Destaques

SAP investe R$ 60 mi em centro de pesquisas no Brasil

A multinacional alemã SAP, que desenvolve softwares de gestão para empresas de médio e grande porte, anuncia nesta quinta-feira, 19, o investimento de R$ 60 milhões no seu laboratório brasileiro, de forma a ampliá-lo para um centro de pesquisa e desenvolvimento (P&D) de produtos e soluções.

Instalado na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), em São Leopoldo (RS), o centro da SAP vai ampliar o desenvolvimento, com pesquisadores brasileiros, de soluções no país. A empresa espera dobrar o atual número de técnicos no empreendimento, atingindo mil pesquisadores em 2015.

O investimento que será anunciado hoje é três vezes maior que aquele feito pela companhia alemã em 2009, quando construiu o laboratório.

Além da criação de produtos e serviços, o centro da SAP também vai passar a atuar mais fortemente no suporte a países da América Latina onde empresas tenham adquirido softwares de gestão desenvolvidos pela companhia alemã.

“”Muitos sempre viram o Brasil como um mercado consumidor de tecnologia, mas não como desenvolvedor. Mas isso está mudando, em velocidade rápida””, disse ao Estado o vice-presidente de operações da SAP para Brasil e América Latina, Fernando Lewis.

Ambiente

A ampliação do centro de pesquisa brasileiro, disse Lewis, aponta para a melhora do ambiente de negócios no País. “As empresas, em diversos setores, estão mais preocupadas com a inovação, e para ganhos de produtividade em seus processos.

“Isso é crucial para nós.” Além de centros em seu país de origem, a companhia alemã têm laboratórios no Vale do Silício (EUA) e nos países que formam o Bric.”

Segundo o responsável por desenvolvimento de negócios do laboratório da SAP no Brasil, Daniel Duarte, o centro elaborou softwares de gestão na área agrícola e no setor bancário que foram exportados para países desenvolvidos, como os EUA. “Por isso vamos ampliar o centro de pesquisa no País.”

A ideia da empresa, de capacitar o “SAP Labs”, como é chamado, será apresentada hoje pelo governo federal como último passo da meta de atrair quatro centros de P&D de multinacionais ao Brasil, prevista no programa TI Maior, de agosto de 2012.

Fonte: Exame

Próximos Eventos