+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Aracoiaba, município do Ceará, quer recursos do FIT para micro e pequenas empresas

Fundo de Inovação Tecnológica, gerido pela Funcap, acumula mais de R$ 80 milhões
 
 A prefeita de Aracoiaba, Marilene Campelo, disse que vai procurar os gestores do Fundo de Inovação Tecnológica (FIT), da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) para captar recursos para projetos das microempresas do município. A resolução foi um dos resultados da realização do I Encontro de Assistência Tecnológica às Micro e Pequenas Empresas do Maciço de Baturité, sexta-feira (dia15), no CVT de Aracoiaba.
Como exemplo do potencial de Aracoiaba, a prefeita citou o Polo de Confecções, que gera hoje mais de 800 empregos. Disse também que o município este ano recebeu o Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor, destaque temático na formalização de pequenos negócios e apoio ao empreendedor individual.
No encontro, ficou decidida também a instalação de uma incubadora de empresas no CVT de Aracoiaba, o quinto implantado no Ceará. Quase 300 microempreendedores individuais foram formalizados em 2012, informou o secretário de Desenvolvimento Econômico de Aracoiaba, Raimundo Lopes.
O coordenador de Ciência e Tecnologia da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Francisco Carvalho, aconselhou a comunidade a provocar a Funcap para dar um direcionamento para as micro e pequenas empresas no FIT, que hoje tem acumulados mais de R$ 80 milhões. “É preciso cutucar com vara curta”, disse ele.
A articulista do Sebrae, Elaine Alencar, informou que o Sebrae nacional reativou o SebraeTec para aproximar as micro e pequenas empresas das instituições que detém o conhecimento. O programa conta com orçamento nacional de R$ 787.554.500,00 com a meta de atender a 47.500 empresas até 2013.
Do total, R$ 2,5 milhões estão destinados ao atendimento de 1.030 empresas este ano no Ceará. Os serviços são prestados por meio de parceiros privados e instituições credenciadas como a UFC, Senai e Senar, com soluções de design, sustentabilidade, tecnologia da informação e de produtividade.
Elaine Alencar descartou a possibilidade de instalação de uma unidade do Sebrae em Aracoiaba, que é atendida pelo escritório de Baturité, coordenado por Fabiana Gisele. Ela informou que o Sebrae estuda a criação de um novo escritório regional para descentralizar as ações no Ceará, a ser sediado em Sobral.
No Encontro, foi lançada pelo deputado Ariosto Holanda a publicação Assistência Tecnológica às Micro e Pequenas Empresas, tema do qual foi relator no Conselho de Altos Estudos da Câmara. A proposta, segundo ele, visa massificar uma ação de transferência do conhecimento para as micro e pequenas empresas, que constituem 98,9% de todas as empresas do país.

Conforme o parlamentar, se fossem implantados cinco Centro Vocacionais Tecnológicos nucleados em volta de todos os 600 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia que o governo pretende implantar até 2014, formaria uma rede de 2.400 unidades dedicadas a levar soluções de tecnologia para as micro e pequenas empresas. No atual governo estão sendo implantados mais 208 campi dos Institutos federais, que vão totalizar 600 no final da gestão da presidente Dilma Rousseff.
“Este é um desafio para o país. É um projeto de Estado, pois os excluídos são muitos”, disse Ariosto Holanda. O deputado informou que o Brasil tem cerca de 50 milhões de analfabetos funcionais, e apontou a educação, ciência e tecnologia como o caminho para o país diminuir a distância de ter a 7ª posição no ranking global da riqueza medida pelo PIB e concentração da riqueza. Por outro lado, o Brasil amarga a posição de 84º lugar no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) no mundo, que mede a qualidade de vida.
Ariosto Holanda disse que todo mundo no interior sabe o que é e o que faz e para que servem o Ministério da Educação e o Ministério da Saúde, porém desconhece a ação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Para preencher esta lacuna, segundo ele, foi criado o programa dos Centros Vocacionais Tecnológicos no MCTI, que conta hoje com 45 CVTs no país.
O deputado informou que será lançada no Ceará, em data a ser definida este ano, uma grande rede nacionais dos CVTs que será integrada pela Internet para troca de informações e soluções tecnológicas. Uma ideia em projeto visa dotar todos CVTs de videoconferência. O evento conta com o apoio da Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social (Secis) do MCTI e será realizado no Centro de Convenções, em Fortaleza.
Fonte: Flamínio Araripe do Desimbloglio de Informação

Próximos Eventos