Giro nos Estados

FAPERJ destina R$ 3 milhões para melhoria do ensino público

Fundação lançou, pela sexta vez consecutiva, os editais de apoio à difusão da ciência

A Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) lançou dois editais em áreas fundamentais para o desenvolvimento fluminense: a democratização da ciência e tecnologia, em especial entre a população mais jovem; e o ensino na rede pública, apoiando iniciativas que permitam o aprimoramento do processo de ensino-aprendizagem ou da infraestrutura das escolas.

Estão sendo investidos um total de R$ 3 milhões na sexta edição dos editais Apoio à difusão e popularização da ciência e tecnologia no Estado do Rio de Janeiro – 2012 e Apoio à melhoria do ensino em escolas da rede pública sediadas no Estado do Rio de Janeiro – 2012. Ambos são lançados anualmente desde 2007.

Com características semelhantes às de edições anteriores, Apoio à difusão e popularização da ciência e tecnologia no Estado do Rio se destina a democratizar a informação nessas áreas e terá recursos de R$ 1,5 milhão. O prazo para submissão de propostas se estende até o dia 9 de agosto, sendo necessário que se faça a entrega da documentação impressa do projeto até o dia 17 do mesmo mês. A divulgação dos resultados está prevista para acontecer a partir de 4 de outubro.

Já o programa de Apoio à melhoria do ensino em escolas da rede pública sediadas no Estado do Rio de Janeiro – 2012, visa promover iniciativas que contribuam para a melhoria do ensino, por meio do estabelecimento da excelência nas escolas da rede pública do estado; pela formação, a capacitação e a atualização de professores das escolas da rede pública; pela melhoria da infraestrutura necessária ao ensino da rede pública fluminense; pela promoção do intercâmbio de instituições de ensino superior e pesquisa com escolas da rede pública do estado.

Os recursos a ele destinados somam igualmente R$ 1,5 milhão, dos quais 30% serão destinados a projetos envolvendo escolas públicas fora da região metropolitana do Rio de Janeiro. Independentemente do auxílio concedido, os proponentes de projetos aprovados poderão ainda solicitar até duas bolsas de treinamento e capacitação técnica (TCT) para professores das escolas públicas envolvidas no projeto; até duas bolsas de iniciação científica (IC) para alunos de graduação; e até quatro bolsas de pré-iniciação científica (Jovens Talentos) para alunos de ensino médio das escolas envolvidas.

O prazo para submissão de projetos se encerra no dia 16 de agosto, com a entrega da documentação impressa das propostas devendo ser feita até o dia 24 do mesmo mês. A divulgação dos resultados será feita a partir do dia 4 de outubro.

Segundo o diretor científico da Faperj, Jerson Lima Silva, os dois editais têm sido muito importantes para aproximar a ciência da sociedade.

-No caso do edital de Apoio à Melhoria do Ensino em Escolas Públicas, os pesquisadores que coordenaram projetos são unânimes em afirmar que os resultados obtidos superaram em muito as expectativas. Ao colocarem a ‘mão na massa’, jovens estudantes e professores de escolas públicas entram em contato com o lado lúdico da descoberta científica. Ao levar a ciência a um público leigo, os projetos apoiados pelo edital de Apoio à Difusão e Popularização da C&T têm contribuído para desmistificar a pesquisa científica e tecnológica, em que todos precisam ser atores na sociedade do conhecimento – explicou.

Fonte: Subsecretaria de Comunicação Social de Rio de Janeiro

Próximos Eventos