Giro nos Estados

Alagoas assina convênio para construção do modelo de gestão do Polo de Tics

Com o propósito de promover o empreendedorismo e a inovação tecnológica no Estado, a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) assinou o convênio que dará vida ao Polo de Tecnologia da Informação, Comunicação e Serviços (Tics), localizado no bairro do Jaraguá.

A Iniciativa favorecerá o processo de fomento e incubação de empresas de base tecnológica, criando empregos, gerando negócios e orientando o setor de tecnologia instalado em Alagoas, de forma a atender às demandas da sociedade.

O documento possibilitará a construção do modelo de gestão do Polo, que será feito por meio de uma consultoria da Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi), de Santa Catarina, referência em projetos e integração de parques tecnológicos, como o Parque de Inovação da Serra Catarinense, em Lages, e o Parque Tecnológico do Norte Catarinense, em Joinville.

Para o secretário de estado da Ciência, Tecnologia e Inovação de Alagoas, Rogério Moura, esse foi um grande passo para a consolidação desse ambiente de fortalecimento das empresas locais e atração de novos empreendimentos de base tecnológica.

“Nossa vontade é ver esse instrumento tão importante para o desenvolvimento do Estado funcionando. Para isso, nossa equipe está trabalhando diuturnamente e, agora, esse grande passo foi dado, com a construção do modelo de gestão, garantindo que o funcionamento seja ideal”, ressaltou o secretário.

Polo de Tics

 

Instalado em um terreno com 5.227 m², no bairro do Jaraguá, em uma

edificação de 6.136,16 m², distribuídos em quatro pavimentos, o Polo de Tecnologia da Informação, Comunicação e Serviços foi projetado atendendo a uma arquitetura contemporânea que contrasta com o antigo patrimônio histórico tombado em 1924.

Além de ter muito a contar sobre a história alagoana, o lugar é, com certeza, um dos mais belos cartões postais de Maceió, que é o bairro de Jaraguá, região estratégica para o Polo de TICS, devido o fácil acesso a qualquer parte da cidade.

Em conjunto com os Polos Agroalimentares de Batalha e Arapiraca, o polo de Tics pretende agregar e consolidar as competências científicas e tecnológicas presentes no Estado, de forma a criar a massa crítica necessária para suprir às demandas da sociedade e da indústria.

Fonte: SECTI-AL

Próximos Eventos