Giro nos Estados

Emoção toma conta do encerramento da Feira de Ciências da Amazônia

Ansiedade, tensão, alegria e satisfação foram os sentimentos registrados na ocasião da premiação dos projetos apresentados durante a 1ª Feira Competitiva & Temática do Brasil e da Feira de Ciências da Amazônia (FCA).

Durante dois dias (27 e 28) estudantes dos ensinos fundamental e médio de escolas públicas e particulares, fundações e institutos, apresentaram ao público e avaliadores, pesquisas, experimentos e trabalhos desenvolvidos sobre o temaSustentabilidade Social e Ambiental. Ao todo 40 projetos concorreram.

PREMIAÇÃO

A expectativa era grande e os prêmios mais cobiçados foram as credenciais para a participação em eventos nacionais e internacionais nas áreas de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I).

A avaliação dos projetos foi feita com base nos critério de criatividade, metodologia científica adotada, apresentação dos pôsteres, diário de bordo e  relatórios.

Os estudantes Mario Mansour, Edilson dos Santos e Roberta Fontes participaram da disputa. Alunos do Centro Educacional Adalberto Valle, eles têm em comum o gosto pela disciplina Química, e entraram na competição com o projeto Noharcell, orientados pelo professor Everson Apolinário, que visa reduzir a incidência de irradiação eletromagnética do celular. “Queremos que as empresas de telefonia celular adotem nossas ideias, pois acreditamos que elas podem evitar doenças causadas por radiações emitidas por esses aparelhos”, disse Edilson.

Cientes da importância de seus projetos, os competidores não escondiam a ansiedade pelos resultados.

O reconhecimento dos trabalhos apresentados foi feito pela Associação Brasileira de Incentivo à Ciência (Abric) eHumanitare Foundation que premiaram as instituições de ensino, os professores-orientadores e os estudantes.

Confira aqui a lista dos agraciados.

A 1ª Feira Competitiva & Temática do Brasil e a FCA foram promovidas pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI-AM) em parceria com a Abric, Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), Programa Ciência na Escola (PCE) e Humanitary Foundation.

Dentre os trabalhos premiados destaques para os projetos dos estudantes das escolas estaduais Sebastião Augusto Loureiro Filho, Senador Petrônio Portela, Lucinda Félix de Azevedo, Tiradentes, Ana Neire Marques da Silva,  Colégio Brasileiro Pedro Silvestre, e Ceti Garcitylzo do Lago e Silva.

Acesse aqui as fotos do evento.

A competição ocorreu em quatro categorias: Engenharias para a Sociedade, Engenharias para o Meio Ambiente, Ciências para a Sociedade, e Ciências para o Meio Ambiente.

Fonte: SECTI-AM

Próximos Eventos