CONSECTI http://www.consecti.org.br Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação Mon, 03 Aug 2015 13:09:43 +0000 pt-BR hourly 1 http://wordpress.org/?v=4.2.3 Uema abre inscrições para o I Seminário de Psicologia da Educaçãohttp://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/uema-abre-inscricoes-para-o-i-seminario-de-psicologia-da-educacao/ http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/uema-abre-inscricoes-para-o-i-seminario-de-psicologia-da-educacao/#comments Mon, 03 Aug 2015 13:09:43 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=26273 A Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), por meio do Núcleo de Tecnologias para Educação (Uemanet), realizará, em São Luís, de 23 a 25 de setembro, o I Seminário de Psicologia da Educação. As inscrições para o seminário estão abertas e encerram no dia 23 de setembro. Organizado pelo curso de especialização em Psicologia da Educação, […]

The post Uema abre inscrições para o I Seminário de Psicologia da Educação appeared first on CONSECTI.

]]>
A Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), por meio do Núcleo de Tecnologias para Educação (Uemanet), realizará, em São Luís, de 23 a 25 de setembro, o I Seminário de Psicologia da Educação. As inscrições para o seminário estão abertas e encerram no dia 23 de setembro.

Organizado pelo curso de especialização em Psicologia da Educação, modalidade à distância, o seminário tem como tema “Contribuições da psicologia da educação, face aos desafios na formação docente para o desenvolvimento humano”.

Abertas até o dia 23 de setembro, as inscrições podem ser feitas no site www.psicologiadaeducacaouemanet.webnode.com. O valor, para estudantes da Uema é de R$ 30 e para alunos de outras instituições R$ 40. Os profissionais pagam R$ 50. A inscrição para a apresentação de trabalhos está aberta até 28 de agosto. O resultado sairá dia 11 de setembro. No mesmo site os interessados poderão obter mais informações.

No seminário, serão apresentadas práticas e conhecimentos na área de psicologia da educação, por meio de palestras, mesas redondas e oficinas.

Entre os palestrantes os educadores Marcelo Sandro de Oliveira, Valdelúcia Alves da Costa e Jorge Nassim Vieira Najjar. Haverá a exposição de material produzido no Curso de Especialização em Psicologia da Educação a Uema, de educadores das redes públicas municipais e estadual, privadas e de outros estados.

Serão discutidos temas como “Processos psicossociais na formação da subjetividade docente”, “Desenvolvimento humano e educação”, “Aspectos e fatores da aprendizagem e dificuldades de aprendizagem”; “Políticas públicas de educação e ensino escolar” e “Cultura e educação”.

Nos intervalos das palestras e mesas redondas haverá performances teatrais, musicais e de mímicos. Ao fim de cada dia serão realizadas apresentações culturais de Tambor de Crioula de Mestre Felipe, Bumba Meu Boi de Santa Fé e Banda Xaxados e Perdidos.

“A ideia é discutir sobre o tema escolhido e enfocar a cultura como uma das dimensões determinantes na educação. Esse curso existe para formar melhor o professor e essa formação precisa incluir, também, a cultura”, explicou a coordenadora do Curso, Márcia Torres.

Fonte: FAPEMA

The post Uema abre inscrições para o I Seminário de Psicologia da Educação appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/uema-abre-inscricoes-para-o-i-seminario-de-psicologia-da-educacao/feed/ 0
Governo sanciona lei de criação dos Institutos Tecnológicos do Estado de Goiáshttp://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/governo-sanciona-lei-de-criacao-dos-institutos-tecnologicos-do-estado-de-goias/ http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/governo-sanciona-lei-de-criacao-dos-institutos-tecnologicos-do-estado-de-goias/#comments Mon, 03 Aug 2015 13:07:40 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=26271 O governador Marconi Perillo sancionou a Lei nº 18.931, aprovada no dia 8 deste mês na Assembleia Legislativa, criando e denominando os 25 Institutos Tecnológicos do Estado de Goiás (Itegos). Esses institutos compõem a rede estadual de educação profissional e tecnológica do estado, ao lado dos Colégios Tecnológicos e laboratórios em várias regiões, responsável pela oferta de […]

The post Governo sanciona lei de criação dos Institutos Tecnológicos do Estado de Goiás appeared first on CONSECTI.

]]>
O governador Marconi Perillo sancionou a Lei nº 18.931, aprovada no dia 8 deste mês na Assembleia Legislativa, criando e denominando os 25 Institutos Tecnológicos do Estado de Goiás (Itegos). Esses institutos compõem a rede estadual de educação profissional e tecnológica do estado, ao lado dos Colégios Tecnológicos e laboratórios em várias regiões, responsável pela oferta de cursos e programas de formação inicial e continuada, qualificação profissional e educação profissional técnica de nível médio.

A medida, segundo a Chefe do Gabinete de Gestão de Capacitação e Formação Tecnológica da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED), Soraia Paranhos, vem fortalecer ainda mais os Itegos e toda a rede de educação profissional, envolvendo a inovação tecnológica, a pesquisa e a prestação de serviços tecnológicos às várias regiões do estado. A rede é responsável pela execução dos programas estaduais de qualificação profissional e também dos programas federais ofertados no âmbito do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), entre outros.

