+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Escola Agrotécnica e Colégio de Aplicação da UFRR implementam ensino remoto

A Escola Agrotécnica e o Colégio de Aplicação da Universidade Federal estão realizando ações que buscam facilitar o acesso dos estudantes à rotina de ensino remoto enquanto durar a pandemia de Covid-19. As duas unidades, entre outras medidas, entregaram computadores portáteis para alunos que não dispunham do equipamento.

No Colégio da Aplicação (CAp) a entrega começou na terça e deve ser concluída nesta sexta (26). No total, em parceria com a Associação de Pais e Mestres, a unidade vai repassar aos estudantes 59 netbooks, 28 tabletes, 14 roteadores e 25 pontos de internet. A definição das famílias beneficiadas foi realizada a partir de um levantamento feito nos meses de abril e maio.

“A escola entrou em contato com todas as famílias de nossos alunos por telefone e em visitas em casa, perguntando se dispunham de computador ou tabletes e acesso à internet. De posse do resultado fomos atrás de atender a demanda”, explica Wender Ferreira Lamounier, diretor do CAp. Cerca de 90 alunos foram beneficiados pela ação, que procura garantir-lhes condições igualitárias de acompanhar as atividades didático-pedagógicas, com início previsto para o dia 6 de julho.

O plano de ação desenvolvido pela comissão pedagógica especial do CAp tem como objetivo o retorno das atividades pedagógicas em três blocos disciplinares. A cada semana os alunos terão aulas de disciplinas específicas para que possam se acostumar com essa nova rotina escolar e para que a família possa dar apoio aos discentes.

Na Escola Agrotécnica, localizada a 35 km de Boa Vista, as medidas para implantar as atividades remotas começaram a ser pensadas em abril, durante reuniões de professores e representantes de alunos. Um diagnóstico elaborado pela coordenação geral de ensino e a coordenação do curso Técnico em Agropecuária ajudou a identificar quais discentes não teriam acesso às aulas feitas de forma não presencial.

Conforme o diretor Jandiê Araújo da Silva, a solução foi ampliar um projeto já existente na EAgro, o NET solidário, que consiste no empréstimos de netbooks para alunos sem computadores em casa. Trinta alunos receberam netbooks e 60 estão tendo acompanhamento diferenciado, com entrega, em pendrives ou impresso, do material utilizado nas aulas.

Além disso, as aulas são ministradas utilizando um conjunto de aplicativos e plataformas: WhatsApp, Zoom, Google Meet, Camtasia e o Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa/UFRR). A diversidade garante o acesso ao material e o uso depende do professor e da turma.

Fonte: UFRR

Próximos Eventos