Destaques

Telefônica/Vivo anuncia centro de pesquisas na Campus Party

Em coletiva realizada nesta segunda-feira, pouco antes da abertura da sétima edição daCampus Party, a Telefônica/Vivo anunciou uma parceria com o Centro Universitário da FEI. O objetivo é criar um novo centro de pesquisa, que deverá ser usado especialmente no desenvolvimento de projetos relacionados à Internet das Coisas e ao Firefox OS.

A parceria com a universidade envolverá alunos de gradução, pós-graduação e iniciação científica, mas também garantirá bolsas de estudo para doutorandos e mestrandos. O centro de pesquisa já começará a funcionar neste primeiro semestre de 2014.

O anúncio foi feito pelo presidente da empresa Antonio Carlos Valente, que ainda reforçou que a IdC – Internet das Coisas (ou IoT, na sigla em inglês) – será um dos focos da Campus Party deste ano.

Internet das Coisas na Campus – A tão mencionada Internet das Coisas será estimulada pela Telefônica/Vivo por meio de uma hackathon, que se estenderá durante todos os dias da CP.

Com temática de sustentabilidade, a maratona de desenvolvimento garantirá aos interessados kits de desenvolvimento completos, compostos por uma placa Arduino, acesso ao centro de dados da companhia e um software de criação de aplicações. Os três melhores projetos de IdC serão premiados no dia 1º de fevereiro, último dia do evento.

A empresa ainda trará, em parceria com a Intel, um kit com a placa Galileo para demonstração na feira, e realizará outro hackathon com a temática de segurança. Um pouco diferente do principal, ela terá como objetivo criar aplicações e implementações de segurança na internet, usando para isso a API de LATCH, da Eleven Path.

Empreendedorismo – A Telefônica/Vivo ainda dedicará um tanto da atenção ao empreendedorismo, estimulada pela Wayra, aceleradora pertencente à companhia.

Com um espaço na área Expo, ela promoverá novamente o Wayra Contest, desafio para campuseiros interessados na área. Mais ou menos como uma hackathon, o concurso terá como objetivo revelar ideias de negócios de aplicativos “inovadores”, e o vencedor pode receber a oportunidade de ser “acelerado” pela companhia.

Novos serviços – A empresa aproveitou a coletiva para anunciar dois novos aplicativos, sendo um para armazenamento e sincronização de dados na nuvem e outro para streaming de músicas. O primeiro, Vivo Sync, deverá concorrer com Dropbox e outros serviços similares, sendo exclusivo para clientes da operadora e oferecendo planos pagos – a partir de 6 reais por mês para 7 GB de espaço.

O ponto interessante é que as informações ficam guardadas em servidores nacionais, espalhados por diferentes estados. O Sync conta com versões para iOS, Android, BlackBerry e Symbian, com edições prometidas para Windows Phone e Firefox OS – sistema muito estimulado pela operadora – para breve.

O outro aplicativo, Vivo Música, lembra a iniciativa da TIM lançada no ano passado, com o app TIM Music. No caso da Vivo, há uma parceria com o Napster, que garante um acervo de 14 milhões de músicas para ser ouvido pelo smartphone, tablet ou navegador – de forma similar ao que acontece com os já consagrados Deezer, Rdio e Spotify. Aliás, aparelhos com o app instalado ficarão em exposição na Campus, para interessados em conhecer o serviço.

Fonte: Exame

Próximos Eventos