+55 (61) 4101-6508 / 4101-6509

Giro nos Estados

Ceará ganha instituto de pesquisas e estudos avançados

O ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende, e o governador do Ceará, Cid Gomes, participaram nesta terça-feira (29), em Fortaleza (CE), da instalação do Instituto de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (IPDI), que funcionará na Universidade Federal do Ceará (UFC), no Campus do Pici.

O equipamento, que atuará em parceria com a Fundação Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará (Nutec), tem por finalidade realizar pesquisas científicas, desenvolver, introduzir e aperfeiçoar inovações tecnológicas. Na prática, o IPDI funcionará como um elo entre o meio acadêmico e as indústrias ligadas a área de Ciência e Tecnologia no estado, além de ter um papel fundamental na qualificação de mão-de-obra para os projetos estruturantes que serão instalados no Ceará, como a Siderúrgica, Refinaria Premium 2 e um Pólo de Saúde

“Estamos nos esforçando para que esses grandes projetos venham para o Ceará, e temos que qualificar nossa população para esse trabalho. Para conseguir essa qualificação precisamos de laboratórios, e o IPDI será um espaço importante para esse fim”, explicou Cid Gomes.

Para a construção do IPDI, o governo do estado, por meio da Secretaria da Ciência e Tecnologia (Secitece), investiu cerca de R$ 8 milhões, sendo R$ 2,1 na construção do prédio, com recursos oriundos do Tesouro do Estado, e R$ 5,9 milhões na aquisição de equipamentos.

Em sua fase inicial, o IPDI atuará nas áreas de física de materiais e nanotecnologia, teleinformática e tecnologia industrial metrológica e de precisão, abrigando mais de 70 pesquisadores. Ele funcionará como uma verdadeira agência de inovação para o Ceará, alavancando o conhecimento científico e tecnológico das diversas instituições do estado.

“A ciência e tecnologia vive hoje um novo momento, onde vemos cada vez mais pessoas engajadas nessa área, que antes era voltada apenas para a vida acadêmica. Esse equipamento funcionará não só como um grande espaço para a pesquisa, mais também será um meio de formar pessoas e transformar a ciência e tecnologia em riquezas em prol do desenvolvimento social e econômico desse estado”, analisou o ministro o ministro Rezende.

Segundo o presidente da instituição, Lindberg Lima, já está assegurada pelo governo estadual uma ampliação na estrutura do IPDI, com recursos da ordem de R$ 1,5 milhão em obras estruturais e R$ 5 milhões na aquisição de equipamentos. O processo licitatório deve ser iniciado em agosto próximo. “Com o IPDI estamos consolidando o sistema estadual de ciência, tecnologia, inovação e educação superior”, analisou o secretário da Secitece e presidente do Consecti, René Barreira.

Acordo de Cooperação
Na solenidade, o governador assinou o acordo de cooperação técnica com a União, por meio do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT). O acordo permite a instalação de internet banda larga, por meio da rede Gigafor e Cinturão Digital, nos campus de universidades e institutos tecnológicos de todo o estado. “Se ouve falar muito em inclusão digital e ações como essas fazem com que essa inclusão seja uma realidade”, concluiu o ministro Rezende.

Fonte: Ministério da Ciência e Tecnologia

Compartilhe:

    Próximos Eventos