+55 (61) 9 7400-2446

Destaques

Startup lança plataforma para criação de loja virtual

Em constante crescimento, o mercado de comércio eletrônico no Brasil deve bater novo recorde de vendas este ano ao superar 50 milhões de consumidores virtuais, segundo dados da e-bit.

As vantagens em se comprar pela internet são inúmeras, com diversas ofertas de produtos, serviços e pagamentos em um só lugar. Dados da Nielsen Company apontam que 77% dos empreendedores da América Latina apostam na internet como o canal mais rentável de vendas para um negócio.

Mas para as pequenas empresas de e-commerce a realidade não é tão simples. As atuais plataformas para desenvolvimento de lojas virtuais possuem alto custo para implantação, cobram participação sobre as vendas ou não dispõem de ferramentas gratuitas e práticas para que o empreendedor seja independente ao gerir sua loja.

Percebendo a oportunidade para o setor, três amigos fundaram a startup Loja Integrada e desenvolveram uma plataforma que possibilita à micro e pequenas empresas criarem gratuitamente suas próprias lojas virtuais rapidamente e sem complicações.

“Sabíamos que havia mercado. Há muita gente querendo empreender no Brasil, mas faltavam recursos e oportunidades para isso”, disse Adriano Caetano, diretor da Loja Integrada.

Caetano se juntou então a dois programadores, Udlei Nattis e Jonatas Oliveira, que também têm experiência no setor de e-commerce, e desenvolveram a plataforma da Loja Integrada.

O serviço foi lançado na última semana, mas existe há três meses em fase de testes. Por meio do site da Loja Integrada, o empreendedor se cadastra e pode escolher dentre uma das opções de planos.

Os modelos para a criação de uma loja são iguais e só muda o limite de produtos cadastrados permitidos. A startup também apostou em um formato agressivo com uma opção gratuita, que permite incluir até 50 produtos.

Segundo o diretor, o objetivo também é ajudar pessoas que vivem das vendas online. “Hoje há cerca de 130 mil familias que dependem do Mercado Livre, por exemplo, até por uma questão de custo operacional. Mas se trata de uma ferramenta mais limitada e este é o nosso principal diferencial”, disse.

A plataforma não cobra comissões de vendas por porcentagem ou por visualizações de página. Atualmente há 2.878 lojas cadastradas, sendo que 85% delas optaram pela versão gratuita. “As 15% restantes cobrem os ônus dessa maioria”, afirma Caetano.

A ferramenta também traz recursos agregados ao plano como usar endereço URL próprio, controle de estoque, suporte técnico, otimização da loja em sites de busca e diversas opções de formas de pagamento. O empreendedor também pode optar por criar uma loja no Facebook gratuitamente.

“É o lance do pequeno ser sustentável. A ferramenta é no estilo ‘faça você mesmo’ e em apenas 5 minutos uma página pode ficar pronta”, disse Caetano.

O foco agora é finalizar a plataforma para dispositivos móveis. “Estamos desenvolvendo um template de design responsivo, que se adapta à tela de vários aparelhos. Ainda neste mês sairá a versão para dispositivos móveis”, afirmou Caetano.

A startup espera nos próximos seis meses chegar a 10 mil lojas cadastradas. E para os próximos dois anos a pretensão é alcançar 60 mil páginas de comércio eletrônico gerenciadas pela plataforma.

Fonte: Info Exame

Próximos Eventos