+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Empresas apoiadas pelo PIPE-FAPESP integram a lista das 100 Startups to Watch

Doze empresas nascentes de base tecnológica apoiadas pelo Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), da FAPESP, integram a lista das 100 Startups to Watch, um projeto das revistas Pequenas Empresas & Grandes Negócios e Época Negócios em parceria com as consultorias EloGroup e Innovc.

Em sua quarta edição, a lista traz cem empresas com soluções inovadoras para atender às demandas de uma economia em transformação. São startups com potencial para se tornarem líderes e prontas a receber a atenção de investidores, grandes empresas, governos e aceleradoras. No total, foram 2.063 inscritas.

Depois da avaliação técnica feita pela EloGroup e pela Innovc, que mediram quesitos como grau de inovação, potencial de mercado e maturidade, 200 permaneceram na disputa. Ao final, uma banca de 27 jurados, entre consultores, investidores e representantes de comunidades de startups, elegeu a lista final. A partir dos dados coletados com as inscritas e as cem selecionadas, foi realizado ainda um estudo do ecossistema e de sua evolução nos últimos 12 meses.

O estudo apontou que, apenas entre janeiro e maio, as startups brasileiras captaram US$ 3,2 bilhões em aportes, o que representa 90% do que foi investido durante todo o ano de 2020. Também nesse período foram registradas 91 fusões e aquisições — outra prova do amadurecimento do ambiente de negócios.

Na categoria Agronegócios estão entre as selecionadas as empresas AgriConnected e a SciCrop.

A AgriConnected desenvolveu com apoio do PIPE-FAPESP um algoritmo com inteligência artificial capaz de prever falhas em motores e máquinas agrícolas. Já a SciCrop desenvolveu uma ferramenta computacional para avaliação do risco envolvido em cultura agrícola, com base em dados provenientes de fontes textuais, satélites, meteorologia, séries históricas de produtores e até mesmo notícias relacionadas a fatores econômicos e sociais.

A startup Predify foi selecionada na categoria Finanças. A empresa criou um sistema de inteligência de negócios na modalidade SaaS (Software as a service) para micro e pequenos empreendedores. A plataforma utiliza algoritmos de análise e predição de dados avançados para traduzir números financeiros e gerenciais da empresa, auxiliando gestores a tomar melhores decisões. A arquitetura do software foi desenvolvida após um projeto apoiado pelo PIPE-FAPESP por meio do qual os pesquisadores identificaram os principais erros dos empreendedores ao tomar decisões para suas empresas.

Na categoria Recursos Humanos uma das selecionadas foi a Pin People. A empresa desenvolve com apoio do PIPE-FAPESP o WexBot – uma plataforma baseada em técnicas de processamento de linguagem natural que permite a interação entre as equipes de recursos humanos e os funcionários das empresas.

brain4care, a Onkos Diagnósticos e a Tissuelabs integram a lista das startups selecionadas na categoria Saúde e Bem-Estar.

A brain4care desenvolveu com apoio do PIPE-FAPESP um sensor para medição de pressão intracraniana de forma invasiva e indolor. Já a Onkos Diagnósticos desenvolveu um teste que classifica nódulo de tireoide com maior sensibilidade. E a Tissuelabs está desenvolvendo um hidrogel que permite a impressão 3D de órgãos e tecidos em laboratório.

Gedanken, a I. Systems e a NeuralMind foram classificadas na categoria Tecnologia da Informação.

A Gedanken está desenvolvendo uma plataforma de big data, com base em dados públicos e privados estruturados e não estruturados e inteligência artificial, para auxiliar empresas públicas e privadas a reduzir drasticamente as irregularidades em suas contratações de serviços. A I. Systems criou softwares de controle de sistemas que aumentam a eficiência de linhas de produção em grandes indústrias baseados na lógica fuzzy (difusa). E a NeuralMind desenvolveu um sistema para leitura robusta de textos e imagens utilizando deep learning.

Compõem a categoria de Transporte e Logística a Automni, que está criando um sistema automatizado para inventariar estoques, e a Cobli, que desenvolveu uma ferramenta capaz de identificar o padrão de comportamento de condutores de veículos por meio da análise de dados obtidos por rastreadores movidos a energia solar.

A lista completa pode ser acessada em https://revistapegn.globo.com/Startups-to-Watch/noticia/2021/06/conheca-100-startups-watch-2021.html.

Fonte: Agência Fapesp em 15/06/2021

Próximos Eventos