+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Alunos da Secitec apresentam defensivos e biofertilizantes como alternativa aos químicos na agricultura

Cerca de 30 alunos do curso de Técnico em Agropecuária, realizado em parceria da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Secitec) com a Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Estado de Mato Grosso (Fetagri) apresentam produtos utilizados na agricultura familiar como defensivos naturais, biofertilizantes e homeopatia para combater pragas na X Semana do Meio Ambiente, que encerra neste sábado (07) no Parque Mãe Bonifácia.

Por meio de folders, os alunos explicaram em seus trabalhos o uso de defensivos naturais à base de alho, sementes, folhas, fumo e biofertilizantes fabricados com estercos e cinza como alternativa aos produtos químicos que podem causar danos ao meio ambiente.

Estudante do curso e morador da comunidade Tibagi, em Brasnorte (627 km ao Noroeste), Hugo Henrique Martins da Silva, conta que a família faz uso dos produtos naturais para combater doenças na plantação de frutas e legumes. A propriedade de 136 hectares tem a bovinocultura a principal fonte de renda.

No folder, desenvolvido pelo aluno, ele mostra que para o controle de moscas-do-chifre utiliza-se essência de alho para expelir a praga. Como não há contra indicação, o produto pode ser usado em novilhos recém-nascidos e nas vacas prenhas com mais de seis meses.

“Utilizamos a homeopatia para combater carrapatos do gado e são muitas as vantagens. Você mesmo aplica, é mais barato e você utiliza produtos que já existem na propriedade e não causam dano ao meio ambiente”.

Apenas depois de esgotado todos os recursos oferecidos pela homeopatia, é que a família de Hugo busca soluções dos medicamentos veterinários.

Ao formar em dezembro, Hugo pretende prestar assistência técnica aos demais assentados de sua comunidade a forma mais sustentável e barata de produzir alimentos.

Na exposição, os estudantes também fizeram um secador solar de baixo custo. Com um caixote de frutas e um plástico bem resistente eles conseguiram secar frutas como tomate, banana e maçã. “Mostramos aqui que é possível com produtos que o trabalhador tem na sua propriedade fazer defensivos naturais, isentos de produtos químicos”, comentou a professora Elenice Portioli Aragão.

Os visitantes do estande também puderam se deliciar com o suco de capim cidreira, limão e hortelã.

Curso 

Em parceria da Secitec com a Fetagri, os agricultores familiares e seus filhos puderam fazer o curso de Técnico em Agropecuária. Oriundos de várias regiões do Estado, eles estudam 10 dias por mês, nos períodos matutino, vespertino e noturno. As aulas ocorrem na chácara da Fetagri, em Várzea Grande, e tem a duração de um ano e meio.

Fonte: Secitec-MT

Próximos Eventos