+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Espírito Santo amplia oferta de ensino técnico no interior

O município de Iúna foi contemplado com investimentos de R$ 7,5 milhões oriundos de recursos federais do Programa Brasil Profissionalizado, destinados a garantir o acesso ao ensino técnico. Nessa quarta-feira (24) o Governo do Estado por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Trabalho (SECTTI) assinou a ordem de serviço para a construção da escola técnica estadual do município com capacidade para 1.200 alunos.

Com previsão de entrega e início das aulas das primeiras turmas até o final de 2014, a escola técnica estadual irá contar com salas de aula, quadra poliesportiva, laboratórios, biblioteca e infraestrutura administrativa. O objetivo é dar acesso à população de Iúna e da região ao ensino profissional de qualidade por meio de cursos técnicos conectados com as demandas socioeconômicas locais.

Na ocasião, o governador Renato Casagrande destacou a importância da educação profissional para o crescimento do Espírito Santo. “O Governo estadual trabalha para que cada vez mais pessoas, em especial do interior, tenham a oportunidade para se desenvolverem profissionalmente e possam crescer. Estamos interiorizando o ensino técnico, viabilizando parcerias como esta com o Governo Federal para trazer para o município de Iúna e região uma escola moderna, com cursos de qualidade que possam atender as demandas locais, trilhando um caminho de crescimento para toda a população capixaba”, afirmou.

Para o secretário da SECTTI, Jadir Péla, a assinatura da ordem de serviço é mais um passo na ampliação da Redetec. “Estamos com um projeto que visa garantir o acesso ao ensino técnico para os municípios que não são atendidos por outras instituições. Neste sentido a Redetec está sendo desenvolvida pela SECTTI, ampliando a oferta de vagas. Hoje assinamos a ordem de serviço para Iúna; a unidade de Baixo Guandu já está em processo de construção e até 2014 teremos outras dez escolas sendo reformadas, ampliadas e construídas. Com a expectativa de serem ofertadas cerca de 10.000 vagas nos municípios onde a rede irá atuar”.

A Redetec

O programa é executado em parceria com o Governo Federal por meio do Programa Brasil Profissionalizado, existente desde 2007 para fortalecer a educação profissional estadual, o governo estadual e prefeituras municipais. Sendo o recurso para construção de responsabilidade Federal, o custeio, ou seja, a manutenção e pessoal, de responsabilidade estadual e o espaço, de responsabilidade municipal.

Como marco de atuação, a Redetec passou a ser implantada como tal quando ocorreu a transferência dos CEET “Talmo Luiz Silva” e “Vasco Coutinho” da Sedu para a SECTTI no âmbito da promulgação do Decreto nº 2896-R, de 18 de novembro de 2011.

Assim, a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Trabalho (SECTTI) passou a ter como competência de implementar a política estadual de ciência, tecnologia, inovação, educação profissional e trabalho, bem como coordenar os sistemas estaduais de ciência, inovação, tecnologia, educação profissional e trabalho por meio da criação da Gerência de Educação Profissional.

Serão investidos cerca de R$ 68,4 milhões via recurso federal, com a previsão de até o final de 2014 um total de 12 escolas técnicas estaduais serem construídas, reformadas e ampliadas atendendo além do município de Iúna, Afonso Cláudio, Baixo Guandu, João Neiva, Viana, Vila Velha, Itapemirim, Guaçuí, Castelo, Mimoso do Sul, Vargem Alta e São Gabriel da Palha. Essas escolas ofertarão aproximadamente 10.000 vagas em cursos técnicos como Enfermagem, Informática, Cafeicultura, Edificações, Eletroeletrônica e Agroecologia.

Fonte: Sectti-Es

Próximos Eventos