Segundo Soraia Paranhos, inserida no contexto do desenvolvimento econômico do estado, a rede estadual de educação profissional prioriza, além do desenvolvimento individual e social, o atendimento à demanda reprimida por qualificação profissional apresentada pelo setor produtivo. De forma integrada, esse trabalho envolve vários setores da SED. Além do Gabinete de Gestão de Capacitação e Formação Tecnológica, participam deste processo a Superintendência de Desenvolvimento Tecnológico, Inovação e Fomento à Tecnologia da Informação e a Superintendência Executiva de Ciência e Tecnologia.

A lei

A Lei nº 18.931 abrange os 15 Itegos em funcionamento e também os dez Itegos que estão em fase de construção, reforma e ampliação e que deverão entrar em funcionamento nos próximos meses. Além da criação, a lei estabeleceu a denominação para cada unidade, conforme a indicação da comunidade. Muitos institutos mantiveram os nomes dos antigos Centros de Educação Profissional, os CEPs, que em 2008 foram transferidos da Secretaria da Educação para a antiga Secretaria de Ciência e Tecnologia. No ano passado, eles tiveram alteradas as denominações de CEPs para Itegos.

De acordo com a lei, ficam criados os seguintes Itegos em funcionamento: Itego Aguinaldo de Campos Netto, no Distrito Mineroindustrial de Catalão; Itego Governador Otávio Lage, em Goianésia; Itego em Artes Basileu França e Itego Sebastião Siqueira, em Goiânia; Itego Jerônimo Carlos do Prado, em Goiatuba; Itego Maria Sebastiana da Silva, em Porangatu; Itego em Artes Labibe Faiad, em Catalão; Itego Luiz Humberto de Menezes; Itego Governador Onofre Quinan, em Anápolis; Itego Ruth Vilaça Correia Leite Cardoso, em Caiapônia; Itego Célio Domingos Mazzonetto, em Ceres; Itego Goiandira Ayres do Couto, em Goiás; Itego Fernando Cunha Júnior, em Piranhas; Itego Celso Monteiro Furtado, em Uruana; e Itego Genervino Evangelista da Fonseca, em Cristalina.

Foram criados oficialmente, ainda, dez Itegos, que estão em construção: Itego Paulo Rocha, em Niquelândia; Itego Wilson Cavalcante Nogueira, em Piracanjuba; Itego Raul Brandão de Castro, em Mineiros; Itego Professor Antônio Salles Oliveira, em Catalão; Itego Dirceu Ferreira de Araújo, em Planaltina; Itego Paulo Renato de Souza, em Valparaíso de Goiás; Itego Sarah Luísa Lemos Kubitschek de Oliveira, em Santo Antônio do Descoberto; Itego Roberto Civita, em Aparecida de Goiânia; Itego José Luiz Bittencourt, no Bairro Floresta, em Goiânia; e Itego de Educação a Distância Léo Lince do Carmo Almeida, na Vila Nova, também na Capital.

Expansão

Para ampliar as oportunidades aos trabalhadores nas várias regiões do estado, a SED busca a expansão da rede, devendo criar novas unidades nos municípios de Palmeiras, Luziânia, Quirinópolis, Posse e Rio Verde, localidades em que as prefeituras iniciaram processo de doação de áreas específicas. Em Catalão, Hidrolândia e Aparecida de Goiânia estão sendo instaladas unidades de parques e condomínios tecnológicos.

De acordo com o superintendente de Ciência e Tecnologia da SED, Mauro Faiad, o desenvolvimento econômico do estado de Goiás passa pelo fortalecimento da qualificação profissional e da inovação tecnológica. “Não vejo outra forma de estimular a produtividade e a competitividade dos setores produtivos e de manter os índices de desenvolvimento que Goiás vem apresentando”, acentua Faiad.

Segundo ele, Goiás tem se destacado na execução dos programas de qualificação estaduais e federais. O Bolsa Futuro qualificou meio milhão de pessoas, tornando-se o programa estadual de maior alcance no país; além disso, Goiás foi o melhor estado na execução do Pronatec e na implementação dos Arranjos Produtivos Locais (APLs). Em breve, o governo do estado apresentará várias medidas para o fortalecimento da inovação tecnológica em todo o estado de Goiás.

Fonte: SED-GO

The post Governo sanciona lei de criação dos Institutos Tecnológicos do Estado de Goiás appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/governo-sanciona-lei-de-criacao-dos-institutos-tecnologicos-do-estado-de-goias/feed/ 0
Ideias de negócios podem sair do papel com acompanhamento no Espírito Santohttp://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/ideias-de-negocios-podem-sair-do-papel-com-acompanhamento-no-espirito-santo/ http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/ideias-de-negocios-podem-sair-do-papel-com-acompanhamento-no-espirito-santo/#comments Mon, 03 Aug 2015 13:06:19 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=26269 Quem tem uma boa ideia de negócio e quer começar com o pé direito no mercado vai poder contar com acompanhamento de gente que entende de empreendedorismo. Um programa de pré-incubação de empresas começa a funcionar este mês no Centro Estadual de Educação Técnica Vasco Coutinho, em Vila Velha. A iniciativa do curso de Administração […]

The post Ideias de negócios podem sair do papel com acompanhamento no Espírito Santo appeared first on CONSECTI.

