nesta quinta-feira (20/12), o resultado da segunda edição do programa de Auxílio à Editoração (AQP 3) 2012. São 64 contemplados, abrangendo quase todas as áreas de conhecimento.

Criado em 1999, e um dos mais antigos programas da Fundação, o APQ 3 tem como objetivo estimular a divulgação do conhecimento científico entre todas as camadas da população, nas diferentes áreas do conhecimento.

– Desde sua criação, já são mais de mil títulos publicados, mais da metade deles depois de 2007, como uma comprovação do efetivo apoio que vimos dispensando a este programa – afirma o presidente da Fundação, Ruy Garcia Marques.

Como forma de divulgar e permitir maior visibilidade às obras publicadas, elas são distribuídas, pela Faperj, às bibliotecas públicas fluminenses e para diversas escolas da rede pública de ensino, dos níveis fundamental, médio e técnico.

– Para que todo este conhecimento tenha valor, é preciso que, além de produzi-lo, ele se torne de alcance público. Assim, tanto quanto publicar obras nas mais diversas áreas de conhecimento, também motivamos mentes em formação desses estudantes, inspirando-os, quem sabe, a se voltarem para a carreira científica – conclui Ruy Marques.

O resultado desta edição beneficiou 18 instituições, das quais a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) foi a que teve o maior número de propostas contempladas, com 19; em seguida, vem a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), com 11; a Universidade Federal Fluminense (UFF), com sete. A Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio) e a Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio) tiveram, ambas, cinco propostas beneficiadas; enquanto a Universidade Candido Mendes (Ucam) e Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) aprovaram, cada, três projetos. Também foram beneficiados o Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet), o Conselho Nacional de Energia Nuclear (Cnen), a Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro (Faetec), a Fundação Getúlio Vargas (FGV), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec), o Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro (IPJBRJ), a Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), a Universidade Salgado de Oliveira (Universo), a Universidade do Grande Rio (Unigranrio) e a Universidade Severino Sombra (USS).

Critérios de seleção

O programa financia não só a edição de livros, manuais, números especiais (temáticos) de revistas e coletâneas científicas em qualquer tipo de suporte (papel, eletrônicos etc.), mas analisa, ainda, solicitações para produção de vídeos, CDs e DVDs. Os critérios de seleção visam não apenas à qualidade do material apresentado, como também sua contribuição ao desenvolvimento científico, cultural, econômico e social fluminense, considerando a dificuldade para sua publicação no circuito comercial.

Podem ser proponentes pesquisadores com grau de doutor ou equivalente, de produção científica qualificada, especialmente nos últimos cinco anos, com vínculo com instituições de ensino e pesquisa fluminenses. O programa também inclui propostas de pesquisadores aposentados, residentes no estado, que igualmente tenham grau de doutor ou equivalente, com idade superior a 70 anos, exercendo atividades junto a instituições de ensino e pesquisa fluminenses. Igualmente importante para a seleção é a produção científica, tecnológica ou artística-cultural do candidato nos últimos cinco anos, divulgada nos principais veículos de difusão científica ou literária.

Fonte: Secretária de Estado de Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro

Próximos Eventos