+55 (61) 9 7400-2446

Giro nos Estados

7ª edição do Fórum de Inovação Tecnológica quer consolidar mais ações em CT&I para o Amazonas

forum1Integrar as Instituições de Pesquisas, Centros Tecnológicos e Empresas de base Tecnológica visando fortalecer ações em CT&I no Amazonas. Essa foi a proposta da 7ª edição do Fórum de Inovação do Estado do Amazonas, realizado pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI-AM) na tarde da última terça-feira (26), no auditório Guilherme Nery, da Faculdade de Educação Física da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Na abertura, o secretário estadual de CT&I, Odenildo Sena, enfatizou a importância do evento para a criação de políticas públicas do estado. Tal opinião foi compartilhada pela diretora-presidenta da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), Maria Olívia Simão, ao se referir ao Fórum de Inovação como instrumento que contribui para as ações da Fundação.

O público participante pôde, na ocasião, receber informações sobre as inscrições no Curso de Propriedade Intelectual Básico à Distância, oferecido pelo Instituto Federal do Amazonas (Ifam)Também conheceu mais sobre o andamento dos projeto “Cidades Digitais”, além de alguns editais e cursos vigentes da área de CT&I.

FÓRUM BUSCA ATUALIZAR O PÚBLICO NA ÁREA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

O Fórum é uma oportunidade de atualizar os conhecimentos na área de CT&I. Para a pesquisadora do Instituto de Tecnologia José Rocha, Yandra Mesquita, eventos como este servem para destacar as ações do Estado na área de inovação tecnológica.

Para a presidente da Rede Amazônica de Instituições em prol do Empreendedorismo e Inovação (Rami), Jane Márcia Moura, que também esteve presente no evento, o estado do Amazonas, nos último anos, vem se destacando como referência para outros estados brasileiros, principalmente, por contar com o apoio da SECTI-AM e Fapeam.

PALESTRAS ABORDAM TEMAS SOBRE O POLO NAVAL E RECURSOS GENÉTICO

Os participantes também acompanharam a apresentação de duas palestras. A primeira foi sobre as tecnologias desenvolvidas para aplicação do polo naval. Conduzida pelo doutor em Engenharia Elétrica da Ufam, Celso Carvalho. Ele explanou sobre as tecnologias de RFID – identificação por radiofreqüência- explicando as potencialidades de aplicações dessas tecnologias no polo naval.

A segunda palestra, apresentada pelo supervisor de marco regulatório da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Fábio Silva, explanou sobre os procedimentos básicos para o pedido de autorização de excesso à amostra de recursos genéticos. Silva buscou esclarecer a diferença entre coleta de material genético e o acesso à autorização para regulamentar o uso desse material.

Fonte: SECTI-AM

Próximos Eventos