+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

AGETEC é extinta no Tocantins e governador anuncia novos titulares

O governador Marcelo Miranda (PMDB) deu posse, na tarde de hoje, aos novos secretários de Estado. Ao todo, foram cinco mudanças na estrutura do Executivo.

O ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro, Marcos Esner Musafir, foi empossado na Secretaria de Saúde (Sesau); o então secretário de Governo, Herbert Buti, assumiu o Instituto de Natureza do Tocantins (Naturatins); Lyvio Luciano Carneiro de Queiroz, a Secretaria de Governo e Articulação Política; Edson Ronaldo do Nascimento, a Secretaria da Fazenda (Sefaz) e Alexandro Castro Silva, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Turismo e Cultura.

Uma outra alteração apresentada pelo governador foi a mudança no nome do Dertins, que passa a se chamar Agência Tocantinense de Transportes e Obras. O evento aconteceu no anfiteatro do Palácio Araguaia e contou com a presença do presidente da Assembleia Legislativa (AL), Osires Damaso (DEM), da primeira-dama do Estado e deputada federal Dulce Miranda (PMDB), dentre outros parlamentares e autoridades. Estavam presentes também os presidentes do Tribunal de Justiça, Ronaldo Eurípedes, e do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Manoel Pires; do defensor público geral, Marlon Amorim, e do presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM) e prefeito de Brasilândia do Tocantins, João Emídio de Miranda (sem partido).

Discursos 

Em seu discurso, governador Marcelo Miranda disse que se inicia uma nova etapa no governo. “Vamos alcançar o equilíbrio fiscal e voltar os investimentos”, afirmou o Miranda, pedindo aos demais secretários que recebam bem os novos gestores.

O novo secretário de Governo e Articulação Política, Lyvio Queiroz, agradeceu a oportunidade de trabalhar em um estado com recursos naturais infindáveis e de grande valor cultural e destacou a “transparência” do governo. “Sabemos que o momento agora não será fácil, mas uma crise só se vence com muito trabalho”, afirmou destacando que o governo está buscando o equilíbrio fiscal e que a crise exige mais medidas e um novo modelo de gestão.

Já Alexandro Castro destacou que o intuito de seu trabalho à frente da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia,  Turismo e Cultura é incentivar a iniciativa privada e dar apoio à cultura, trabalhar as riquezas naturais e desenvolver o turismo.

O novo titular da Sefaz, Edson Nascimento, defendeu a revisão da dívida ativa do Estado e do sistema previdenciário e medidas de atração de investimentos. Ele também destacou a busca por novos convênios com o governo federal.

Gastos com pessoal

Já o secretário de Administração, Geferson Barros, fez um balanço de 2015, destacando que houve uma economia de R$ 49 milhões em cargos comissionados e de R$ 37 milhões em contratos temporários.  Por outro lado, o secretário disse que a data-base e as progressões tiveram um impacto de R$ 165 milhões.

Contenção de gastos

Foi assinado, na oportunidade, o decreto de contenção de gastos no Estado que veda a reestruturação e a revisão dos planos de carreiras. Os gestores da administração direta e indireta terão 30 dias para apresentarem um plano de redução de despesas com cargos e funções comissionados e contratos temporários.

Fonte Jornal do Tocantins (adaptado)

Próximos Eventos