Giro nos Estados

Estudantes de Engenharia Química da UEAP constroem seus próprios equipamentos de laboratório

Universitários do curso de Engenharia de Química da Universidade do Estado do Amapá constroem seus próprios equipamentos de uso industrial adaptados para laboratório a partir da materiais alternativos. Até o momento, já são cinco os equipamentos, todos com qualidade compatível aos existentes no mercado, dois deles inéditos para fins laboratoriais.

É o caso do Reator Tubular e do Ciclone, que só estão disponíveis no mercado para uso industrial. O Reator Tubular atende a fins diversos que envolvem reações químicas e chega a custar em torno de R$ 10 mil. Já o Ciclone é utilizado para separação de matéria granulosa. Atualmente, já existem duas unidades dele construídas no laboratório da universidade.

Um terceiro equipamento de fabricação caseira é o Secador tipo túnel, que serve para desenvolver secagem em diversos tipos de materiais, em atmosfera controlada, disponível no mercado ao preço de médio de R$ 100 mil. Há também o Moinho de Bolas, construído em 2012. De características próprias, o equipamento, que serve para moer, está no valor aproximado de R$ 27 mil no mercado.

Segundo o professor do curso e engenheiro químico, Felipe Fernando da Costa Tavares, o conhecimento das técnicas de fabricação dos equipamentos é dado em sala de aula no decorrer do 4º e 5º semestre. “Eles mesmos fabricam o equipamento que é de uso de todos”, relata.

Além de Felipe Tavares, que é mestre em ciência e tecnologia dos materiais, orientam na fabricação dos equipamentos, os professores Dr. Kleber Bittencourt e Me. Marcos Almeida, todos do colegiado de Engenharia Química da Ueap.

Fonte: UEAP

Próximos Eventos