CONSECTI http://www.consecti.org.br Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação Mon, 29 Jun 2015 14:07:19 +0000 pt-BR hourly 1 http://wordpress.org/?v=4.2.2 Diretor-presidente da FAPERN participa de evento na Espanhahttp://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/diretor-presidente-da-fapern-participa-de-evento-na-espanha/ http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/diretor-presidente-da-fapern-participa-de-evento-na-espanha/#comments Mon, 29 Jun 2015 14:07:19 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=25956 O diretor-presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte (FAPERN) Manoel Lucas Filho, participou no último final de semana do seminário: “O impacto das novas mídias sociais na produção acadêmica interinstitucional entre a Catalunha e a América Latina”, realizado em Barcelona, na Espanha. O evento foi promovido pela Associação […]

The post Diretor-presidente da FAPERN participa de evento na Espanha appeared first on CONSECTI.

]]>

O diretor-presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte (FAPERN) Manoel Lucas Filho, participou no último final de semana do seminário: “O impacto das novas mídias sociais na produção acadêmica interinstitucional entre a Catalunha e a América Latina”, realizado em Barcelona, na Espanha.

O evento foi promovido pela Associação de Pesquisadores e Estudantes brasileiros na Catalunha (APEC), que é uma organização não governamental e visa acolhida aos estudantes brasileiros recém chegados à Espanha, auxiliando-os com informações e orientações para facilitar principalmente a sua integração ao meio social e cultural da Catalunha.

A APEC que é presidida pela jornalista potiguar Daniela Pacheco, realizada diversas ações em prol dos estudantes brasileiros que vão estudar na região da Catalunha, entre essas ações, os seminário acadêmicos que foram criados com a finalidade de apresentar e debater os trabalhos desenvolvidos por pesquisadores e estudantes brasileiros nas universidades catalãs,  oferecendo a oportunidade para maximizarem o aproveitamento de suas estâncias educativas fora do Brasil. Além disso é constituído de palestras e mesa redondas com professores convidados, contribuindo para a construção de um ambiente de articulação de ideias e de entrecruzamentos.

O presidente Manoel Lucas, que possui pós-doutorado na área de recursos hídrico e também é jornalista, busca nessa sua estada em Barcelona, mostrar as ações desenvolvidas pela FAPERN e a possibilidade de parcerias entre institutos espanhóis e Fundação.

Fonte: FAPERN

The post Diretor-presidente da FAPERN participa de evento na Espanha appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/diretor-presidente-da-fapern-participa-de-evento-na-espanha/feed/ 0
Faetec e Comitê Rio 2016 firmam parceria que beneficiará 37 mil jovenshttp://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/faetec-e-comite-rio-2016-firmam-parceria-que-beneficiara-37-mil-jovens/ http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/faetec-e-comite-rio-2016-firmam-parceria-que-beneficiara-37-mil-jovens/#comments Mon, 29 Jun 2015 14:04:39 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=25954 As Olimpíadas de 2016 deixarão um legado de qualificação para 85 mil jovens, principalmente para os moradores de comunidades com UPPs. Eles terão a oportunidade de participar do evento e receberão uma formação especial. O governador Luiz Fernando Pezão, juntamente com o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Gustavo Tutuca, o presidente […]

The post Faetec e Comitê Rio 2016 firmam parceria que beneficiará 37 mil jovens appeared first on CONSECTI.

]]>
As Olimpíadas de 2016 deixarão um legado de qualificação para 85 mil jovens, principalmente para os moradores de comunidades com UPPs. Eles terão a oportunidade de participar do evento e receberão uma formação especial. O governador Luiz Fernando Pezão, juntamente com o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Gustavo Tutuca, o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, e o presidente da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), Wagner Victer, assinaram, na manhã desta quarta-feira (24/06), no Salão Nobre do Palácio Guanabara, o acordo de cooperação técnica entre o governo, através da Faetec, e o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio 2016. O objetivo do acordo é garantir mão de obra especializada para as Olimpíadas.

O governador Pezão destacou que a oportunidade que está sendo dada aos jovens é única.

– Estou muito feliz em ver a Secti, a Faetec e o Comitê Rio 2016 firmando esta parceria que vai beneficiar 85 mil jovens. Esta oportunidade que será dada para estes alunos é a grande chance deles entrarem no mercado de trabalho com um diferencial e mudarem de vida. Tenho certeza que muitos vão agarrar essa chance de formação profissional – destacou o governador.