]]>
Quem tem uma boa ideia de negócio e quer começar com o pé direito no mercado vai poder contar com acompanhamento de gente que entende de empreendedorismo. Um programa de pré-incubação de empresas começa a funcionar este mês no Centro Estadual de Educação Técnica Vasco Coutinho, em Vila Velha. A iniciativa do curso de Administração deu origem à Insight, que este ano vai assessorar somente pequenos negócios de alunos da própria escola.

A partir de 2016, a intenção é acompanhar também os empreendimentos da comunidade em geral. O edital para seleção dos projetos foi publicado na sexta-feira (24) no site www.ceetvascocoutinho.com.br.

Para tirar dúvidas sobre o programa, haverá uma mesa-redonda durante as aulas inaugurais do segundo semestre, nos três turnos, que acontecem na próxima segunda-feira (27), às 09h, 15h e 18 horas. Os alunos interessados poderão acompanhar o debate sobre incubadoras, empreendedorismo e inovação, que contará com a participação da subsecretária de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Camila Dalla Brandão, do superintendente da incubadora de empresas de base tecnológica TecVitória, Vinícius Chagas, e do gestor do SebraeUP (programa de pré-aceleração do Sebrae), Samuel Graciolli.

“A cada dia que passa, encontramos no Espírito Santo projetos e ideias inovadoras que precisam ser direcionadas de acordo com suas demandas. Geralmente, a gestão é muito complicada de se fazer, tornando-se um dos principais motivos de mortalidade das empresas. Por isso, se preocupar com processos e ferramentas que facilitem o dia a dia e auxiliem no controle de uma empresa é essencial. No Vasco Coutinho, existem diversos cursos técnicos nos quais os alunos frequentemente apresentam projetos e produtos com potencial comercial. O processo de pré-incubação no centro técnico tem muito a agregar na estrutura como um todo, seja na gestão, na capacitação de professores e alunos e no contato com as demandas de mercado”, avalia Camila Dalla Brandão.

Insight: gerando ideias

As ideias de negócio selecionadas para o projeto piloto de pré-incubação pela Insight terão assessoria especializada para torná-las mais viáveis comercialmente. Os incubados serão orientados nas áreas jurídica, de marketing e de finanças.

“Nosso objetivo é utilizar toda a base empreendedora do curso de Administração na incubadora para assessorar pequenos negócios e transformá-los em mais rentáveis. Com esse acompanhamento, os empreendedores têm menos chance de errar no caminho”, explica a coordenadora da Insight, Daniela Cerutti, que também é coordenadora do curso de Administração do CEET Vasco Coutinho.

Segundo ela, existem vários casos de alunos da escola técnica que já são microempreendedores e a ideia é transmitir os conhecimentos necessários para eles desenvolverem as estratégias de marketing, firmarem parcerias e realizarem investimentos.

No primeiro semestre de 2016, a expectativa é que a Insight lance um novo edital, desta vez também aberto a empreendimentos de pessoas da comunidade, e não somente de alunos.

Fonte: SECTTI-ES

The post Ideias de negócios podem sair do papel com acompanhamento no Espírito Santo appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/ideias-de-negocios-podem-sair-do-papel-com-acompanhamento-no-espirito-santo/feed/ 0
Mais visibilidade para espaços públicos do DF com programas educativos e científicoshttp://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/mais-visibilidade-para-espacos-publicos-do-df-com-programas-educativos-e-cientificos/ http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/mais-visibilidade-para-espacos-publicos-do-df-com-programas-educativos-e-cientificos/#comments Mon, 03 Aug 2015 13:04:29 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=26267 Museus, unidades de conservação da natureza, parques e outros espaços de Brasília que desempenham atividades educativas iniciaram um trabalho com o objetivo de difundir melhor os serviços oferecidos à comunidade. Formada, até agora, por 40 ambientes, a Rede Distrital de Educação e Divulgação Científica tem à frente a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação. Serão […]

The post Mais visibilidade para espaços públicos do DF com programas educativos e científicos appeared first on CONSECTI.

]]>
Museus, unidades de conservação da natureza, parques e outros espaços de Brasília que desempenham atividades educativas iniciaram um trabalho com o objetivo de difundir melhor os serviços oferecidos à comunidade. Formada, até agora, por 40 ambientes, a Rede Distrital de Educação e Divulgação Científica tem à frente a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação. Serão capacitados os gestores dos locais participantes, e será produzido um guia com os pontos mapeados, de forma a atrair brasilienses e turistas.

“A intenção da rede é fazer de Brasília uma cidade que ofereça oportunidades de educação não formal em vários lugares”, explica Gilberto Lacerda, subsecretário de Educação Científica e Tecnológica. Enquanto alguns espaços são considerados clássicos na disseminação de conhecimento, como o Jardim Zoológico, o Jardim Botânico e o Planetário de Brasília, outros ainda funcionam precariamente. “Pretendemos incentivá-los, turbiná-los.”

