Giro nos Estados

FAPERJ divulga o resultado dos programas Cientista e Jovem Cientista do Nosso Estado 2018

Reconhecendo o alto nível das propostas, a Diretoria Científica da FAPERJ divulgou nesta quinta-feira, 13 de setembro, o resultado dos programas Cientista do Nosso Estado – CNE (Edital Nº 03/2018) e Jovem Cientista do Nosso Estado – JCNE (Edital Nº 04/2018) – 2018. No CNE, foram concedidas 169 bolsas, de um total de 467 solicitações. Já no programa JCNE, foram concedidas 111 bolsas, de um total de 474 solicitações. Ao todo, 28 instituições de ensino e pesquisa sediadas no estado do Rio de Janeiro foram beneficiadas.

Cientista do Nosso Estado

Os 169 contemplados com as bolsas do programa CNE são, em sua maioria, da Universidade Federal do Rio Janeiro (UFRJ), que teve 73 propostas aprovadas; seguida pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), com 23; pela Universidade Federal Fluminense (UFF), com 18; Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com 16; e Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio), com 10. A Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf) teve cinco projetos aprovados, seguida pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), com quatro; pela Universidade Estácio de Sá (Unesa), com três; pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Instituto de Pesquisas do Jardim Botânico de Rio de Janeiro (IPJBRJ), Instituto Militar de Engenharia (IME) e Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC) – todos com duas propostas aprovadas, cada; e pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio), Centro Nacional de Pesquisa de Agrobiologia (Embrapa Agro), Universidade Salgado de Oliveira (Universo), Instituto Nacional de Cardiologia (INC), Instituto D´or de Pesquisa e Ensino, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet) e Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM) – todos com uma proposta aprovada, cada.

Dentre as grandes áreas do conhecimento contempladas com bolsas CNE, a distribuição se deu da seguinte forma: Ciências Biológicas (54); Ciências Exatas e da Terra (29); Engenharias (27); Ciências Humanas (23); Ciências da Saúde (16); Ciências Agrárias (11); Ciências Sociais Aplicadas (6); e Linguística, Letras e Artes (3).

Jovem Cientista do Nosso Estado

Já entre os 111 contemplados com as bolsas do programa JCNE, o maior número de beneficiados teve origem na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com 27, seguido pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), com 22, e pela Universidade Federal Fluminense (UFF), com 21. Também compõem a lista de contemplados a Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio), com 13 projetos contemplados; a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), com seis; a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com cinco; a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio), com três; o Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), com dois projetos, cada; e a Centro Universitário Augusto Motta (Unisuam), a Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a Centro Nacional de Pesquisa de Agrobiologia (Embrapa Agro), a Universidade do Grande Rio (Unigranrio), a Universidade Católica de Petrópolis (UCP),a  Fundação Getúlio Vargas (FGV-RJ), o Instituto Nacional de Metrologia Qualidade e Tecnologia (Inmetro), a Universidade Veiga de Almeida (UVA) e o Observatório Nacional (ON) – todos com um projeto selecionado, cada.

A distribuição entre as grandes áreas do conhecimento contempladas com bolsas JCNE se deu na seguinte ordem: Ciências Biológicas (24); Ciências Exatas e da Terra (23); Ciências Humanas (19); Ciências da Saúde (16); Engenharias (12); Ciências Agrárias e Ciências Sociais Aplicadas (empatados com 6, cada); Linguística, Letras e Artes (3); e Outros (2).

Os programas CNE e JCNE destinam-se a apoiar, por meio de concorrência, projetos coordenados por pesquisadores de reconhecida liderança em sua área, com vínculo empregatício em instituições de ensino e pesquisa sediadas no estado do Rio de Janeiro. “O julgamento destes dois editais mostrou que há um grande número de cientistas já estabelecidos e jovens em nosso estado e, por isso, a decisão final foi, muitas vezes, difícil. Por esta razão, a FAPERJ optou por reservar um pequeno número de bolsas, em cada edital, para possíveis recursos”, explicou a diretora Científica da Fundação, Eliete Bouskela. “A Diretoria Científica parabeniza todos os cientistas que concorreram e espera que cada um continue trabalhando e produzindo cientificamente”, acrescentou.

As propostas selecionadas receberão recursos mensais por 36 meses, visando prover apoio para o desenvolvimento de seus projetos de pesquisa. Os candidatos dos projetos aprovados deverão aguardar comunicação da Fundação, por correio eletrônico, para retirarem seus termos de outorga na FAPERJ.

Os pedidos de recurso para os editais Jovem Cientista do Nosso Estado 2018 e Cientistas do Nosso Estado 2018 deverão ser encaminhados para os e-mails jcne2018@faperj.br e cne2018@faperj.br respectivamente.

Confira a lista de contemplados no programa Cientista do Nosso Estado (CNE) – 2018

Confira a lista dos contemplados no programa Jovem Cientista do Nosso Estado (JCNE) – 2018

Fonte: Faperj

Próximos Eventos