O secretário Gustavo Tutuca ressaltou o trabalho da Faetec na formação técnica e profissional, e destacou que a parceria vai dar a oportunidade dos jovens entrarem no mercado de trabalho por um dos maiores eventos esportivos do mundo.

– Os Jogos Olímpicos e toda a visibilidade que nosso estado vem tendo por conta deste grande evento estão impondo à nós a necessidade de formarmos profissionais mais qualificados. Não temos dúvidas de que teremos novos visitantes, e que há diferentes tipos de exigências. O turismo estará em outro patamar e temos que estar preparados. Esta experiência de trabalho durante as Olimpíadas pode fazer a diferença profissional para todos estes jovens. A Faetec já possui uma rede instalada, com muitos cursos voltados para áreas que serão necessárias durante os Jogos Olímpicos. Este casamento será importante para que o evento seja um sucesso, para os jovens, que terão uma experiência única, e para o nosso estado, que receberá profissionais capacitados a receber os turistas, fazendo com que eles voltem e indiquem o Rio de Janeiro para amigos e familiares. E isto é importante para a economia de nosso estado. A indústria do turismo, inegavelmente, tem um enorme potencial de crescimento – ressaltou o secretário.

Segundo o presidente da Faetec, Wagner Victer, estudantes e formandos de diversos cursos da fundação, principalmente oriundos de unidades instaladas em comunidades com UPPs, terão oportunidade de concorrer a vagas em empresas que serão contratadas pelo Rio 2016. Os selecionados poderão trabalhar durante os preparativos para os Jogos Olímpicos e também durante toda a competição, que abrirá cerca de 85 mil vagas de trabalho.

A Secretaria de Estado, Ciência, Tecnologia e Inovação, por meio da Faetec, irá disponibilizar um banco de dados com o cadastro de alunos dos 46 cursos pré-selecionados para que passem pelo processo seletivo do Rio 2016. São cursos como, por exemplo: Almoxarife Assistente, Assistente de Operação de Logística, Auxiliar de Cozinha, Bartender, Camareira em meios de Hospedagem, Confeiteiro, Cozinheiro, Garçom, Governanta em Meios de Hospedagem, Padeiro, Técnico em Hospedagem, Técnico em Eventos e Técnico em Cozinha, entre outros.

Fonte: SECT-RJ

The post Faetec e Comitê Rio 2016 firmam parceria que beneficiará 37 mil jovens appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/faetec-e-comite-rio-2016-firmam-parceria-que-beneficiara-37-mil-jovens/feed/ 0
Itep aprova quatro projetos para incubação e seis para pré-incubação na Incubatephttp://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/itep-aprova-quatro-projetos-para-incubacao-e-seis-para-pre-incubacao-na-incubatep/ http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/itep-aprova-quatro-projetos-para-incubacao-e-seis-para-pre-incubacao-na-incubatep/#comments Mon, 29 Jun 2015 14:03:26 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=25952 O Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep) divulgou ontem (25) o resultado do edital de seleção de projetos para a Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Pernambuco (Incubatep), tendo sido selecionados quatro novos projetos para incubação e seis para pré-incubação. A seleção foi feita por uma comissão de avaliação constituída pelo gerente da Incubatep, […]

The post Itep aprova quatro projetos para incubação e seis para pré-incubação na Incubatep appeared first on CONSECTI.

]]>
O Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep) divulgou ontem (25) o resultado do edital de seleção de projetos para a Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Pernambuco (Incubatep), tendo sido selecionados quatro novos projetos para incubação e seis para pré-incubação. A seleção foi feita por uma comissão de avaliação constituída pelo gerente da Incubatep, Geraldo Magela, Gilca Sobral (Facepe), Sueli Cavalcanti (Sebrae), Amando Guerra (T-Med) e Marcos Gomes (Itep).

Os aprovados para incubação são: Ambrose Technology, Buyttle, Termômetro Clínico WiFi e Descarte EE. Já os aprovados para pré-incubação foram: RD Creative Entertainment, Fraldas Bio, SAM 192, Compensação de Reativos em Sistemas Elétricos por Reatores Saturados, Sistema de Proposta de Intervenção Direta na Evasão e Onbike. Ao todo, foram inscritos 22 projetos inscritos, dos quais 17 projetos foram submetidos à avaliação.

