+55 (61) 9 7400-2446

Destaques

Indústria terá cinco polos de inovação no país

A Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) vai selecionar institutos federais de ensino para a criação de polos voltados ao desenvolvimento de tecnologias para a indústria.

As unidades terão de criar programas de qualificação de longo prazo para a formação de pesquisadores.

Serão investidos cerca de R$ 120 milhões na iniciativa.

“A ideia é que os alunos façam pesquisas com a indústria, mas também sejam preparados para que, no futuro, possam ser contratados por essas empresas”, diz João Fernando Gomes de Oliveira, diretor-presidente da entidade.

“Não dá para adiantar quais segmentos serão selecionados, mas há institutos federais com um trabalho muito bom em áreas como tecnologia de informação e petróleo e gás”, afirma.

Das 38 unidades de ensino que pertencem ao Ministério da Educação em todo o país, até cinco serão escolhidas.

Os projetos serão financiados pela Embrapii, pelos institutos federais participantes e pelas indústrias que serão beneficiadas pelo programa.

O edital, que será lançado nesta quarta-feira (1º), é a segunda fase do trabalho da Embrapii na área de inovação.

Na primeira etapa, cuja seleção foi encerrada em agosto, foram definidos 13 centros de tecnologia que atuarão de forma atrelada à indústria em segmentos variados.

Na lista estão o ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), a Coppe/UFRJ e a Escola de Engenharia da Federal do Rio Grande do Sul, entre outras instituições.

Para essa fase inicial do programa, o aporte no financiamento dos projetos poderá chegar a R$ 1,7 bilhão.

Criada por iniciativa de associações da indústria, como a CNI, e do governo federal, a Embrapii é uma organização social que tem contrato de gestão com o Ministério de Ciência e Tecnologia.

Fonte: Folha de São Paulo

Próximos Eventos