A partir de 1º de agosto, os gestores dos 40 pontos mapeados pela secretaria passarão por uma capacitação a distância, em parceria com a Universidade de Brasília, para identificar lacunas nos serviços prestados e aperfeiçoar a divulgação das atividades. “O gestor tem de entender o seu público-alvo e saber qual é a melhor forma para atingi-lo com informação e conhecimento de qualidade”, analisa o professor de biologia da rede pública distrital Guilherme Morales, que atua no planetário e participa do processo de construção da rede.

O curso abordará desde a adequação dos conteúdos destinados ao público desejado até estratégias de comunicação e divulgação, a exemplo de blogs e vídeos. Além disso, um guia a ser produzido em parceria com a Secretaria de Turismo apresentará percursos educativos e científicos para se fazer em Brasília e será útil para a comunidade, os professores em busca de atividades extraclasse e os turistas que visitam a capital.

A ideia da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação é que após a capacitação, em novembro, as instituições estejam mais bem qualificadas para buscar recursos, se aperfeiçoar ou, até mesmo, evitar fechar as portas — como aconteceu com o Museu do Automóvel, que está com as atividades suspensas. A expectativa é que a Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal lance um edital de fomento voltado especificamente aos objetivos da rede.

Um exemplo de serviço que pode ser mais bem conhecido e procurado com a estruturação da rede é o programa educativo da Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa). Segundo a instituição, a procura da comunidade escolar existe, mas há capacidade para ampliar o atendimento. Os alunos atendidos aprendem como funcionam os sistemas de venda e divulgação dos preços, além de serviços de cunho social, como o Banco de Alimentos e o programa Desperdício Zero.

Referência

“O cientista é estereotipado como um louco que quer dominar o mundo, mas, na verdade, ele só quer compreendê-lo”, brinca o astrônomo e professor Airton Lugarinho, diretor do Planetário de Brasília. O local — inaugurado em 1974 e reaberto em 2013 após uma grande reforma — conta com um planetário analógico e outro digital, exibição de vídeos e exposição de fotos, entre outros atrativos.

Lugarinho acredita que a Rede Distrital de Educação e Divulgação Científica ajudará a desconstruir a ideia da ciência como um bicho de sete cabeças. “Com a inteligência do ser humano, veio a vontade de saber. Se você vai a qualquer lugar com um ponto de interrogação na testa, certamente sairá melhor lá de dentro”, filosofa.

Ele ressalta que os locais mapeados têm potencial e dependem apenas de uma divulgação mais eficiente. “Às vezes, os responsáveis pelo espaço se desanimam com a baixa procura, o que não significa um trabalho ruim ou desinteressante. Muitas vezes, é porque o público-alvo não sabe que aquilo existe.”

Planetário

Mesmo com a boa reputação, nem o planetário é plenamente conhecido pelos brasilienses. Francisco Junior dos Santos, de 20 anos, diz ter ouvido falar que o local foi reaberto, mas ainda não foi lá. O estudante de Educação Física lembra de 15 espaços onde suspeita que haja programas educativos em funcionamento, e fica surpreso ao descobrir que a rede já conta com 40 locais.

Durante visita ao Memorial dos Povos Indígenas, nesse domingo (12), Francisco se mostrou impressionado com o acervo de ferramentas e adereços de diversas etnias. “Pela localização deve ser bem visitado, mas eu nunca vi divulgação”, analisa ao saber da rede em formação. “É uma boa iniciativa, atrai mais turistas e mostra um pouco mais da cidade.”

Locais e iniciativas integrantes da Rede Distrital de Educação e Divulgação Científica:

– Agência Espacial Brasileira

– AgroBrasília – Feira Internacional dos Cerrados
– Arquivo Público do DF
– Biblioteca e Teatro da Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb)
– Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa)
– Escola Pública de Trânsito do Departamento de Trânsito do DF (Detran)
– Escola Vivencial de Trânsito do Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER-DF)
– Escritório Central da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do DF (Emater-DF)
– Estação Ecológica Águas Emendadas
– Estações de Tratamento de Água Brasília, Pipiripau, Vale do Amanhecer, Paranoá e Rio Descoberto
– Estação de Tratamento de Esgoto Gama
– Gerência Socioambiental de Pesquisa e Desenvolvimento da Companhia Energética de Brasília (CEB)
– Granja do Ipê
– Instituto Histórico e Geográfico do DF
– Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet)
– Jardim Botânico
– Jardim Zoológico
– Memorial dos Povos Indígenas
– Museu da Fundação Nacional de Saúde
– Museu da Imprensa Nacional
– Museu de Armas e Museu de Drogas da Polícia Civil
– Museu de Valores do Banco Central
– Museu do Automóvel
– Museu do Serviço de Limpeza Urbana
– Núcleo de Educação Ambiental da Agência de Fiscalização do DF (Agefis)
– Núcleo de Educação do Batalhão de Polícia Militar Ambiental
– Parques Olhos d’Água, Ezechias Heringer, Águas Claras e Veredinha
– Planetário
– Programa de Educação Fiscal da Secretaria de Fazenda
– Programa de Educação Patrimonial da Secretaria de Turismo
– Universidade de Brasília: Herbário, Laboratório de Química, Experimentoteca, Zoologia, Museus de Anatomia e Geociências, Observatório Astronômico, Observatório Sismológico e Fazenda Água Limpa
– Viveiro da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap)

