+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Ciência Jovem leva conhecimento para Olinda

Berço de Cultura de Pernambuco, Olinda foi escolhida como a primeira cidade pernambucana a receber uma etapa municipal da Ciência Jovem, a feira internacional de conhecimento científico do Espaço Ciência. Entre esta quinta (26.09) e sexta (27.09), estarão em exposição no Shopping Patteo, no bairro de Casa Caiada, 82 trabalhos de alunos, da Educação Infantil até o Ensino Fundamental II, de escolas das redes municipal e estadual de ensino.

A Ciência Jovem Olinda é a grande novidade que o museu interativo de ciências de Pernambuco reservou para as comemorações de 25 anos do evento principal. Os melhores trabalhos serão selecionados para a 25ª Ciência Jovem, em novembro, no shopping Riomar.

Ainda este ano, as cidades de Timbaúba, na Mata Norte, e Araripina, no Sertão, também vão sediar etapas municipais. A expectativa dos organizadores é que, para os próximos anos, outros municípios recebam a feira.

Diretor do Espaço Ciência, o Professor Antônio Carlos Pavão falou o quanto é importante realizar as etapas municipais da Ciência Jovem. “A feira de ciências é uma revolução pedagógica. Eventos deste tipo permite descobrir talentos e mostrar que na escola se faz ciência de verdade. O Espaço Ciência tem o propósito realizar a Ciência Jovem em todos os municípios de Pernambuco. Esperamos que a feira de Olinda sirva de estímulo para as outras cidades”, declarou.

O secretário Aluísio Lessa destacou o papel do Professor Pavão na iniciativa e falou da necessidade de levar para os municípios ações didáticas sobre a ciência. “Falar do Espaço Ciência é falar de Pavão. São 25 anos de Administração do museu e ele inova mais uma vez em estender a Ciência Jovem para os municípios. Na secretaria, temos buscado popularizar a ciência. Com o Ciência Móvel, percorremos todo o estado com atividades didáticas de aprendizado”, afirmou.

A governadora em exercício Luciana Santos ressaltou o quanto é valioso para os alunos se envolverem nas atividades da feira. “A melhor forma de aprender é meter a mão na massa. O conhecimento proporcionado por experiências como a Ciência Jovem Olinda vale muito. Iniciativas como esta marcam para sempre a vida das crianças”, concluiu.

Fonte: SECTI-PE

Próximos Eventos