+55 (61) 4101-6508 / 4101-6509

Giro nos Estados

Avanço da inovação mineira é tema de palestra para empresários

O ambiente de inovação em Minas Gerais foi tema da palestra do secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Alberto Duque Portugal, durante o Café Parlamentar da ACMinas, nesta terça-feira (11), em Belo Horizonte. Cerca de 100 pessoas compareceram à sede da associação para conhecer um pouco do trabalho coordenado pelo Governo de Minas com a parceria da iniciativa privada, universidades e centros de pesquisa.

Para o presidente da Associação Comercial de Minas Gerais, Charles Lotfi, o avanço da inovação no estado é evidente graças aos esforços do Governo de Minas na dotação de recursos para investimentos na área. Ele reconheceu os programas liderados pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) e as parcerias como fundamentais para o crescimento da inovação nos diversos segmentos econômicos presentes no estado.

O secretário Alberto Portugal colocou a parceria como o ponto mais relevante no desempenho do Sistema Mineiro de Inovação (Simi), que recentemente despertou o interesse dos Estados Unidos, dentro da proposta de formação de clusters para o futuro. Ele ressaltou o aumento expressivo dos investimentos, principalmente com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) recebendo o volume integral dos recursos definidos na Constituição do Estado. A partir daí, uma série de projetos focados na inovação puderam ser colocados em prática, inclusive nas empresas, por meio de editais induzidos.

Portugal observou que é preciso continuar apoiando a formação de mestres e doutores para aumentar a massa crítica em todas as regiões do Estado, sobretudo no Norte e Nordeste de Minas, onde estão sendo implantados os polos de inovação que visam transformações socioeconômicas. A consolidação da liderança mineira em áreas como café, leite, mineração e metalurgia e genética bovina, está sendo trabalhada nos polos de excelência. Os parques tecnológicos de Belo Horizonte, Itajubá e Viçosa estão em fase adiantada, recebendo recursos dos governos estadual, federal e dos municípios. Outras iniciativas dessa natureza, para atrair empresas de alto conteúdo tecnológico, também estão em andamento em Lavras, Juiz de Fora e Uberaba.

O secretário ressaltou o apoio efetivo do Governo de Minas às 19 incubadoras de empresas, aos Programas de Incentivo à Inovação (PIIs), aos Arranjos Produtivos Locais e aos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs), entre outras iniciativas que estão transformando e dando a Minas Gerais um ritmo mais acelerado ao processo de inovação.

Contudo, Portugal reconheceu junto ao empresariado e a outros secretários de Estado presentes, que a inovação não deve ser política de curto prazo. “Não se transforma em estado inovador da noite para o dia. É preciso que haja uma política estratégica e permanente de inovação”, acrescentou. Para ele, o Estado reconheceu essa necessidade e conseguiu as parcerias necessárias para fazer da inovação uma estratégia efetiva de desenvolvimento.

Assista à apresentação do secretário Alberto Portugal no Youtube: Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte 4

Fonte: Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais

Compartilhe:

    Próximos Eventos