Fonte: SECT-DF

The post Mais visibilidade para espaços públicos do DF com programas educativos e científicos appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/mais-visibilidade-para-espacos-publicos-do-df-com-programas-educativos-e-cientificos/feed/ 0
Teatro ajuda aluno a entender evolução tecnológicahttp://www.consecti.org.br/destaques/teatro-ajuda-aluno-a-entender-evolucao-tecnologica/ http://www.consecti.org.br/destaques/teatro-ajuda-aluno-a-entender-evolucao-tecnologica/#comments Mon, 03 Aug 2015 13:01:35 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=26265 Para isso, criei o projeto Geração Tecnológica, com o objetivo de incentivar os alunos de 8º e 9º anos do Ensino fundamental da EMEF Darcy Ribeiro, em Guarapari, no Espírito Santo, a pesquisarem sobre como a tecnologia tem avançado e como isso interfere em nossas vidas. Percebi que os estudantes iam ao laboratório para jogar. […]

The post Teatro ajuda aluno a entender evolução tecnológica appeared first on CONSECTI.

]]>
Para isso, criei o projeto Geração Tecnológica, com o objetivo de incentivar os alunos de 8º e 9º anos do Ensino fundamental da EMEF Darcy Ribeiro, em Guarapari, no Espírito Santo, a pesquisarem sobre como a tecnologia tem avançado e como isso interfere em nossas vidas. Percebi que os estudantes iam ao laboratório para jogar. Então, comecei a puxá-los para outro lado: mostrei as milhares de ferramentas tecnológicas que podem ser exploradas de forma mais didática, mais voltada para a educação, para instigar o pensamento e raciocínio.

A partir de pesquisas utilizando a internet como fonte principal de reportagens, vídeos e imagens da evolução dos equipamento tecnológicos, nós montamos uma exposição com cartazes e os próprios objetos. Pegamos aparelhos antigos que alguns estudantes tinham, como rádio e computadores, e colocamos na exposição junto com os atuais para fazer uma comparação. Nós estudamos como a tecnologia surge e avança, mas precisa ser canalizada para o bem, como a facilitação da comunicação. Os alunos das faixas etárias envolvidas no projeto quase não tiveram a vivência de mandar cartas, por exemplo. Então, alguns fizeram entrevistas com os pais para conseguir essas informações. Eles perceberam que a internet vem trazendo um leque muito grande de conteúdo, dando acesso facilitado a tudo o que precisamos saber.

Além da exposição e dos cartazes, ajudei os alunos do 9º ano a montarem duas peças de teatro, que contaram de forma bem humorada como nós somos dependentes da tecnologia atualmente. Uma delas mostrava uma pessoa de idade lendo jornal impresso. Então, surgia um aluno com um tablet, explicando como é possível visualizar as mesmas notícias pelo aparelho.

Depois do projeto, os jovens perceberam quanto a tecnologia pode contribuir na elaboração dos trabalhos, pesquisas e investigações. Há algum tempo, para fazer trabalho em grupo, por exemplo, era preciso marcar um encontro na casa de alguém, e todo mundo aparecia carregado de livros. Por terem nascido em uma época mais evoluída em termos tecnológicos, os alunos têm maior facilidade de recepção de conteúdos. Com o acesso a internet, eles podem consultar textos, tirar dúvidas e criar grupos online para debater as matérias.

Por ser uma proposta diferente que envolveu ferramentas tecnológicas que aguçaram a curiosidade dos estudantes, houve aprofundamento no tema. Apesar de ser um projeto voltado à tecnologia, eles não ficaram presos ao uso do computador no laboratório. Nós utilizamos outras ferramentas, como câmeras fotográficas e celulares, e frequentamos outros espaços, como o auditório. Quando nós, professores, realizamos projetos mais dinâmicos, os alunos adquirem um pouco mais de confiança e passam a se envolver mais nas aulas, facilitando a compreensão dos conteúdos trabalhados.

Fonte: Porvir

The post Teatro ajuda aluno a entender evolução tecnológica appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/destaques/teatro-ajuda-aluno-a-entender-evolucao-tecnologica/feed/ 0
Embrapa quer parceria para produzir bebida de cereais com bactéria pró-bióticahttp://www.consecti.org.br/destaques/embrapa-quer-parceria-para-produzir-bebida-de-cereais-com-bacteria-pro-biotica/ http://www.consecti.org.br/destaques/embrapa-quer-parceria-para-produzir-bebida-de-cereais-com-bacteria-pro-biotica/#comments Mon, 03 Aug 2015 12:49:47 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=26263 A Embrapa Agroindústria de Alimentos procura parceiros no setor de laticínios para fazer a validação industrial e começar a produzir bebidas fermentadas de cereais com bactérias pró-bióticas para o mercado. Os pró-bióticos são microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, trazem benefícios à saúde. O estudo original foi desenvolvido para a fabricação de bebidas […]

The post Embrapa quer parceria para produzir bebida de cereais com bactéria pró-biótica appeared first on CONSECTI.