REUNIÃO  – A primeira reunião com os representantes dos projetos aprovados ocorrerá no dia 1º de julho, às 14h, na sede do Itep, Bloco C (Incubatep), para que tenham conhecimento sobre a documentação necessária, a indicação das salas, e informações gerais do processo de incubação.

Os projetos não habilitados receberão, posteriormente, contribuições da Comissão de Avaliação e da equipe da incubadora para aperfeiçoamento de pontos observados nos projetos.

RESUMOS DOS PROJETOS APROVADOS:

INCUBAÇÃO

Ambrose Technology
A equipe desenvolverá equipamento que visa diminuir os custos significativos dos clientes, seja através da vigilância ou de zoneamento e mapeamento.

Buyttle

O Buyttle surge com a ideia de trazer diversão ao modelo tradicional de compra no varejo e visa preencher uma lacuna no mercado de games: o público adepto dos jogos mais casuais.

Termômetro Clínico WiFi
O TCW é um termômetro clínico que agrega capacidade de processamento e comunicação sem fio.

Descarte EE
Criar uma comunicação direta entre o coletor e gerador de resíduos, fazendo o cálculo de rota do coletor de tal forma que o coletor conheça as informações dos resíduos a ser coletado (hora, local).

PRÉ-INCUBAÇÃO

RD Creative Entertainment
A RD Creative Entertainment é uma empresa voltada para a criação de entretenimento de qualidade. Ela atua nas seguintes áreas: Outsourcing: Terceirização de serviços de arte 3D (modelagem, rigging e animação) para jogos, vídeos e peças publicitárias.

Fraldas Bio
Desenvolver fraldas descartáveis biodegradáveis com design atrativo, hipoalergênicas.

SAM 192
Utilização da tecnologia de sistemas de informações geográficas associadas à base de dados dos operadores de sistemas.

Compensação de Reativos em Sistemas Elétricos por Reatores Saturados
Elaboração de anteprojetos executivos e produtos dos reatores saturados e equipamentos associados.

Sistema de Proposta de Intervenção Direta na Evasão

Monitoramento da evasão e cálculo da probabilidade.

Onbike
O projeto Onbike possui foco em incentivar a população ao ciclismo urbano.

Fonte: SECTEC-PE

The post Itep aprova quatro projetos para incubação e seis para pré-incubação na Incubatep appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/itep-aprova-quatro-projetos-para-incubacao-e-seis-para-pre-incubacao-na-incubatep/feed/ 0
Rede Paraense de Tecnologias Sociais realiza reunião para discutir projetos com parceiroshttp://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/rede-paraense-de-tecnologias-sociais-realiza-reuniao-para-discutir-projetos-com-parceiros/ http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/rede-paraense-de-tecnologias-sociais-realiza-reuniao-para-discutir-projetos-com-parceiros/#comments Mon, 29 Jun 2015 14:01:58 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=25950 Na manhã do dia 19, a Rede Paraense de Tecnologias Sociais (RTS/PA), coordenada pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet), reuniu diversos parceiros para apresentar e discutir projetos que envolvam a reaplicação de Tecnologias Sociais no Estado. O encontro ocorreu na sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) […]

The post Rede Paraense de Tecnologias Sociais realiza reunião para discutir projetos com parceiros appeared first on CONSECTI.

]]>
Na manhã do dia 19, a Rede Paraense de Tecnologias Sociais (RTS/PA), coordenada pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet), reuniu diversos parceiros para apresentar e discutir projetos que envolvam a reaplicação de Tecnologias Sociais no Estado. O encontro ocorreu na sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e contou com diversos representantes de órgãos públicos, de instituições de ensino e pesquisa e de organizações da sociedade civil.

Na ocasião, foram apresentados os avanços do trabalho realizado pelo Grupo de Pesquisa “Aproveitamento de Água da Chuva na Amazônia, Saneamento e Meio Ambiente da UFPA” (GPAC-Amazônia), integrante da RTS/PA. O sistema de captação de água de chuva, idealizado pelo Grupo, está sendo reaplicado nas comunidades ribeirinhas de Região Metropolitana de Belém por meio da parceria com a Prefeitura Municipal. O objetivo é garantir água potável para a população e diminuir a incidência de doenças causadas pelo consumo de água contaminada.

