Giro nos Estados

DF e MCTI firmam parceria para o Planetário de Brasília

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Distrito Federal (SECTI/DF) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) firmaram parceria para aprimorar o conteúdo do Planetário de Brasília. Um projeto em análise é a criação de espaço de ciência nas vizinhanças do monumento. Desde a reabertura, o local recebeu, aproximadamente, 3,5 mil visitantes.

 “Nós conversamos sobre a possibilidade do Ministério ajudar a Secretaria a criar um espaço de ciência no entorno do Planetário. O Planetário pode ser um grande laboratório, um grande museu de ciência. E com essa parceria nós temos condições de ajudar”, comentou o secretário de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social, Oswaldo Baptista Duarte Filho.

A tradição de parceria entre as duas instituições possui exemplos concretos, a exemplo da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Oswaldo Baptista ficou surpreso com a qualidade dos equipamentos, das instalações após reforma. Para ele, o Planetário é um grande instrumento de complementação educacional e a restauração do monumento é uma vitória para a população do DF.

“Coloquei a disposição do secretário de Ciência Tecnologia e Inovação do DF, Glauco Rojas, tudo o que a gente puder fazer para ajudá-lo na formulação e aplicação de conteúdo. Já que o ministério tem institutos e instituições que trabalham também com planetários”, declarou. Do ponto de vista do secretário Glauco Rojas, parcerias deste porte são estratégicas para garantir um conteúdo de qualidade para o Planetário.

Ponta de lança  Do ponto de vista do diretor do Departamento de Divulgação e Difusão da Ciência, Douglas Falcão Silva, um dos grandes méritos dos planetários é possibilidade de trabalhar com o conhecimento de forma interdisciplinar.

“As pessoas vêm para cá com o objetivo de conhecer a astronomia. E na verdade a astronomia é uma ponta de lança para se falar de física, química, história, geografia, ciências sociais aplicadas, história da ciência, particularmente”, explicou.

Fonte: SECTI-DF

Próximos Eventos