]]>
A Embrapa Agroindústria de Alimentos procura parceiros no setor de laticínios para fazer a validação industrial e começar a produzir bebidas fermentadas de cereais com bactérias pró-bióticas para o mercado. Os pró-bióticos são microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, trazem benefícios à saúde.

O estudo original foi desenvolvido para a fabricação de bebidas de soja fermentadas, mas acabou evoluindo para bebidas de outros cereais, como aveia, milho, quinoa, centeio, cevada e trigo, que podem ser consumidos por pessoas com intolerância à lactose. O pesquisador da Embrapa Agroindústria de Alimentos, Eduardo Walter, líder do projeto, informou hoje (2) que todos os testes de laboratório já foram efetuados.

Foram estudados diferentes parâmetros de processos e modos de produzir a bebida. O estudo será ajustado às condições de produção na indústria de laticínios, que sempre fabricou bebidas lácteas fermentadas e iogurtes. “As bactérias pró-bióticas entram fermentando a bebida. Você tem a conversão dos açúcares da bebida em ácidos e, ao mesmo tempo, um aumento das bactérias pró-bióticas, que vão causar benefícios à saúde, incluindo o equilíbrio da microbiótica intestinal”, indicou Walter.

A matéria-prima utilizada na pesquisa foi o extrato em pó dos cereais, em vez do processo tradicional, que parte do grão. Os pesquisadores preferiram usar o pó diluído em água, que já resulta na bebida final. Após a fermentação, ela pode ser misturada a preparados de frutas com sabores variados, como banana, mamão, maçã.

Segundo o pesquisador, a bebida fermentada traz a vantagem de ser associada ao consumo de cereais, ricos em fibras. “Além do que, você passa a ter uma disponibilidade maior de produtos na geladeira”. Como as bebidas fermentadas estão muito concentradas hoje à base da soja, a pesquisa  da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), sediada no Rio de Janeiro, é mais uma opção..

Embora tenham como alvo as indústrias de laticínios, devido aos equipamentos empregados, as bebidas de cereais desenvolvidas na pesquisa não são à base de leite. Por isso, podem ser usadas por pessoas que têm intolerância à lactose. Em julho, a Embrapa assinou contrato de cooperação técnica com a empresa de consultoria e assistência técnica Gestão Láctea, especializada na área de laticínios. Foram selecionados três possíveis parceiros para fazer a validação industrial do produto, visando a colocação no mercado.

Eduardo disse que as negociações estão ainda em estágio inicial. A Embrapa Agroindústria de Alimentos não vai patentear o processo de produção de bebidas de cereais, porque “esse projeto não tem como objetivo nenhuma proteção intelectual, de modo a não ter barreira alguma à introdução dele no mercado”. A ideia, segundo ele, é ampliar a possibilidade de inserção no mercado por meio dos laticínios. A colocação do produto nos supermercados vai depender da velocidade e do interesse que as indústrias demonstrarem, afirmou.

Para a Embrapa, o ganho em repassar para a indústria o conhecimento adquirido é em termos de uma empresa pública que faz pesquisas, em benefício da indústria e do consumidor final, ou seja, em benefício da sociedade brasileira. “O ganho econômico vem através de outros projetos para  resolver problemas específicos. É mais um ganho em termos de imagem que a Embrapa pode ter nesse processo”.

Fonte: EBC

The post Embrapa quer parceria para produzir bebida de cereais com bactéria pró-biótica appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/destaques/embrapa-quer-parceria-para-produzir-bebida-de-cereais-com-bacteria-pro-biotica/feed/ 0
Começam hoje inscrições para o Fieshttp://www.consecti.org.br/destaques/comecam-hoje-inscricoes-para-o-fies/ http://www.consecti.org.br/destaques/comecam-hoje-inscricoes-para-o-fies/#comments Mon, 03 Aug 2015 12:45:39 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=26261 Começam hoje (3) as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Ao todo, serão ofertadas 61,5 mil vagas. O período de inscrição vai até o dia 6, pela internet. A partir desta edição, passam a valer as novas regras do Fies. Os juros passarão dos atuais 3,4% para 6,5% e os estudantes pagarão parte […]

The post Começam hoje inscrições para o Fies appeared first on CONSECTI.

]]>
Começam hoje (3) as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Ao todo, serão ofertadas 61,5 mil vagas. O período de inscrição vai até o dia 6, pela internet. A partir desta edição, passam a valer as novas regras do Fies. Os juros passarão dos atuais 3,4% para 6,5% e os estudantes pagarão parte da mensalidade, de acordo com a renda. Como contrapartida, os participantes do Fies terão um desconto de 5% nas mensalidades.

O candidato também tem que ter tirado nota maior que 0 na redação. Além disso, precisa ter renda familiar por pessoa de até 2,5 salários mínimos por mês, ou seja, R$ 1.970.

A oferta de vagas vai priorizar cursos nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, excluído o Distrito Federal. Os cursos das áreas de engenharia e saúde e a formação de professores também serão priorizados, assim como aqueles com conceitos 4 e 5 na avaliação do Ministério da Educação (MEC), que vai até 5.