“A água de chuva pode conceder autonomia politica à comunidade que a utiliza, pois passa a depender menos de projetos ou politicas públicas voltadas para amenizar o problema da falta de agua potável na Amazônia”, explicou o professor e coordenador do GPAC, Ronaldo Mendes.

Os participantes da reunião puderam conhecer, também, o Programa Campus Avançado da Universidade do Estado do Pará (Uepa), o qual trabalha com tecnologias assistivas e educativas, e o projeto “Encauchados de Vegetais da Amazônia”, desenvolvido pelo Polo de Proteção da Biodiversidade e Uso Sustentável dos Recursos Naturais (Poloprobio), que utiliza Tecnologia Social que consiste na técnica da pré-vulcanização artesanal do látex e na adição de substratos naturais para formar um composto homogêneo que pode ser utilizado na fabricação de bolsas, toalhas de mesa, embalagens, pinturas a mão com látex pigmentado em camisetas e artesanatos, entre outras possibilidades de aplicação.

Uma nova reunião da RTS/PA será agendada para discutir de que forma os projetos apresentados podem ser integrados a programação de eventos da Rede e da Sectet previstos para este ano, tais como a IV Mostra de Tecnologias Sociais e o III Fórum de Tecnologias Sociais, que será realizado em outubro, durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, promovida anualmente pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Fonte: SECTET-PA

The post Rede Paraense de Tecnologias Sociais realiza reunião para discutir projetos com parceiros appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/rede-paraense-de-tecnologias-sociais-realiza-reuniao-para-discutir-projetos-com-parceiros/feed/ 0
Sisutec: abertas inscrições para vagas no ensino técnicohttp://www.consecti.org.br/destaques/sisutec-abertas-inscricoes-para-vagas-no-ensino-tecnico/ http://www.consecti.org.br/destaques/sisutec-abertas-inscricoes-para-vagas-no-ensino-tecnico/#comments Mon, 29 Jun 2015 13:59:56 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=25948 Quem quiser concorrer a um vaga no ensino técnico pode se inscrever a partir de hoje (29) no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec), na internet. As inscrições vão até sexta-feira (3). Para se candidatar, é preciso ter feito a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 e […]

The post Sisutec: abertas inscrições para vagas no ensino técnico appeared first on CONSECTI.

]]>
Quem quiser concorrer a um vaga no ensino técnico pode se inscrever a partir de hoje (29) no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec), na internet. As inscrições vão até sexta-feira (3). Para se candidatar, é preciso ter feito a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 e não ter tirado 0 na redação.

A divulgação dos resultados, em primeira chamada, está prevista para o dia 7 de julho. A segunda chamada deve sair no dia 14 de julho. As aulas dos cursos terão início entre os dias 3 e 31 de agosto de 2015, de acordo com o edital.

Terão prioridade no preenchimento das vagas os alunos de escolas públicas e os que estudaram na rede privada, na condição de bolsista integral.

Ao fazer a inscrição, o candidato deve escolher, por ordem de preferência, até duas opções de curso. Durante o período, serão divulgadas as notas de corte de cada curso e o candidato poderá mudar as opções para as quais se inscreveu inicialmente.

No momento da inscrição, o estudante também terá que definir se deseja concorrer às vagas da ampla concorrência, àquelas destinadas aos estudantes da rede pública ou bolsistas da rede privada, ou às vagas reservadas a negros, pardos e indígenas.

As vagas remanescentes não ocupadas após as chamadas regulares do Sisutec poderão ser preenchidas, mediante inscrição online, por estudantes que concluíram o ensino médio nos últimos três anos, ou seja entre 2012 e 2014, independentemente da data de emissão do certificado. No caso das vagas remanescentes, não é necessário que o candidato tenha feito a prova do Enem. O período de inscrição vai de 20 de julho a 2 de agosto.

Fonte: EBC

The post Sisutec: abertas inscrições para vagas no ensino técnico appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/destaques/sisutec-abertas-inscricoes-para-vagas-no-ensino-tecnico/feed/ 0
Pesquisadores produzem guia para calibração de sensores orbitaishttp://www.consecti.org.br/destaques/pesquisadores-produzem-guia-para-calibracao-de-sensores-orbitais/ http://www.consecti.org.br/destaques/pesquisadores-produzem-guia-para-calibracao-de-sensores-orbitais/#comments Mon, 29 Jun 2015 13:56:25 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=25946 Um guia sobre os procedimentos necessários para garantir a qualidade e a acurácia das informações fornecidas por satélites acaba de ser lançado por uma equipe de pesquisadores brasileiros. Trata-se de Calibração de sensores orbitais, produzido por Flávio Jorge Ponzoni (do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – Inpe), Cibele Teixeira Pinto (Inpe e Instituto de Estudos […]

The post Pesquisadores produzem guia para calibração de sensores orbitais appeared first on CONSECTI.

