+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Café com inovação no lança edital do prêmio FINEP 2013 no Maranhão

O evento contou com as presenças do secretário de ciência, tecnologia e ensino superior, José Ferreira costa, o gerente executivo de Tecnologia e Inovação do Senai Nacional, Jefferson Gomes presidente do Sindileite – Sindicato de Derivados de Leite e Derivados do Maranhão, e conselheiro do Sesi, Alexandre Ataíde, que representou o presidente da Fiema, Edilson Baldez, representando o diretor técnico do Sebrae, Keila Pontes, gerente de acesso a inovação e tecnologia, Maria Domingas, coordenadora de projetos e presidente da associação das quebradeiras de coco de Itapecuru, vencedora do prêmio FINEP , edição 2013 na categoria tecnologia social, autoridades e representantes de associações e interessados no edital.

Sectec MA

A secretaria de ciência, tecnologia e ensino superior do Maranhão está apoiando o prêmio FINEp colocando toda a sua estrutura para que ações exitosas se difundam pelo estado.

Segundo o secretário José Costa, a tecnologia tem o objetivo de disseminar boas idéias com alcance ampliado. “Para a governadora Roseana estamos realizando sonhos os transformando em projetos exitosos, e a união do estado, a iniciativa privada e a sociedade civil tem como resultado a melhoria da qualidade de vida das pessoas, como é o caso do projeto das quebradeiras de coco de Itapecuru Mirim”, explica o secretário de ciência, tecnologia e ensino superior do Maranhão.

“Estamos motivados para alavancar o potencial do Maranhão, pois essa é mais uma parceria que será bem sucedida. Estamos satisfeitos em podermos difundir e promover inscrições, porque estes projetos são importantes para o Maranhão, para o Brasil e, principalmente, para o desenvolvimento da ciência e da inovação, pois o objetivo da escolha do Maranhão, mais precisamente, São Luís, de sediar a premiação Regional Nordeste foi a de motivar e multiplicar o Prêmio Finep.”, enfatizou José Costa Ferreira, secretário de ciência, tecnologia e ensino superior.

Sistema Fiema

Cerca de R$30 milhões serão disponibilizados para o desenvolvimento de projetos de pesquisa aplicada em empresas do setor industrial, por meio dos Centros de Tecnologia do Senai e unidades do Sesi, com ênfase em inovação tecnológica e social. A edição 2013 será lançada em julho.

“A inovação é a mola mestra do desenvolvimento da humanidade, e para as empresas, é sinônimo de competitividade. Por isso, o Sistema Indústria, no Maranhão, possui uma série de ações de estímulo a essa prática”, afirmou o presidente do Sindileite – Sindicato de Derivados de Leite e Derivados do Maranhão, e conselheiro do Sesi, Alexandre Ataíde, que representou o presidente da Fiema, Edilson Baldez, no Café.

O gerente executivo de Tecnologia e Inovação do Senai Nacional, Jefferson Gomes, fez uma exposição sobre os dispositivos disponíveis no Senai Nacional para as empresas. “Inovação não é algo acadêmico, nasce com a vida das pessoas. É fruto de união, de esforço organizado e disciplina. Esse conjunto que vai levar ao resultado concreto”, disse o gerente. Ele ainda parabenizou a União dos Clubes de Mães de Itapecuru-Mirim pelo troféu recebido no Prêmio Finep.

Ainda pela entidade, foi lançada a Política de Propriedade Intelectual cujo objetivo é proteger as atividades criativas e inovadoras da força de trabalho do Senai, contribuindo para melhorar os indicadores de inovação, assim como para aumentar o volume de exportação de tecnologias, transformando conhecimento em riqueza.

Tecnologia Social

A Associação das Quebradeiras de coco de Itapecuru Mirim e a União dos Clubes de Mães de Itapecuru Mirim foram vencedores do Prêmio FINEP de inovação 2012, na categoria tecnologia social, região nordeste.

Para Maria Domingas, coordenadora de projetos e presidente da associação das quebradeiras de coco de Itapecuru, o prêmio FINEP reconhece todo o esforço do projeto das quebradeiras de coco de Itapecuru e durante o Café com Inovação agradeceu a união de todos os envolvidos para consolidar porjetos que dêem visibilidade às populações carentes e tragam qualidade de vida para todos. “A luta sempre foi intensa, mas sabíamos que com a união, perseverança, foco e apoio do governo conseguiríamos organizar a nossa cadeia produtiva, enfatiza Maria Domingas.

Sebrae

Keila Pontes, gerente de acesso a inovação e tecnologia, representando o diretor técnico do Sebrae, reforçou em seu discurso a importância do prêmio para os micro e pequenos empreendedores “ o Premio FINEP reconhece e premia através de recursos financeiros que podem melhorar processos e produtos em busca dessa competitividade”, analisa.

Atualmente cerca de 300 empresas estão sendo atendidas pelo Sebrae no estado com ações de inovação nas diversas áreas de energia, boas práticas na manipulação de alimentos, design de produtos, visual de loja e marketing em projetos como Agentes Locais de Inovação (ALI), Sebraetec e Incubadoras de empresas. “A inovação é importante, por que através dela, eles podem modernizar e isso impacta no faturamento, contribuindo para a competitividade, qualidade dos serviços e a divulgação positiva para o mercado. Nossa meta para este ano é atender 2 mil empresas nesses projetos”, conclui Keila Pontes.

FINEP

O Prêmio FINEP é o mais importante instrumento de estímulo e reconhecimento à inovação no País. Desde 1998, já premiou mais de 500 empresas, instituições e pessoas físicas, sendo responsável pela projeção dos contemplados não apenas no Brasil como no exterior.

A Financiadora de Estudos e Projetos – FINEP, empresa pública vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia, tem como objetivo promover e financiar a inovação e a pesquisa científica e tecnológica em empresas, universidades, institutos tecnológicos, centros de pesquisa e outras instituições públicas ou privadas, mobilizando recursos financeiros e integrando instrumentos para o desenvolvimento econômico e social do País.

A FINEP privilegia, em sua atuação, o apoio a empresas e instituições que investem no desenvolvimento de novos produtos e processos, na busca contínua da inovação e da liderança tecnológica.

O Prêmio FINEP de Inovação foi criado para reconhecer e divulgar esforços inovadores realizados por empresas, instituições sem fins lucrativos e pessoas físicas, desenvolvidos no Brasil e já inseridos no mercado interno ou externo, a fim de tornar o País competitivo e plenamente desenvolvido por meio da inovação. As empresas, instituições e inventores inovadores são aqueles que desenvolvem soluções em forma de produtos, processos, metodologias e/ou serviços novos ou significativamente modificados.

As categorias que concorrem são Micro e Pequena Empresa, Média Empresa, Grande Empresa (apenas na etapa nacional), Instituição de Ciência e Tecnologia, Tecnologia Social, Inventor Inovador, Tecnologia Assistiva, Inovação Sustentável e Inovar Fundos, também restrita à etapa nacional e dividida em três subcategorias – Governança, Equipe e Operação.

Em 2013, serão disponibilizados de R$ 100 mil a R$ 500 mil para os primeiros colocados regionais e nacionais de cada categoria, totalizando R$ 8 milhões.

Fonte: Sectec-MA

Próximos Eventos