+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Docentes da UNIR têm projeto aprovado em chamada pública CNPq

Os docentes Eliane Silva Leite e Clodoaldo de Oliveira Freitas, do Departamento de Engenharia de Pesca, da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR),campus Presidente Médici, foram contemplados em chamada pública realizada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) em parceria com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) e Secretaria Nacional da Juventude (SNJ-PR).

O projeto intitulado “Agroecológico e cidadão da juventude dos assentamentos na Amazônia” foi aprovado pela chamada pública MCTI/MDA-INCRA/CNPQ Nº 19/2014 – fortalecimento da juventude rural, com R$ 723.716,00 mil para realização das atividades de pesquisa e capacitação nos assentamentos de Presidente Médici (PA Chico Mendes I, II e III) e nos de Nova Brasilândia D’Oeste (PA Oziel dos Carajás, PA Bela Vista, PA Paulo Freire I e II). O projeto terá execução de 24 meses, iniciando em 2015 e seu desenvolvimento contará com a parceria da Federação dos Trabalhadores da Agricultura de Rondônia (FETAGRO).

Para a coordenadora geral do projeto, professora doutora Eliane Silva Leite, a aprovação deste projeto é fruto de experiências exitosas do grupo de trabalho, principalmente dos projetos Pirarucu-Gente (UNIR/MDA/CNPq) e Programa Peixe Vivo (UNIR/MPA), que foram executados com a parceira da FETAGRO e da Federação de Pescadores Artesanais e Aquicultores do Estado de Rondônia (FEPEARO).

O PROJETO

O projeto de pesquisa e ação em pauta atuará de forma compartilhada com a execução de contrato de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) para agroecologia na educação de jovens que se tornarão multiplicadores do conhecimento. A pesquisa será desenvolvida em sistema de alternância com ações práticas de manejo sustentável das unidades familiares das comunidades dos assentados.

Para tanto, utilizam-se metodologias participativas para apoiar o desenvolvimento organizacional e da gestão compartilhada dos empreendimentos rurais na perspectiva da economia solidária (produção, beneficiamento e comercialização). E para privilegiar o resgate dos saberes locais, serão trabalhados temas relativos à construção compartilhada de conhecimentos em ATER, o fortalecimento da cidadania, inclusão socioprodutiva, emancipação, acesso às políticas públicas e oportunidades para a melhoria da vida no campo de juventudes rurais.

O objetivo principal será fomentar a formação agroecológica e cidadã para fortalecer a inclusão social e produtiva de jovens agricultores dos assentamentos e seus familiares. Essa ação visa intensificar a participação social, a organização produtiva e o acesso a mercados, para a conquista de autonomia e afirmação do protagonismo juvenil, valorização do espaço rural e o fortalecimento da agricultura familiar, por meio da consolidação de políticas públicas necessárias à permanência do jovem no território e à promoção do desenvolvimento rural em Rondônia.

Fonte: UNIR

Próximos Eventos