+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Conselho aprova resoluções complementares para pós-graduação da Ufam

Cinco resoluções compõem atualmente o conjunto de normas para o funcionamento da pós-graduação na Universidade Federal do Amazonas. O regimento anterior (Resolução 55/2004) era composto por 36 páginas e 103 artigos. O documento atual possui 19 artigos distribuídos em 6 páginas.

Nos dias 30 de setembro e 1º de outubro, o Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão aprovou mais duas resoluções Complementares ao Regimento Geral da Pós-graduação da Ufam. Elas se aliam às Resoluções 023 e 024, aprovadas pelo CONSEPE no último dia 28 de agosto de 2014.

Para o Pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação da Ufam, professor doutor Gilson Monteiro, as resoluções complementares, além de tornarem o regimento da Pós-graduação da Ufam mais enxuto, proporcionam mais dinamicidade à pesquisa institucional.

“A reestruturação regimental foi necessária para que a UFAM alcançasse patamares mais elevados e conseguisse se posicionar entre as instituições de ensino superior mais modernas em termos de legislação, assim como a UNESP; a Universidade Federal Fluminense e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Caberá aos colegiados dos programas de Pós-graduação o gerenciamento dessa modernidade”, declarou o pró-reitor.

Mais autonomia aos programas de Pós-graduação

O pró-reitor destacou ainda que a modernização na estrutura viabilizará investimentos que impactam diretamente na elevação dos conceitos dos PPG´s junto aos avaliadores nacionais como a Capes. “Hoje o que define a qualidade de um programa de Pós-graduação não é o tempo de permanência do aluno nele, mas o desempenho nas atividades de pesquisa. A descentralização do processo decisório permite, por exemplo, que os Programas de Pós-graduação definam o número de créditos ou eliminar a defesa de uma dissertação ou de uma tese se o estudante de mestrado ou doutorado publicarem um trabalho em uma revista prestigiada no meio científico. A reestruturação regimental favorece ainda mais investimentos em internacionalização; a promoção de mais parcerias e a sintonia com as novas tendências na área da pós-graduação. Ou seja, tornamos a pós-graduação da Ufam mas ágil e flexível’, garante o pró-reitor.

Os programas de Pós-graduação têm 180 dias, a partir de 1º de outubro para se adequarem às novas resoluções.

Metas para 2015

O pró-reitor anuncia, ainda, as metas a serem alcançadas em 2015. “Para 2015, queremos a aprovação do Talentos UFAM; da defesa direta de teses e dissertações; do Processo de Seleção Continuada e construir uma política de ações afirmativas própria, institucionalizada, para evitar ações isoladas nos editais de pós-graduação.

Há quem reduza, por exemplo, as ações afirmativas à mera reserva de vagas. Isso é não ter a dimensão do significado de uma política pública de ações afirmativas, pois a simples reserva de vagas não garante a inclusão. O que garante a inclusão é criar condições para que pretos, pardos, indígenas e estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ingressem na Ufam e tenham condições de nela continuar, que obtenham êxito ao longo da vida estudantil. Há um estudo em andamento para tal regulamentação a ser submetida à apreciação dos conselhos superiores da Instituição”, afirmou Gilson Monteiro.

Todas as Resoluções podem ser acessadas no endereço eletrônico:http://www.propesp.ufam.edu.br/index.php/resolucoes

Fonte: UFAM

Próximos Eventos