]]>
Um guia sobre os procedimentos necessários para garantir a qualidade e a acurácia das informações fornecidas por satélites acaba de ser lançado por uma equipe de pesquisadores brasileiros.

Trata-se de Calibração de sensores orbitais, produzido por Flávio Jorge Ponzoni (do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – Inpe), Cibele Teixeira Pinto (Inpe e Instituto de Estudos Avançados – IEAv), Rubens Augusto Camargo Lamparelli (Universidade Estadual de Campinas – Unicamp), Jurandir Zullo Junior (Unicamp) e Mauro Antonio Homem Antunes (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – UFRRJ).

Resultado de anos de estudo, o livro chega ao público no momento em que crescem as demandas por sensoriamento remoto: para investigação de fenômenos climáticos, monitoramento de florestas, estimativas de produtividade de culturas agrícolas e muitas outras aplicações.

Vários de seus autores fazem parte do Working Group on Calibration and Validation, grupo de trabalho do Comitee on Earth Observation Satellites (CEOS), entidade à qual o Brasil se filiou em 2009.

O objetivo desse grupo internacional de trabalho é definir metodologias e procedimentos a serem adotados pelos diferentes países proprietários de sensores de observação da Terra, permitindo a comparação de dados obtidos em diversos lugares do planeta.

A primeira calibração feita por Ponzoni, coordenador do grupo, que foi também a primeira realizada no hemisfério Sul, ocorreu no Salar de Uyuni, na Bolívia, em projeto apoiado pela FAPESP: “Avaliação das alterações da sensibilidade radiométrica do sensor TM/Landsat no período de 1988 a 1997 e caracterização espectral de área teste”.

“A escolha do Salar de Uyuni foi motivada pela necessidade de realizar a calibração em uma superfície bem brilhante e homogênea. Além de atender a essas duas características, o deserto de sal boliviano oferecia uma vantagem adicional: é também uma área elevada, a 3.600 metros de altitude, o que reduz muito a perturbação atmosférica”, disse Ponzoni à Agência FAPESP.

O primeiro passo da calibração consiste em medir, no solo, a radiância refletida pela superfície no exato momento em que o satélite sobrevoa a área. A radiância refletida é o valor da intensidade da energia eletromagnética que a superfície reflete, medida em diferentes comprimentos de onda.

Idealmente, o satélite deveria detectar o mesmo valor. Mas, como existe a atmosfera, isso não ocorre. Então, o passo seguinte é modificar o dado coletado em campo com base nas informações sobre a atmosfera e, assim, chegar à estimativa teórica da radiância medida pelo sensor a bordo do satélite.

O processo se completa quando a estimativa teórica é comparada com o valor real fornecido pelo sensor orbital, o que origina os chamados coeficientes de calibração, usados para converter os números digitais presentes nas imagens em grandezas físicas.

“Uma vez feita a calibração, somos capazes de determinar, para cada dado gerado pelos sensores a bordo do satélite, qual é a potência real da radiação refletida no campo, em cada banda do espectro eletromagnético”, disse Ponzoni.

“E, sabendo isso, conseguimos estimar as características físico-químicas do objeto observado: se o solo contém mais ferro ou menos ferro, se a sua cobertura vegetal possui mais ou menos biomassa, se as folhas dessa vegetação estão mais ou menos inclinadas, e assim por diante”, explicou.

Valores radiométricos

O leque de aplicações vai do monitoramento do desmatamento em uma área florestal à avaliação da qualidade da água de um reservatório, da estimativa da produção de grãos em determinada lavoura à investigação das características fitossanitárias de uma cobertura vegetal. Contempla o levantamento de muitos outros parâmetros qualitativos e quantitativos.

Segundo Ponzoni, o Brasil não tinha preocupação com a calibração de sensores orbitais até mais ou menos meados dos anos 1990, porque havia a cultura de comprar dados produzidos fora do país.

