+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Amazonas poderá firmar novas parcerias internacionais em CT&I

O Amazonas deverá ampliar o número de parcerias com instituições internacionais visando à expansão de ações na área de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I). O seminário Brasil-Itália realizado pelo Governo do Estado por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Amazonas (SECTI-AM) foi estratégico nesse sentido.

O evento foi promovido em parceria com o Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti), a Embaixada da Itália e o Serviço de Apoio a Micro e Pequenas Empresas no Amazonas (Sebrae-AM). Contou com a participação de especialistas nacionais e do exterior e proporcionou a realização de debates a respeito das mais recentes tecnologias que estão sendo utilizadas nas áreas específicas da construção naval e da telemedicina.

Durante o seminário, ocorreu o painel “Novas Tecnologias para a Construção Naval”, por meio do qual foi possível tomar conhecimento do panorama atual do segmento no Estado que, apesar de ser uma atividade econômica tradicional na região e com vasta potencialidade, ainda carece de avanços em aspectos importantes, como qualificação de pessoal, melhoria de infraestrutura e ampliação do nível de formalização de empresas.

Roberto Spandre, representante da Embaixada da Itália, disse que existem possibilidades concretas de realização de ações conjuntas no futuro entre os dois países no segmento naval. Na opinião dele, o Amazonas possui um grande potencial náutico e considerando às peculiaridades geográficas do Estado, um nicho de mercado que pode ser explorado seria a construção de embarcações do tipo hospitalares, o que traria grandes benefícios para a população do Estado, principalmente, as que moram em localidades distantes. “Como não existe em nenhum lugar do mundo um polo naval especializado nesse tipo de embarcação, Manaus se tornaria uma referência”, afirmou Roberto Spandre, o qual ressaltou que, para se chegar a esse patamar, é necessário priorizar ações voltadas à formação de pessoal especializado.

Os projetos desenvolvidos pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA), no campo da Telemedicina, também agradaram aos especialistas italianos. A perspectiva é de que parcerias possam ser firmadas, em curto espaço de tempo, entre instituições de ensino e pesquisa do Estado e do país europeu conforme Spandre. O responsável pelo programa de Telemedicina da UEA, Cleinaldo Costa, ratifica o interesse e ressalta que esse acordo pode significar a ampliação de novos horizontes para o programa de Telemedicina no Estado do Amazonas, uma vez que a Itália é um país com notória experiência na Telemedicina e Telesaúde.

O representante da Embaixada da Itália fez questão de ressaltar o empenho da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação na realização do evento. “O resultado final foi positivo para todos: Brasil, Itália e o Amazonas de modo especial”, disse. Para o presidente do Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação e secretário de Estado de CT&I do Amazonas, Odenildo Sena, os resultados alcançados com a realização do seminário demonstram que, apesar de ter passado a integrar o mapa da ciência brasileira apenas recentemente, o Amazonas está apto a buscar parcerias internacionais que favoreçam o adensamento da ciência produzida não somente no Estado, como também na Amazônia e no Brasil, de maneira a contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população.

 

Relevância do evento

A realização do seminário de Tecnologias Estratégicas Brasil-Itália pelo Governo do Estado por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Amazonas (SECTI-AM) foi destacada pelos participantes.

Para o coordenador científico do Grupo de Trabalho de Implantação do Polo Naval, Waltair Machado, a iniciativa da SECTI foi essencial para propor novos caminhos para a construção naval, com foco na competitividade da região e no aproveitamento das potencialidades locais.

Na opinião do professor da UEA, Cleinaldo Costa, o evento foi diferenciado na medida em que, além de favorecer a troca de experiência entre especialistas, também possibilitou vislumbrar resultados concretos. “A SECTI possui hoje tem um papel catalisador de ações e está de parabéns porque conseguiu reunir representantes da Itália e do Brasil com expertise em áreas do conhecimento com perspectiva de ações futuras”, frisou.

 

Fonte: Ciência em Pauta, SECTI-AM

Próximos Eventos