+55 (61) 9 7400-2446

Destaques

Facebook anuncia projeto de inovação em favela de SP

O Facebook anunciou um programa de empreendedorismo no Brasil que inclui a construção, na favela de Heliópolis (zona sul de São Paulo), de um laboratório com 15 computadores onde serão ministrados cursos de internet e de gestão empresarial para moradores da comunidade.

A iniciativa tem como parceiros o Sebrae, um dos responsáveis pelo planejamento do conteúdo ensinado, e a Unas (União de Núcleos, Associações de Moradores de Heliópolis e Região).

Há um processo de contratação corrente que buscará cinco moradores para trabalhar no espaço e para levar o conteúdo do curso a outros habitantes do bairro, que não possam comparecer às aulas, indo até as casas deles, segundo a empresa.

A ideia é que até o fim do ano o laboratório esteja pronto, e os novos funcionários, contratados, para que no começo de 2015 os primeiros cursos (que tocarão em tópicos desde como usar o Facebook até estratégias de marketing na rede social).

É a primeira vez que a companhia sediada em Menlo Park, na Califórnia, abre o que chamou de laboratório de inovação para jovens empreendedores.

“Quando eles chegaram para conversar com a gente, a gente não acreditou que o Facebook existia assim, fora da internet”, disse Cleide Alves, da Unas, durante o evento de anúncio, no dia 11.

Ela diz que é uma ferramenta importante de inclusão. “A tecnologia é uma coisa que exclui. Nós não podemos estar fora disso. Não somos gueto.”

Segundo uma pesquisa do próprio Facebook, 90% dos moradores de Heliópolis têm perfil na rede social e 41% aspiram começar um negócio. Entre as pequenas empresas do bairro, 85% carecem de uma página na rede.

Haverá ênfase em convidar mulheres para participar dos cursos, diz a empresa.

CASAS TAIGUARA

Outra parceria do Facebook para a iniciativa é a ONG Casas Taiguara, também de São Paulo, que oferecerá um curso de Facebook para Negócios a estudantes de ensino médio da rede pública.

O processo seletivo para o ano que vem, que está sendo realizado, é voltado a alunos com entre 15 e 21 anos. Há 16 vagas, e a duração é de 48 horas.

O curso tem oficina de criação de páginas, conteúdo sobre como aumentar o engajamento dos usuários com o perfil da empresa na rede, desenho de plano de negócios etc.

Para se inscrever, é preciso preencher um formulário on-line e, posteriormente, ir à unidade no centro paulistano da organização (R. 24 de maio, 276, 3º andar).

START-UPS

O programa de empreendedores inclui uma parte dedicada às start-ups, empresas iniciantes de tecnologia, chamado FbStart, presente em outros países.

Cerca de 80 delas estão em contato com o Facebook no Brasil, e algumas serão selecionadas para receber treinamento de marketing por meio da rede social e ganharão créditos para fazer promoção de suas páginas, o que é normalmente pago.

Podem se inscrever quaisquer desenvolvedores que tenham lançado um aplicativo na App Store ou na Google Play, em bit.ly/facestart.

Segundo a empresa, uma em cada três pequenas e médias empresas brasileiras tem página no Facebook, e 80% dos usuários se comunica com elas todo mês.

Fonte: Jornal Folha de São Paulo

Próximos Eventos