“Comprávamos o direito de usar imagens de satélites de outros programas espaciais. E as usávamos, basicamente, como se fossem fotografias”, disse.

Porém as necessidades se sofisticaram. As imagens ainda se prestam a serem utilizadas como fotos. Mas as informações quantitativas passaram a interessar bastante, tais como a quantificação de biomassa vegetal, a quantificação do estoque de clorofila, a quantificação de sedimentos em suspensão em reservatórios de água e muitas outras variáveis, em diversos contextos.

“Percebemos a necessidade de desenvolvimento na área de calibração. Porque, quando conhecemos dados sobre a calibração do sensor, conseguimos utilizar as imagens não só como fotografias, mas também como dados radiométricos. E, por meio deles, podemos caracterizar espectralmente alvos de interesse, chegando, assim, à quantificação das variáveis descritas”, disse.

A base de dados coletados por satélites no país está armazenada no Inpe.

Fonte: EBC Brasil

The post Pesquisadores produzem guia para calibração de sensores orbitais appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/destaques/pesquisadores-produzem-guia-para-calibracao-de-sensores-orbitais/feed/ 0
REPNBL: Governo descarta adiamento e prazo termina dia 30/06http://www.consecti.org.br/destaques/repnbl-governo-descarta-adiamento-e-prazo-termina-dia-3006/ http://www.consecti.org.br/destaques/repnbl-governo-descarta-adiamento-e-prazo-termina-dia-3006/#comments Mon, 29 Jun 2015 13:49:06 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=25944 O Governo não cogita estender o prazo para a submissão de projetos ao Regime Especial de Tributação do PNBL (REPNBL). Segundo o Ministério das Comunicações, o prazo se encerra no dia 30 de junho. Em dois anos, o programa aprovou 1048 projetos, que totalizam investimentos da ordem de R$ 10,7 bilhões. Só nos últimos 30 […]

The post REPNBL: Governo descarta adiamento e prazo termina dia 30/06 appeared first on CONSECTI.

]]>
O Governo não cogita estender o prazo para a submissão de projetos ao Regime Especial de Tributação do PNBL (REPNBL). Segundo o Ministério das Comunicações, o prazo se encerra no dia 30 de junho. Em dois anos, o programa aprovou 1048 projetos, que totalizam investimentos da ordem de R$ 10,7 bilhões. Só nos últimos 30 dias, a equipe do Departamento de Indústria, Ciência e Tecnologia do Ministério das Comunicações (DEICT) recebeu 60 projetos, que somam R$ 5,1 bilhões.

As redes de acesso óptico – que permitem a conexão de banda larga residencial ou comercial – são os projetos mais cobiçados e já receberam R$ 3,4 bilhões. As redes de acesso metálico (R$ 2 bi), redes sem fio para acesso móvel (R$ 1,9 bi) e as redes de transporte óptico (R$ 1,1 bi) também são projetos constantemente submetidos pelas empresas de telecomunicações.

Para o diretor do DEICT, José Gontijo, o REPNBL ajudou a reforçar a infraestrutura de telecomunicações do país. “A maior parte dos investimentos não foi em tecnologias antigas, o que demonstra um interessa claro das empresas em investir em banda larga móvel”, destaca. O Regime Especial de Tributação do PNBL (REPNBL) foi criado em 2013 com o objetivo de promover a modernização e a expansão das redes de telecomunicações por meio da desoneração do IPI, PIS e Cofins. Os projetos precisam ser construídos até o final de 2016 e serão fiscalizados pela Receita Federal.

Fonte: Convergência Digital

The post REPNBL: Governo descarta adiamento e prazo termina dia 30/06 appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/destaques/repnbl-governo-descarta-adiamento-e-prazo-termina-dia-3006/feed/ 0
Redução da desoneração da folha põe em risco estrutura do setor de TI, diz Assesprohttp://www.consecti.org.br/destaques/reducao-da-desoneracao-da-folha-poe-em-risco-estrutura-do-setor-de-ti-diz-assespro/ http://www.consecti.org.br/destaques/reducao-da-desoneracao-da-folha-poe-em-risco-estrutura-do-setor-de-ti-diz-assespro/#comments Mon, 29 Jun 2015 13:26:32 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=25942 A aprovação do Projeto de Lei 863/15, do Executivo, que reduz a desoneração da folha de pagamento coloca em risco toda a estrutura do setor de tecnologia da informação e terá impacto também na geração e manutenção de empregos. O alerta foi feito nesta sexta-feira, 26, pelo diretor a Assespro Nacional, Roberto Mayer, ao obervar […]

The post Redução da desoneração da folha põe em risco estrutura do setor de TI, diz Assespro appeared first on CONSECTI.

