+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Cooperação Governo do Tocantins e Eletronorte vai incentivar pesquisa no setor de Energia

Desenvolver pesquisas científicas, tecnológicas e de inovação aplicadas à geração e transmissão de energia elétrica e relacionadas ao meio ambiente e biodiversidade. É o objetivo de um termo de cooperação assinado entre o Governo do Estado e Eletrobrás/Eletronorte nesta quarta-feira, 19, em Palmas.  Participaram da solenidade de assinatura o presidente da Eletronorte, Josias Matos, a presidente da FAPT – Fundação de Amparo à pesquisa do Estado do Tocantins, Andrea Stival e o secretário Estadual da Ciência e Tecnologia, Borges da Silveira. Os projetos de pesquisa serão financiados com recursos do orçamento da Eletrobrás que é destinado a projetos de pesquisa de desenvolvimento.

O termo também prevê a implantação de laboratórios e sistemas voltados para o setor de energia e impactos ambientais, além de suporte para implantação e expansão do programa Tocantins Digital, lançado pelo Governo em parceria com a Eletronorte no ano passado.

Segundo a presidente da Fundação de Amparo a Pesquisas, Andrea Stival, o papel da Fundação será buscar as demandas dos pesquisadores. “Até dezembro lançaremos um Edital para apoiarmos  os projetos com a finalidade de melhorar a transmissão e geração de energia, baixar o custeio e com diferencial da valorização da biodiversidade e meio Ambiente ”, destaca a presidente da FAPT.

Para o presidente da Eletrobrás Josias Matos, essa ação conjunta visa também contribuir para fortalecer a classe acadêmica no Estado. “Queremos juntos com a SECT e a FAPT contribuir para a formação, capacitação de novos talentos na área científica, que estão desenvolvendo projetos inovadores, contribuindo para o desenvolvimento do Estado.”

O secretário Borges da Silveira disse que essa parceria é vital para futuro do Estado e que a Secretaria da Ciência e Tecnologia está investindo em pesquisas na área de Energia. “Nós  estamos  articulando com a Eletronorte e com as universidades do Estado para  criarmos  o Instituto Estadual de Energia limpa e renovável, o estado tem todas as condições para isso”, afirma.

Fonte: Jodevaldo Pereira – Ascom SECT

Próximos Eventos