Com as novas normas, os financiamentos não serão concedidos por ordem de inscrição, mas por concorrência. Dessa forma, os candidados não precisam ter pressa para acessar o sistema. O resultado da pré-seleção será divulgado no dia 10 de agosto, em chamada única.

Os estudantes pré-selecionados deverão concluir a inscrição na internet e completar o processo no estabelecimento de ensino e na instituição financeira. Quem não for pré-selecionado passa a integrar a lista de espera.

Renovações

Além das novas inscrições, os estudantes que já têm o financiamento devem fazer o aditamento dos contratos. O prazo começa dia 10 e, para esses estudantes, vai até o dia 31 de outubro. As renovações devem ser feitas a cada seis meses.

Os estudantes que, por alguma razão, não renovaram os contratos no prazo estipulado no semestre passado terão a chance de fazê-lo também a partir do dia 10. O prazo para que os estudantes fizessem o aditamento dos contratos vigentes no primeiro semestre terminou no último dia 20, após ser prorrogado mais de uma vez. Segundo o MEC, menos de 100 mil estudantes não renovaram o financiamento no primeiro semestre.

O Fies é um programa do governo que oferece financiamento em instituições privadas de ensino superior com juros mais baixos. Atualmente, cerca de 2,1 milhões de contratos estão ativos.

Fonte: EBC

The post Começam hoje inscrições para o Fies appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/destaques/comecam-hoje-inscricoes-para-o-fies/feed/ 0
Tributação da Internet fere direito garantido pelo Marco Civilhttp://www.consecti.org.br/destaques/tributacao-da-internet-fere-direito-garantido-pelo-marco-civil/ http://www.consecti.org.br/destaques/tributacao-da-internet-fere-direito-garantido-pelo-marco-civil/#comments Mon, 03 Aug 2015 12:43:14 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=26259 Nos últimos dias, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, deu declarações que estarreceram até o mais sossegado dos usuários e contribuintes brasileiros: planejam criar tributos sobre o uso da Internet. Observe-se que, apesar de possível a criação de novo tributo pela União (desde que não seja idêntico a outro existente), eventual legislação seria completamente oposta […]

The post Tributação da Internet fere direito garantido pelo Marco Civil appeared first on CONSECTI.

]]>
Nos últimos dias, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, deu declarações que estarreceram até o mais sossegado dos usuários e contribuintes brasileiros: planejam criar tributos sobre o uso da Internet. Observe-se que, apesar de possível a criação de novo tributo pela União (desde que não seja idêntico a outro existente), eventual legislação seria completamente oposta às normas consagradas como defensoras dos direitos dos brasileiros, como o Código de Defesa do Consumidor e o Marco Civil da Internet, este último, por sinal, passado com total apoio do atual Executivo.

A Lei 12.965/2014, conhecida como Marco Civil da Internet, foi inovadora até para padrões mundiais, sendo extremamente elogiada por manter a “neutralidade” da rede mundial e, acima de tudo, mantê-la livre, consagrando como seu objetivo “a promoção do direito de acesso à internet a todos”.

Nesta mesma toada caminham países como Chile, Canadá, Holanda e Estados Unidos, que recentemente tiveram parecer de órgão regulatório favorável à internet livre1. Apesar de alguns países terem leis que autorizam a fiscalização de informação, como a França, a tônica mundial é deixar livre o acesso à rede, excluindo-se, na maioria, regimes ditatoriais.

Digna de nota é a atual legislação norte-americana que proíbe a imposição de tributos sobre a internet2. Passada em 21 de outubro de 1998 e renovada até este ano, esta Lei se preocupa com as restrições que podem haver quando se cobra tributos sobre a rede. Atualmente, o congresso americano vota pela vigência sem prazo definido da mencionada Lei, que já foi aprovada na Casa dos Representantes (House of Representatives), o equivalente a Câmara dos Deputados no Brasil.

Ao contrário do discurso do ministro Levy, a tributação da internet, seja ela total (usuários, provedores e demais) ou parcial (de certo “setor”), se revela como grave restrição ao direito de acesso garantido pelo Marco Civil e ato contrário ao sentido que caminha o restante do planeta.

Ou seja, de maneira direta ou indireta, eventual tributo sobre qualquer setor da internet afetará diretamente todos os usuários, na medida que os custos para o acesso e manutenção dos serviços, que atualmente se dão por meio de provedores privados, vão aumentar consideravelmente, impactando nos custos de produção de pequenas, médias e grandes empresas, além dos usuários domésticos, havendo ainda, a possibilidade de violação de princípios constitucionais dependendo de como forem instituídos os tributos sobre a rede e que podem ensejar medidas judiciais cabíveis.

Fonte: Convergência Digital

The post Tributação da Internet fere direito garantido pelo Marco Civil appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/destaques/tributacao-da-internet-fere-direito-garantido-pelo-marco-civil/feed/ 0
Instituto Centec e Nutec realizam seminário de integraçãohttp://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/instituto-centec-e-nutec-realizam-seminario-de-integracao/ http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/instituto-centec-e-nutec-realizam-seminario-de-integracao/#comments Fri, 31 Jul 2015 13:55:13 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=26257 Aconteceu nesta terça-feira (28), às 14h30, um encontro entre representantes do Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec) e da Fundação Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará (Nutec), no intuito de promover integração entre as duas instituições a partir de seus respectivos métodos de atuação. O seminário foi apresentado como uma oportunidade de apontar os principais […]

The post Instituto Centec e Nutec realizam seminário de integração appeared first on CONSECTI.

