Giro nos Estados

Bolsa Futuro: matrículas de candidatos inscritos em 1ª fase começam nesta 2ª-feira (16/4) em Goiás

Estão abertas a partir desta segunda-feira as matrículas para os candidatos da primeira fase de inscrições do Bolsa Futuro, programa de qualificação profissional do Governo de Goiás desenvolvido pela Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Sectec). Os candidatos devem estar atentos aos locais e endereços das matrículas, porque eles diferem dos pontos de matrícula. Os endereços para as matrículas estão no site da Sectec .As matrículas da primeira fase de inscrições vão até o próximo dia 27.

A segunda fase de inscrições se encerrou na última quarta-feira (11/04) e as matrículas para esses candidatos serão feitas posteriormente. Na primeira fase, cerca de 35 mil cidadãos se inscreveram no Bolsa Futuro, dos quais 31 mil foram considerados habilitados a se matricular no programa. A meta do Governo de Goiás é qualificar meio milhão de goianos até 2014. Do total de 500 mil vagas, 200 mil serão destinadas aos cidadãos de baixa renda  – integrantes de famílias beneficiárias do Renda Cidadã ou Bolsa Família e com renda familiar mensal de até meio salário mínimo por pessoa.

O secretário de Ciência e Tecnologia, Mauro Faiad, encerrou na última segunda-feira a agenda de viagens para divulgar e implantar o Bolsa Futuro nos 52 municípios que terão unidades de qualificação do programa. O titular da Sectec esteve em Quirinópolis, onde deu mais detalhes e tirou dúvidas sobre o Bolsa Futuro para uma plateia de cerca de 500 pessoas. Ele estava acompanhado de lideranças locais e comunitárias, dos coordenadores de programas sociais no município e do deputado estadual Nilo Resende.

Os cursos Bolsa Futuro são: técnico de vendas; secretariado e rotinas administrativas; recepção de hotel e atendente de bar; reprodução animal e produtividade do gado bovino leiteiro; técnicas agrícolas; destilador de álcool; cuidador de idosos e crianças; porteiro e zelador; básico em eletricista e encanador; e caldeireiro. A carga horária semanal do curso será de 12 horas-aula semanais, 8 a distância (modelo Ensino a Distância, EaD), via internet, e 4 presenciais. Os cursos terão a certificação do Ministério da Educação (MEC).

As aulas via internet serão oferecidas por meio do site do Bolsa Futuro. As 4 horas-aulas presenciais serão feitas em um dos polos do Bolsa Futuro. Os alunos com nota final média acima de 8 pontos (numa escala de 0 a 10) receberão mais um mês de incentivo financeiro extra. Ao final do curso, a Sectec inserirá a relação de alunos e sua classificação num cadastro de trabalhadores qualificados, que será levado ao conhecimento das empresas de todo o Estado.

Fonte: SECTEC-GO

Próximos Eventos