+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

Acre Made in Amazônia Design: economia sustentável com identidade

No campo da economia criativa, o governo do Estado desenvolveu nos últimos oito anos projetos em várias áreas. Entre eles, podemos destacar o Acre Made in Amazônia Design, iniciado em 2012.

Marca Acre Made in Amazônia

O projeto buscou como objetivo promover a valorização da identidade cultural e a consolidação da cadeia produtiva do setor moveleiro do Acre, com o aproveitamento da riqueza e a biodiversidade dos recursos naturais da Floresta Amazônica de forma ambiental, econômica e socialmente responsável, combinando estratégias de inovação e competição de mercado.

O Acre Made in Amazônia Design compreendeu três etapas com investimentos no valor de R$ 2,2 milhões, tendo como executores a Secretaria de Desenvolvimento, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis (SEDENS) e o Instituto Dom Moacyr (IDM), em parceria com o Sebrae, Sistema FIEAC e POLI.design, Consórcio do Politécnico de Milão, e consultoria do gabinete da primeira-dama Marlúcia Cândida.

Profissionais nacionais e internacionais foram convidados a participar da iniciativa. Entre eles os designers Emmanuel Gallina e Bernardo Senna e, da Poli.design de Milão, Arturo Dell’Acqua Bellavitis, Giuliano Simonelli, Eugenia Chiara, Valentina Auricchio e Roberto Galisai, além do técnico italiano Sergio Frison, que desenvolve produtos para importantes marcas europeias.

O projeto envolveu a participação de 20 empresas do setor moveleiro, cinco pesquisadores, dez linhas de móveis e o desenvolvimento de 29 produtos.

Para o empresário Augusto Nepomuceno o Acre Made in Amazônia foi um passo importante para o setor. “Com o projeto aprimoramos o nosso design e buscamos tecnologia para apresentar aos nossos clientes”.

Primeira etapa

Com investimentos no valor de R$ 515 mil, a primeira etapa promoveu a capacitação de empresários, artesãos e profissionais locais. Foram desenvolvidas as coleções de móveis em madeira maciça e pequenos  envolvendo a cadeia produtiva local.

“Dessa troca de experiência entre os locais e os profissionais do setor moveleiro do Acre e de outros lugares do país e do mundo, surgiu a coleção que usa madeiras da região e também símbolos do Acre”, explicou Marlúcia Cândida.

No projeto, os profissionais buscaram valorizar a gramática visual acreana, ou seja, os artesãos e a matéria-prima. Mais do que isso, com o objetivo mudar a visão de valor que os moradores locais têm. O módulo contemplou onze empresas do Polo Moveleiro de Rio Branco.

A etapa envolveu a pesquisa da identidade Acre para subsídio à criação de quatro linhas de mobiliário;  a Formação Inicial Continuada em Design de Móveis, com a certificação de 35 educandos (marceneiros, arquitetos, estudantes de arquitetura e artesãos); dois workshops projetuais, com os designers Bernardo Senna e Emmanuel Gallina. Eles criaram com os estudantes as linhas de mobiliários e pequenos objetos em madeira, com design contemporâneo, mas com uma identidade local; a criação da marca Acre Made in Amazônia e o desenvolvimento de nove linhas de mobiliário e um de pequenos objetos.

Todo o resultado foi mostrado em três exposições, duas delas realizadas em 2013, uma em Rio Branco, no Memorial dos Autonomistas, e a outra no Festival Economia Criativa/ Itália SA na Bienal em São Paulo. E em 2014, no evento Brazil SA, realizado no Palazzo Giureconsulti, em Milão/Itália.

Exposição dos móveis no Memorial dos Autonomistas em Rio Branco

Exposição dos móveis no Festival Economia Criativa/ Itália SA na Bienal em São Paulo

Fonte: Governo do Acre

Próximos Eventos