Giro nos Estados

Evento reúne projetos científicos de alunos de instituições de ensino de Joinville

Maquetes, tubos de ensaio, jogos que estimulam o raciocínio lógico e robôs feitos com peças de Lego não só ajudam a explicar conceitos da física, da mecânica, da química e da matemática como revelam o talento de jovens estudantes de Joinville. Os cerca de 160 trabalhos — dentre mais de 250 inscritos — em exposição durante a primeira edição da Feira de Ciências, Inovação e Tecnologia, que ocorre paralelamente ao 4º Fórum de Inovação de Joinville e Região, na Expoville, são uma pequena prévia do que instituições de ensino da cidade, do ensino fundamental ao superior, desenvolvem dentro das salas de aula. O principal objetivo da iniciativa é mostrar o potencial dos profissionais que estão sendo formados em Joinville, explica o secretário de Educação Roque Mattei. Ele afirma que a feira tem caráter pioneiro em Santa Catarina e que ela é importante para que empresas e indústrias que estão sendo atraídas para a região saibam que podem contar com mão de obra qualificada. — Joinville é uma cidade focada na inovação. É preciso investir na formação de cientistas e engenheiros — avalia Mattei. O professor de engenharias da Católica SC, Emerson Valmor, reforça o pensamento do secretário, e diz que é importante estimular e inserir os jovens desde cedo em processos inovadores e tecnológicos. — Para muitos, hoje pode ser apenas uma brincadeira. Mas é daqui que poderão sair futuros cientistas — acredita. A expectativa, segundo o secretário, é que 30 mil pessoas passem pelos corredores da Expoville entre ontem e hoje. Apesar de os números desta primeira edição ainda não estarem consolidados, já existe a intenção de fixar a feira no calendário de eventos de Joinville. Fórum Em paralelo à feira, o 4º Fórum de Inovação de Joinville e Região reúne trabalhos e propostas de acadêmicos, empresários e empresas interessadas no desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação. Entre os destaques da programação desta quinta-feira estão a apresentação de cases de sucesso e paineis e palestras que vão abordar temas como gestão de inovação e transferência de tecnologia. Ainda nesta quinta, os melhores trabalhos expostos na Feira de Ciências, Inovação e Tecnologia, selecionados por uma comissão especial, serão premiados na cerimônia de encerramento, a partir das 20 horas. Estudantes exibem conhecimentos Dentro do pavilhão da Expoville, os corredores são divididos por nível de escolaridade (ensino infantil, fundamental, médio, técnico e superior). Alguns estandes chegam a lembrar mini-laboratórios, com os “cientistas do futuro” vestindo jalecos e explicando aos visitantes complexos conceitos de física e mecânica. Num dos mais disputados, um robô montado por alunos do curso técnico integrado em eletroeletrônica do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) “se exibe” ao resolver um cubo mágico em cinco minutos. Em outro, um estudante da UFSC mostra como um robô responde por meio de sensores de luz, ruído ou distância. Aluno do último semestre de engenharia mecânica da Univille, Demétrius Afonso, de 23 anos, apresentou na feira um protótipo do Ecoville, produzido por ele e colegas do curso. O modelo participou neste ano da décima edição da Maratona de Eficiência Energética, que estimula a busca por maior eficiência energética de veículos, e ficou na terceira posição na categoria Gasolina. — Participamos da competição desde 2009 e todos os anos vamos adaptando o modelo com melhorias e funcionalidades — conta o estudante. O projeto do qual Demétrius participou se soma a dezenas de outros que poderão ser contemplados só até hoje, no último dia da feira.

Fonte: Inova SC

Próximos Eventos