+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Estande de sistema hídrico solar eólico de água do IEPA é um dos projetos mais visitados na 51ª Expofeira

O Núcleo de Hidrometeologia e Energias Renováveis (NHMET) do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (Iepa) está apresentando, na área do Rurap, na 51ª Expofeira do Amapá, o projeto de Sistema Hídrico Solar Eólico de Bombeamento de Água, do tipo conexão direta sem uso de subsistema de acumulação de energia elétrica, desenvolvido em parceria com a Universidade Federal do Amapá (Unifap).

O projeto já recebeu uma comitiva com 200 agricultores de diversos municípios do Estado, em busca de informações para, futuramente, implantá-lo em suas comunidades.

O Sistema Hídrico Solar Eólico de Bombeamento de Água foi instalado em 2007 em uma escola agrícola do Estado do Amapá e a meta é expandir a implantação. “O objetivo principal do projeto é fazer com que os municípios e localidades venham a ser beneficiados pela extensão da rede elétrica convencional. A única parte do sistema que precisa ser removida é o sistema de geração de energia solar-eólico, tendo em vista a utilização do inversor de frequência como dispositivo de condicionamento de potência. Com a utilização correta desse projeto, pode vir faltar energia, mas não água”, afirmou Gilvan Portela, um dos pesquisadores do Iepa.

Sobre o projeto

O sistema é constituído por um aerogerador de 1 kW, um gerador fotovoltaico de 1 kWp, um inversor de frequência e uma motobomba centrífuga submersível trifásica de 2 CV.

A motobomba é instalada em poço semiartesiano de 40 metros de profundidade. A água é bombeada e armazenada em reservatório com capacidade para três mil litros, localizado no alto de uma torre de cinco metros de altura. O inversor de frequência utilizado é de uso comum à rede elétrica convencional. À exceção dos módulos fotovoltaicos, todos os demais equipamentos são de fabricação nacional e facilmente encontrados no mercado local, proporcionando maior agilidade no processo de manutenção do sistema.

No caso de localidades onde as fontes solar e eólica são complementares, o sistema proporciona redução significativa do custo do volume de água bombeada, tendo em vista a maior disponibilidade de energia, ao longo do dia, para uma mesma carga instalada (motobomba).

Atualmente o sistema opera com as fontes de energia de forma independente. A seleção é feita pelo próprio morador. A água é utilizada para consumo da família e, principalmente, nas atividades de agricultura familiar.

51ª Expofeira

A 51ª Expofeira do Amapá é uma realização do Governo do Estado e Sebrae. O evento ocorre no Parque de Exposições da Fazendinha, no período de 30 de outubro a 8 de novembro. Da área total de 120 mil metros quadrados, serão ocupados 116 mil. A concepção da 51ª Expofeira é transformá-la em feira de negócios, dando ênfase ao desenvolvimento econômico do estado. Dois eixos estarão em evidência – Produção de Alimentos e Produção Florestal.

Em 2015 o evento conta com o patrocínio do Banco do Brasil, CAIXA, Banco da Amazônia e Sicoob CredEmpresas-AP e apoio da Associação Comercial do Amapá (ACIA), Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) e Consórcio Equador.

Fonte: IEPA

Próximos Eventos