]]>
Aconteceu nesta terça-feira (28), às 14h30, um encontro entre representantes do Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec) e da Fundação Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará (Nutec), no intuito de promover integração entre as duas instituições a partir de seus respectivos métodos de atuação.

O seminário foi apresentado como uma oportunidade de apontar os principais produtos oferecidos pelo Centec e pelo Nutec – ambos fundados com a missão de fomentar o desenvolvimento tecnológico do Estado do Ceará – para buscar, a partir disso, planos de ações conjuntas.

O presidente do Nutec, Francisco das Chagas Magalhães, destacou a forte convergência existente na atuação das instituições: “São entidades que tem como visão a promoção de melhorias concretas para a população do Ceará”, analisou. “E nós temos que aproveitar as zonas de convergência para tocar, de forma conjunta, esses projetos de desenvolvimento”, disse.

Durante sua fala de abertura, o presidente do Centec, Francisco Lopes Viana, ressaltou a espacialidade do instituto, que atualmente conta com unidades em 43 municípios do Ceará. “O Nutec, ao contrário do Centec, nasceu com perfil mais urbano. E nós podemos integrar capital e interior em uma missão comum”, avaliou o presidente.

Um dos pontos em comum entre as duas instituições é a incubação de empresas por meio da Incubadora Tecnológica do Centec (Intece) e do Parque Tecnológico do Nutec (Partec), aspecto de atuação lembrado durante as discussões.

Para a coordenadora da Intece, Sueli Vasconcelos, a cooperação pode ser importante para minimizar os desafios encontrados pelas empresas incubadas. “Nós temos empreendimentos que necessitam de algo que o Nutec pode oferecer e vice-versa. A parceria pode reduzir os riscos e garantir a sustentabilidade da empresa”, disse Sueli.

A partir da reunião, será criado um grupo de trabalho formado por representantes do Centec e do Nutec para avaliar, na prática, como os dois órgãos podem integrar seus projetos. “Agora precisamos avançar a partir das boas intenções e transformar essas ideias em realidade”, disse o presidente do Centec.

O Instituto Centec é uma organização social que oferece cursos básicos, técnicos de nível médio, superiores tecnológicos e pós-graduação, por meio de parceria com a

Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), do Governo do Estado do Ceará.

O Nutec atua no Ceará com o objetivo de viabilizar soluções para o desenvolvimento sustentável do Estado, por meio de projetos de extensão tecnológica e da oferta de serviços e assistência.

Fonte:Secitece-Ce

The post Instituto Centec e Nutec realizam seminário de integração appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/instituto-centec-e-nutec-realizam-seminario-de-integracao/feed/ 0
Baiano é o único selecionado para trabalhar no Vale do Silíciohttp://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/baiano-e-o-unico-selecionado-para-trabalhar-no-vale-do-silicio/ http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/baiano-e-o-unico-selecionado-para-trabalhar-no-vale-do-silicio/#comments Fri, 31 Jul 2015 13:53:08 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=26255 Eduardo Grossman, de 23 anos, foi o único brasileiro selecionado para trabalhar na Smule, empresa americana de aplicativo de músicas, localizada no Vale do Silício. Ele foi convidado pela Collabic Fellowship, companhia especializada em recrutamento e seleção de jovens ao redor do mundo, para participar das cinco fases da seleção. O baiano começou a empreender […]

The post Baiano é o único selecionado para trabalhar no Vale do Silício appeared first on CONSECTI.

]]>
Eduardo Grossman, de 23 anos, foi o único brasileiro selecionado para trabalhar na Smule, empresa americana de aplicativo de músicas, localizada no Vale do Silício. Ele foi convidado pela Collabic Fellowship, companhia especializada em recrutamento e seleção de jovens ao redor do mundo, para participar das cinco fases da seleção.

O baiano começou a empreender aos 21 anos, quando ainda estava na faculdade, através do movimento empresa júnior, pelo qual viajou para vários lugares do país. “Foi uma primeira experiência muito interessante, me despertou para o mundo todo”, conta. Atualmente, ele é sócio da Três Pontos, empresa que trabalha com apresentações corporativas, pioneira nesse serviço no norte-nordeste.

Formado em administração pela Unifacs, já morou em quatro países (Brasil, Inglaterra, Romênia e Espanha). Os Estados Unidos será o quinto da lista. O cenário do Vale do Silício, onde vai trabalhar, é dinâmico e empreendedor. “Acredito que eles perceberam em mim um perfil arrojado, ligado às tendências do mundo e com muita sede de aprender”, diz, revelando seu diferencial.

Fonte: SECTI-BA

The post Baiano é o único selecionado para trabalhar no Vale do Silício appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/baiano-e-o-unico-selecionado-para-trabalhar-no-vale-do-silicio/feed/ 0