+55 (61) 9 7400-2446

Destaques

RNP avança com projeto de Telemedicina no Brasil

A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) inaugurou três núcleos da Rede Universitária de Telemedicina (Rute). Os contemplados são o Hospital Municipal Mário Gatti (HMMG), o Hospital Risoleta Tolentino Neves (HRTN), da Universidade Federal de Minas Gerais, e o Hospital Universitário da Grande Dourados (HUGD), da Universidade Federal da Grande Dourados.

Com as novas unidades, a Rute passará a ter 76 núcleos em operação em todo o Brasil. A iniciativa é considerada a maior do mundo na integração de hospitais universitários e de ensino conectados à infraestrutura avançada da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP). A pesquisa colaborativa e o ensino permanente utilizam-se da conexão para integrar 50 grupos de interesse especial em várias especialidades e subespecialidades da saúde em operação com 600 sessões por ano de vídeo e webconferências.

A Rute integra todos os hospitais públicos universitários e de ensino, cria formalmente núcleos de telemedicina, apoia a realização de videoconferências, análise de diagnósticos, segunda opinião continuada e educação permanente, e webconferência, entre hospitais universitários e universidades, através da RNP.

Segundo o coordenador nacional da rede, Luiz Ary Messina, o fomento a essas ações permite o desenvolvimento da educação e da pesquisa, além de facilitar a atenção à saúde no país. “Com a interação de grupos de interesse, os especialistas discutem novas metodologias de tratamento e passam dados para colegas, profissionais de saúde e residentes. Desta forma, estamos na linha de frente nessa atuação no mundo e, por isso, temos recebido o reconhecimento mundial da Organização Pan-Americana de Saúde e da Organização Mundial da Saúde”.

Qualificada como uma Organização Social (OS), a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa é ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), responsável pelo Programa Interministerial RNP, que conta com a participação dos ministérios da Educação (MEC), da Saúde (MS) e da Cultura (MinC). Pioneira no acesso à internet no Brasil, a RNP planeja e mantém a rede Ipê, a rede óptica nacional acadêmica de alto desempenho. Com pontos de presença em 27 unidades da federação, a rede tem mais de 800 instituições conectadas.

Fonte: RNP

Próximos Eventos