+55 (61) 4101-6508 / 4101-6509

Giro nos Estados

Alagoas firma acordo de pesquisa com universidade de Nova York

Após um ano de articulação, a Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação de Alagoas, SECTI, assinou um Protocolo de Intenções com a Universidade Estadual de Nova York, SUNY OSWEGO, (EUA), que possibilitará uma mútua cooperação técnica e científica entre pesquisadores alagoanos e americanos. A formalização do intercâmbio foi realizada no Salão de Despachos do Palácio República dos Palmares, às 11h, do dia 18 de junho, com as presenças da Secretária de CT&I, Janesmar Camilo e a Reitora da SUNY, Deborah Stanley.

Segundo Janesmar Camilo, o intercâmbio trará diversos benefícios para o estado e seus pesquisadores, como a expansão do avanço científico e cultural, criação de laboratórios globais, inserção de projetos sociais, além da interação interinstitucional entre Estados Unidos e Brasil. “Estaremos promovendo mais que um simples intercâmbio, mas sim uma consciência global decorrente da troca de experiência e conhecimento entre estudantes, professores, técnicos e pesquisadores brasileiros e americanos”, explicou a Secretária.

O regime de cooperação técnico-científica possibilitará a realização de prestação de serviços em áreas de interesse comum das partes, recuperação de laboratórios de ensino e de pesquisa, além de apoiar atividades que implementem tecnologia e desenvolvimento de eventos científicos e culturais. Na abertura da cerimônia, a reitora da SUNY, Deborah Stanley, elogiou a iniciativa da SECTI em promover a aliança: “Com essa troca de experiências, conseguiremos desenvolver o conhecimento científico juntos. Estamos iniciando a construção de um mundo melhor, especialmente no campo das ciências”, afirmou a reitora americana.

Após o evento, houve um almoço com a comitiva americana, no qual foram discutidos os termos do primeiro edital para o convênio entre as instituições de pesquisa, culminando em uma reunião com o vice-governador José Wanderley Neto.

A missão internacional é uma articulação realizada através da diretora de Desenvolvimento Científico da SECTI, Augusta Menezes, que em 2009, conseguiu trazer ao estado uma comitiva liderada pelos professores doutores Cleane Medeiros e Shashi Kanbur. E tem como objetivo beneficiar alunos do ensino fundamental de escolas participantes do Programa Cientista Mirim, coordenado pelo Prof. José Lima.

De acordo com Janesmar Camilo, o intercâmbio internacional foi proposto em julho do ano passado, quando a SECTI promoveu um Seminário de Ciências com a participação de conferencistas da instituição americana. “Acreditamos que a união e a parceria de nossos países é fundamental para o crescimento de ambas as partes. Nossa responsabilidade como Secretaria de Ciência e Tecnologia é muito grande para o início de um processo desse porte, e estaremos sempre abertos à troca de conhecimento”, declarou a Secretária.

Estiveram presentes representantes das instituições de ensino superior e de pesquisa do estado.

Fonte: Maria Betania Lima / Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação de Alagoas

Compartilhe:

    Próximos Eventos