]]>
A aprovação do Projeto de Lei 863/15, do Executivo, que reduz a desoneração da folha de pagamento coloca em risco toda a estrutura do setor de tecnologia da informação e terá impacto também na geração e manutenção de empregos. O alerta foi feito nesta sexta-feira, 26, pelo diretor a Assespro Nacional, Roberto Mayer, ao obervar que, na prática, a medida aumenta em 125% a contribuição das empresas de TI para Previdência Social.

Peça-chave do ajuste fiscal do governo, o projeto retira desonerações concedidas pelo governo nos últimos anos e estabelece que empresas que pagam alíquota de 1% de contribuição previdenciária sobre a receita bruta ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), aplicada principalmente para setores da indústria, passarão a pagar 2,5%. Já para empresas de serviços, como do setor de TI, que hoje pagam alíquota de 2% sobre o faturamento, passarão a contribuir com 4,5%. “Na prática, isso significa que a redução sequestra quase R$ 2 de cada R$ 40 que uma empresa fatura”, diz Mayer.

A redução da desoneração deixa também a dúvida de para quantas empresas de TI a troca da contribuição previdenciária tributada sobre o valor da folha de pagamentos, como era anteriormente, pela contribuição sobre o faturamento anual foi um bom negócio. Os setores beneficiados pela desoneração deixaram de pagar 20% de contribuição previdenciária sobre a folha de salários e passaram a arcar com uma alíquota de 1% ou 2% sobre o faturamento bruto anual, descontada a receita de exportação.

Agora, com a elevação da taxa, o efeito sobre o caixa das empresas é praticamente nulo. “Para uma empresa cuja folha representava 30% da receita bruta, os 20% de contribuição representavam 6% do faturamento”, exemplifica Mayer, para mostrar que, com o novo percentual de 4,5% de desoneração da folha, o benefício é marginal.

Empregos na berlinda

Outro reflexo negativo da decisão, na opinião do diretor da Assespro, será a queda na geração de empregos e, em alguns casos, até mesmo a demissão de trabalhadores. Para se ter uma ideia do que isso significa, um estudo realizado pela associação com base nas declarações da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) de empresas de TI mostra que nos quase três anos de vigência da medida do governo o setor gerou cerca de 80 mil postos de trabalho.

Além disso, observa Mayer, a redução da alíquota estimulou a formalização de empregos. “Como as empresas passaram ter a contribuição previdenciária tributada sobre a receita bruta, os empregadores aumentaram o número de funcionários com Carteira de Trabalho assinada.”

O executivo diz que houve uma grande frustração com o resultado da votação das emendas ao PL 863/15, do Executivo, na Câmara dos Deputados, já que a mudança ocorre apenas um ano depois de a medida ter se tornado permanente. Na verdade, a política de desoneração da folha de pagamentos foi iniciada em 2011 e ampliada para 56 setores em 2014 de forma definitiva, com o intuito de ajudar o fluxo de caixa das empresas e tentar manter os postos de trabalho.

Controle do Executivo

Em comunicado, a Assespro diz que todas as suas lideranças se envolveram intensamente ao longo do debate ocorrido no Legislativo, interagindo com dezenas de parlamentares e lideranças partidárias. “Mas, apesar do conhecimento que os deputados possuem sobre a importância estratégica do setor de TI, uma análise das folhas de votação na Câmara revela que a base governista agiu sob estrito controle do Poder Executivo”, diz a nota.

A associação ressalta que a negociação entre o Poder Executivo e o Legislativo durante a tramitação do projeto de lei criou exceções para setores que sofrem alta concorrência internacional e para os que possuem dependência de seus recursos humanos. “Ambos se encontram no setor de TI, pioneiro da globalização, e no qual seu principal patrimônio é a capacidade intelectual dos profissionais.”

