+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Estado de Pernambuco autoriza concurso para professor da UPE

articleA Câmara de Política de Pessoal do Estado (CPP) autorizou no último dia 21 de março, a adoção das medidas necessárias para realização de concurso público de Provas e Títulos, para prover 33 vagas do quadro de professores da Universidade de Pernambuco (UPE). Os profissionais selecionados atuarão nos novos cursos e Campi da universidade, especialmente no interior do Estado.

Das 33 vagas ofertadas, 26 serão para professor adjunto e sete (07) para professor assistente. O secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Marcelino Granja, informou que o edital deverá ser publicado em breve e que essa medida vai garantir o funcionamento dos cursos da Universidade de Pernambuco durante o ano letivo de 2013.

Para o secretário de Ciência e Tecnologia, Marcelino Granja, a autorização para a realização do concurso é um reforço ás atividades da Universidade de Pernambuco no sentido da interiorização de suas atividades de pesquisa, ensino e extensão. “Com o reforço do quadro de professores estamos também impulsionando economicamente as regiões onde a Universidade de Pernambuco está presente”, afirmou.

Veja abaixo a distribuição das vagas e funções para as unidades da UPE.

Campus / UnidadeCargo / FunçãoQuantidade de Vagas
Garanhuns

Professor Assistente

3

Caruaru

Professor Assistente

1

Salgueiro

Professor Assistente

1

Petrolina

Professor Assistente

2

Professor Adjunto

1

Escola Politécnica de Pernambuco (POLI)

Professor Adjunto

3

Mata Norte

Professor Adjunto

4

Escola Superior de Educação Física (ESEF)

Professor Adjunto

1

Arcoverde

Professor Adjunto

4

Palmares

Professor Adjunto

6

Serra Talhada

Professor Adjunto

7

Total

33

QUADROS QUALIFICADOS
Depois de garantir a gratuidade total das mensalidades da UPE, o atual Governo vem promovendo um esforço no sentido de atrair quadros qualificados para a Universidade, manter os atuais e estimular a formação de grupos de pesquisa na instituição. Nesse sentido, promoveu o aumento salarial dos professores, a implementação de Plano de Cargo e Carreiras e Vencimentos (PCCV) e o aumento da gratificação de 120% a 130% dos professores em regime de Dedicação Exclusiva (DE), além de autorização para elevar o número de vagas para professores.

O custo da folha de pagamentos da Universidade com os docentes era de R$ 4.760.410,13. Em 2012 esse montante teve um aumento de 5% (4.998.430,64). No último ano, os salários dos professores com doutorado, que optaram pelo vínculo único com a UPE, passaram de 4.127,82 para R$ 8.876,73. Já os mestres, sob as mesmas condições, que antes recebiam 3.163,31 agora passam a receber R$ 6.014,10. Atualmente, dos 921 professores da instituição apenas 15% têm dedicação exclusiva. Até 2014, essa porcentagem poderá aumentar em até 35%. Essas modificações fora realizadas por meio da Lei 195, que implementou o Plano de Cargos e Carreiras da instituição.

INFRAESTRUTURA
A oferta de novos cursos e a efetivação do processo de interiorização da instituição, em sintonia com o Pacto pela Educação, também contribuíram com o fortalecimento da Universidade. Nesse sentido, o Governo do Estado aportou recursos na construção de novos campi, adequação de salas e prédios, requalificação de bibliotecas e outros equipamentos para atender os estudantes do Agreste e do Sertão – no que se procurou atender ao Desafio Prioritário de aumentar a presença da UPE em todo o Estado.

A sede do Campus de Nazaré da Mata foi inaugurada em 2011, num investimento R$ 2.389.087,83. Já no Campus Garanhuns, a UPE passou a contar com um novo bloco com 16 salas de aula, num investimento de R$ 1.383.609,50. No Campus Salgueiro foi inaugurado, em 2012, um prédio para o funcionamento do curso de Administração, oferecido pela UPE no município. O Campus Petrolina também recebeu investimentos. Em novembro de 2011 foi inaugurado novo prédio, num investimento  de R$ 3.438.416,32.

Fonte: Sectec-PE

Próximos Eventos