Giro nos Estados

Diretor do Cemaden participa de reunião em Porto Alegre

Após anúncio do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão na sexta-feira (14), de que o Rio Grande do Sul será contemplado com R$ 793 milhões no Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais, a Secretaria do Planejamento, Gestão e Participação Cidadã (Seplag-RS) sediou, nesta segunda-feira (17), palestra e reunião de trabalho sobre o tema. Participaram do encontro, em Porto Alegre, o diretor do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden/MCTI), Agostinho Tadashi Ogura, e dirigentes e técnicos do governo do estado.

Diante de representantes da Defesa Civil e das secretarias estaduais de Obras e Serviços Públicos, do Meio Ambiente e do Planejamento, Ogura afirmou que o governo federal está ampliando o investimento na tecnologia de sistemas de prevenção. Na quinta-feira (13), foi anunciada a compra de 1.500 pluviômetros pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), para o monitoramento da quantidade de chuvas. O secretário de Políticas e Porgramas de Pesquisa e Desenvolvimento (Seped/MCTI), Carlos Nobre, informou que ao menos 7.500 unidades devem ser adquiridas nos próximos anos. Ainda não foi definida a localização dos equipamentos no território brasileiro.

O coordenador do Sistema de Monitoramento de Desastres da Secretaria do Meio Ambiente, João Manoel Trindade, reivindicou a inserção do estado na definição dos locais onde serão instalados os pluviômetros. “Estamos em conjunto com o governo federal, por meio do Inpe [Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, do MCTI) e das nossas universidades, construindo um mapa das inundações no estado. A ideia é que tenhamos um estudo específico por bacia, para entender a dinâmica das enchentes”, acrescentou.

Fonte: Seplag/RS

Próximos Eventos