Destaques

Finep lança editais para área da saúde com recursos de R$ 60 milhões

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação (MCTI), acaba de lançar três editais com recursos de R$ 60 milhões para a área de saúde. Deste total, R$ 20 milhões serão voltados para o desenvolvimento de inovações, tecnologias ou produtos para prevenção e tratamento de câncer de mama, pulmão e colo uterino, R$ 25 milhões para fortalecer a área de engenharia biomédica e R$ 15 milhões para equipamentos médicos e odontológicos.

De acordo com a Finep, o primeiro edital apoiará projetos de instituições de pesquisa científicas e tecnológicas (ICTs), que incluem os hospitais da Rede Nacional de Pesquisa Clínica (RNPC) e da Rede Nacional de Pesquisa Clínica em Câncer (RNPCC). O foco será o desenvolvimento de novo fármaco (princípio ativo de medicamentos), medicamento ou kit diagnóstico com prioridade para bioprodutos. Do total de recursos não reembolsáveis disponíveis, R$ 10 milhões são oriundos do FNDCT/Fundo Setorial de Saúde e R$ 10 milhões são do Fundo Nacional de Saúde – FNS/DECIT/MS. Além disso, 30% deverão ser aplicados nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Já o segundo edital, que contempla a engenharia biomédica, visa a formação de recursos humanos e a implantação, modernização ou recuperação de infraestruturas. No âmbito desta chamada pública serão contemplados projetos de pesquisa preferencialmente nas linhas de diagnósticos in vitro e por imagem, dispositivos implantáveis, equipamentos eletromédicos e odontológicos e biomateriais. Do total de recursos não reembolsáveis, metade é do FNDCT/Fundo Setorial de Saúde – CT-Saúde e metade do FNS/MS. Neste caso também deve ser respeitado o percentual de 30% para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Por fim, o terceiro edital irá selecionar propostas para apoio financeiro a projetos cooperativos entre empresas e ICTs para o desenvolvimento tecnológico de interesse industrial relacionado a equipamentos e dispositivos médicos e odontológicos que apresentem características inovadoras, propiciando o domínio de tecnologias prioritárias para fins de uso em saúde humana. Dos R$ 15 milhões disponíveis para desembolso em 2013-2014, metade será do Fundo Setorial de Saúde (CT-Saúde) e o restante, do Fundo Nacional de Saúde (FNS).

Todas as propostas podem ser enviadas até 9 de setembro. Os editais estarão disponíveis para visualização neste link até a próxima terça-feira, 30.

Fonte: TI Inside

Próximos Eventos