+55 (61) 9 7400-2446

Destaques

Estudantes brasileiros participam de corrida de protótipos nos EUA

Estudantes de engenharia do Brasil estão participando das tradicionais competições universitárias de protótipos nos EUA. Os veículos são construídos pelos próprios alunos.

As provas são organizadas pela SAE, associação que reúne engenheiros da indústria automobilística em todo o mundo, que também estabelece regras para o desenvolvimento dos carros.

Na Fórmula SAE Michigan, que começa amanhã (8/5), participam 120 carros das Américas, da Europa e da Ásia.

Entre eles o protótipo brasileiro RS7, construído por estudantes do Centro Universitário da FEI (Fundação Educacional Inaciana).

O veículo pesa 160 kg, atinge velocidade máxima de 125 km/h e faz 8,5 km por litro de E85 (álcool com 15% de gasolina).

“A boa relação peso/potência, confiabilidade e manobrabilidade são os pontos mais fortes do nosso carro”, afirma o capitão da equipe da FEI, Renato Durães Fontana, estudante de engenharia mecânica.

O assoalho é aerodinâmico, que aumenta a aderência ao solo e melhora o equilíbrio do carro em curvas. Outro destaque é um sistema de telemetria, que transmite informações do carro em tempo real para o box.

Já de 19 a 22 de junho acontece a Fórmula SAE Lincoln, em Lincoln, Nebraska. Nessa etapa, participam outras equipes brasileiras como a Fórmula UFSM, da Universidade Federal de Santa Maria, e a Unicamp E-Racing, da Universidade de Campinas.

A Fórmula SAE Lincoln conta com uma categoria de carros elétricos com um total de 20 equipes de vários países, como EUA, Áustria, Canadá e Brasil, que iniciou na categoria em 2012 e será representado por 11 estudantes, que compõem a equipe Unicamp E-Racing.

As equipes brasileiras conquistaram o direito de participação nas provas norte-americanas depois de vencer a Fórmula SAE Brasil Petrobras, realizada em dezembro do ano passado.

“O objetivo maior do conhecimento tecnológico está no processo de inovação e de introdução de novas tecnologias para sua utilização sistêmica, com fins econômicos e sociais. É essa a filosofia que a SAE Brasil adota em suas competições estudantis, que desafiamos estudantes de engenharia à ousadia e à criatividade aplicadas aos projetos desenvolvidos por eles”, afirma o engenheiro Ricardo Reimer, presidente da SAE Brasil.

HISTÓRIA

Os carros Fórmula SAE surgiram em 1978, nos EUA, e, desde então, são projetados por equipes de estudantes de graduação e pós-graduação de engenharia, de acordo com regras definidas pela SAE International e sob a orientação de um professor.

Além do Brasil e dos Estados Unidos, as competições de Fórmula SAE de carros a combustão são realizadas na Inglaterra, Alemanha, Austrália, Áustria, Espanha, Hungria, Itália e Japão. O Brasil ingressou no circuito em 2004, com objetivo de fomentar nos estudantes de engenharia a especialização técnica em veículos de alto desempenho.

Já a categoria para carros elétricos faz parte das competições dos EUA, Alemanha, Itália, Inglaterra, Austrália e, agora, do Brasil. Segundo SAE objetivo principal da categoria elétrica é aumentar o conhecimento técnico na área de motores 100% elétricos para as novas gerações de engenheiros, responsáveis pelas novas tendências da engenharia.

Fonte: Jornal O Estado de São Paulo

Próximos Eventos