+55 (61) 9 7400-2446

Destaques

No governo, técnicos fazem alerta sobre risco hídrico

O governo federal manifestou, sexta-feira, sua preocupação com a escassez de chuvas na maior parte do país, no começo deste ano, e alertou para a situação hídrica nacional, com riscos para o fornecimento energético, a produção agrícola e os hábitos da população. A avaliação foi feita pelo Grupo de Trabalho em Previsão Climática Sazonal, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), que elabora análises para a tomada de decisões governamentais.

“Os reservatórios estão com níveis baixos e a previsão das próximas semanas não indicam alteração significativa desse quadro, dentro dos limites de confiança de uma previsão do tempo”, disse Carlos Nobre, secretário do ministério. “É um quadro preocupante.”

De acordo com os levantamentos feitos pelo grupo, a indicação é de chuvas abaixo da média histórica nas regiões Norte, Nordeste e Sudeste e de chuvas acima da média em parte da região Sul. Apesar de falar em “possível esgotamento e colapso” em reservatórios do Sudeste, Paulo Nobre, pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), destacou a possibilidade de transmissão de energia entre as regiões.

“A situação para o Sudeste é preocupante, porque, independentemente da quantidade chuvas que venha a ocorrer, é abaixo da média”, afirmou Paulo Nobre, acrescentando a necessidade de ações como “contenção de uso” e “transposições”. “Existe um grande número de ações técnicas que são tomadas com base no fato de que hoje estamos em situação muito crítica da disponibilidade hídrica. É uma situação hidricamente falando que requer muita atenção (…), que nos coloca em estado de alerta nacional”, disse.

Fonte: Valor

Próximos Eventos