Para a Assespro, embora o governo venha defendendo sistematicamente políticas públicas de defesa da produção e conteúdo locais em todas as indústrias estratégicas, a aprovação do PL se opõe a esse discurso e também coloca em dúvida a agenda da viagem da presidente Dilma Rousseff aos Estados Unidos, que tem como um dos objetivos atrair mais empresas de TI para disputar o mercado doméstico (atualmente o sétimo a nível global). “Resta agora a esperança de que o trabalho de esclarecimentos das lideranças regionais e nacionais da Assespro resulte em uma modificação do projeto no Senado”, finaliza a nota.

Fonte: TI Inside

The post Redução da desoneração da folha põe em risco estrutura do setor de TI, diz Assespro appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/destaques/reducao-da-desoneracao-da-folha-poe-em-risco-estrutura-do-setor-de-ti-diz-assespro/feed/ 0
Futurecom Brasilhttp://www.consecti.org.br/agenda/futurecom-brasil/ http://www.consecti.org.br/agenda/futurecom-brasil/#comments Thu, 25 Jun 2015 13:54:16 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=25939 Maiores informações no link: http://pt.futurecom.com.br  

The post Futurecom Brasil appeared first on CONSECTI.

]]>
Maiores informações no link: http://pt.futurecom.com.br

 

Banner-basico-institucional-PT-640x360px

The post Futurecom Brasil appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/agenda/futurecom-brasil/feed/ 0
Paraná vai ampliar sistema de monitoramento meteorológicohttp://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/parana-vai-ampliar-sistema-de-monitoramento-meteorologico/ http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/parana-vai-ampliar-sistema-de-monitoramento-meteorologico/#comments Thu, 25 Jun 2015 13:42:20 +0000 http://www.consecti.org.br/?p=25937 O Paraná está consolidando um sistema de monitoramento meteorológico para previsão mais rápida e precisa de tempestades e cheias. Depois de um supercomputador e um radar instalados em Cascavel, na região Oeste, o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar) terá mais equipamentos que vão possibilitar alertar antecipadamente a Defesa Civil e outras instituições nas ações de […]

The post Paraná vai ampliar sistema de monitoramento meteorológico appeared first on CONSECTI.

]]>
O Paraná está consolidando um sistema de monitoramento meteorológico para previsão mais rápida e precisa de tempestades e cheias. Depois de um supercomputador e um radar instalados em Cascavel, na região Oeste, o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar) terá mais equipamentos que vão possibilitar alertar antecipadamente a Defesa Civil e outras instituições nas ações de atendimento à população.

Serão dois novos radares – um no Litoral e um em Colombo – programas de computador para armazenamento e processamento de informações e sensor de raios. Os equipamentos serão adquiridos pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos com financiamento do Banco Mundial. A licitação para compra dos novos radares está sendo analisada pelo Banco Mundial. O investimento é de R$ 7 milhões em equipamentos, recursos do governo estadual que depois será ressarcido pelo Banco Mundial.

COOPERAÇÃO TÉCNICA – Nesta terça-feira (23) foi assinado um termo de cooperação técnica entre a Secretaria do Meio Ambiente, Defesa Civil, Simepar e Mineropar.

“A transversalidade das áreas garante uma gestão qualificada, com serviços melhores do Estado para a população”, disse o secretário estadual do Meio Ambiente, Ricardo Soavinski.

No ano passado, a secretaria repassou ao Simepar um supercomputador e dois veículos para manutenção das estações de meteorologia. O supercomputador tem uma memória 200 vezes maior do que a de um computador comum e ajuda os meteorologistas do Simepar a fazer previsões com mais precisão.

Com a tecnologia, alguns fenômenos meteorológicos podem ser previstos até três dias antes, aprimorando a capacidade de resposta da Defesa Civil.

“Os equipamentos estão em pleno uso e dando resultados. Temos ainda outras etapas de modernização que vão dar mais rapidez ao trabalho”, disse o presidente do Simepar, Eduardo Alvim.

Para o coordenador da Defesa Civil, coronel Adilson Castilho Casitas, além da moderna tecnologia, o que mais se destaca neste projeto é a integração das áreas.

“São várias áreas do governo juntas formando uma grande rede, que está integrada desde o começo”, disse Casitas. Também participou da assinatura o presidente da Mineropar, José Antonio Zem.

Fonte: SETI-PR

The post Paraná vai ampliar sistema de monitoramento meteorológico appeared first on CONSECTI.

]]>
http://www.consecti.org.br/giro-nos-estados/parana-vai-ampliar-sistema-de-monitoramento-meteorologico/feed/ 0