+55 (61) 9 7400-2446

Destaques

Ministério da Ciência lança programa para aproximar cientistas e empresas

A presidente Dilma Rousseff assinou, nesta quarta-feira (25) decreto que criou o chamado “Programa Nacional de Plataformas do Conhecimento”.

O programa tem o objetivo de aproximar o setor privado da academia, estimulando parcerias para desenvolvimento de novos produtos e conhecimentos em áreas como saúde e energia. Segundo o ministro Clélio Campolina (Ciência, Tecnologia e Inovação), a expectativa é que as primeiras plataformas sejam lançadas em 2015.

O governo vai divulgar editais manifestando o interesse de desenvolver pesquisas em áreas estratégicas específicas. Empresas e acadêmicos interessados devem apresentar projetos em conjunto.

O ministro afirma que, projetos semelhantes desenvolvidos internacionalmente têm um custo de US$ 100 milhões a US$ 200 milhões por ano por parceria. A expectativa é que, no Brasil, o programa tenha à disposição R$ 2 bilhões anuais.

“O núcleo da plataforma é ciência de um lado e produção de outro. A condição é uma associação entre grupos de pesquisa e empresas”, disse o ministro. De acordo com a pasta, o objetivo é “gerar conhecimentos, produtos e processos com alto impacto” no campo das ciências e da rotina das pessoas.

A proposta tem um prazo de dez anos e inclui 20 áreas do conhecimento, como agricultura, saúde e energia. A intenção é que a produção das parcerias seja avaliada ao longo desse período. Ao todo, o chamado “Programa Nacional de Plataformas do Conhecimento” tem a participação de nove ministérios, como as pastas de Saúde, Comunicações, Defesa, Educação e Cidades.

O financiamento da iniciativa ficará a cargo de bancos como BNDES e agências de fomento, como CNPq e Capes.

Fonte: Folha de São Paulo

Próximos Eventos