Destaques

Inovação em carros começa a sair do papel

Imagine ter um carro que dirige para você quando está na estrada e ainda ajuda a prevenir acidentes. Em anos recentes, as montadoras de automóveis têm usado as exposições internacionais de tecnologia como palco para projetos de carros conectados à internet, capazes de realizar funções sofisticadas. Agora, as fabricantes de veículos dizem que algumas dessas inovações vão chegar ao mercado até o mês de dezembro.

Em sua primeira participação na Consumer Electronics Show (CES), em Las Vegas, a Volkswagen anunciou que vai lançar até o fim do ano o MirrorLink, um sistema que permite integrar o automóvel a smartphones ou tablets. A novidade, segundo a montadora, possibilita ao motorista acessar a maioria dos aplicativos de dispositivos móveis (como celulares e tablets) usando o painel do carro.

A tecnologia foi desenvolvida para integrar os carros da Volkswagen a dispositivos móveis da Apple ou que usam sistema operacional Android, do Google. Da mesma maneira, o novo sistema funciona integrado ao CarPlay, serviço de aplicativos para veículos da Apple, e o Android Auto, do Google.

Nos próximos anos, a fabricante alemã espera concluir o desenvolvimento de softwares que vão ajudar o motorista a dirigir e manter-se conectado ao mesmo tempo. Um dos produtos em estudo é um software de controle de movimentos que substitui os comandos por meio do toque na tela. A tecnologia foi apresentada no modelo Golf R Touch. “Vamos continuar trabalhando também para desenvolver tecnologias de direção autônoma e estacionamento”, disse Peter Thul, principal executivo de comunicações e produtos da Volkswagen.

Seguindo essa mesma direção, a BMW apresentou uma série de softwares desenvolvidos pela companhia e que vão desde sensores mais potentes para ajudar a estacionar o carro até softwares que podem ajudar a evitar acidentes ao avaliar a velocidade do motorista e a movimentação de outros carros e pessoas ao seu redor. A fabricante de carros de luxo também apresentou um software que funciona como uma espécie de piloto automático, assumindo o trabalho do motorista em estradas.

A Toyota, por sua vez, apresentou um carro movido a hidrogênio, o Mirai. E anunciou que vai abrir gratuitamente para desenvolvedores em torno de 6 mil patentes relacionadas à célula combustível à base de hidrogênio que a montadora desenvolveu.

A abertura das patentes tem como objetivo incentivar o desenvolvimento desse segmento de mercado. A expectativa da companhia é lançar os veículos movidos a higrogênio no prazo de cinco anos. Ao todo, dez montadoras participam da feira de tecnologia em Las Vegas.

A Consumer Electronics Association (CEA) estima que as vendas de eletrônicos e softwares para veículos vão movimentar neste ano US$ 14 bilhões no mundo. O montante representa um crescimento de 3,3% em relação ao ano passado.

Fonte: Valor

Próximos Eventos