+55 (61) 9 7400-2446

Destaques

Estreia nova publicação de jornalismo científico

Um novo título chegou ao jornalismo científico, uma revista mensal chamada “Nautilus: Science Connected”. Seu primeiro número, que apareceu on-line em 29 de abril, enfoca um único tema: o que torna ou não a raça humana especial.

Ela usa como epígrafe uma declaração de 1995 de Stephen Hawking, o físico e autor inglês campeão de vendas: “A raça humana é apenas um dejeto químico em um planeta de tamanho moderado, orbitando uma estrela muito mediana no subúrbio externo de uma entre 100 bilhões de galáxias”.

Ao lado de algumas dezenas de artigos sobre esse tema, com tópicos de astronomia a robótica e neurociência, há uma série de blogs, entrevistas e até uma peça de ficção.

John Steele, o fundador, publisher e diretor editorial da revista -que começou com uma verba da Fundação John Templeton- descreveu a publicação como uma “versão nova-iorquina da ‘Scientific American'”. Cada uma das futuras edições será dedicada a um único tema -como “incerteza” e “segredos”- em todas as suas ramificações cósmicas.

A revista não será publicada de uma vez, mas em “capítulos” on-line, toda quinta-feira. Fisicamente, deverá sair a cada trimestre. As assinaturas custam US$ 49 por ano.

Steele espera uma base inicial de 5.000 assinantes. Ele poderá enfrentar probabilidades pelo menos tão desafiadoras quanto qualquer prospectivo mapeador de genes ou explorador de planetas. Revistas e jornais estão supostamente em extinção.

O jornalismo científico, em particular, sofreu diversas baixas. Os que restam são bastiões (como “National Geographic” e “Scientific American”), blogs e aventuras em novas mídias (como as palestras TED, o World Science Festival, o Edge.org e o Simons Science News, um novo esforço do matemático e filantropo James H. Simons).

Steele, 60, estudou filosofia antes de uma carreira eclética, que incluiu trabalhar para Walter Cronkite, o destacado âncora do jornalismo americano, e chefiar a sucursal em Roma da NBC. Teve a ideia da “Nautilus” há um ano, depois que a morte de um colega lhe lembrou, como diz ele, que a vida não nos dá segundas chances.

A revista on-line é grátis. Uma “edição prévia” descreve vários aspectos do termo “nautilus”: o molusco, o nome do submarino do capitão Nemo em “20 Mil Léguas Submarinas” e o paradigma da beleza matemática.

O paleontólogo Peter Ward descreve suas aventuras e desventuras na caça ao molusco por todo o Pacífico.

A verba da John Templeton dá à equipe da “Nautilus” tempo para que descubra como ganhar dinheiro, disse Steele. “Temos de olhar embaixo de cada pedra”, disse. “Não estamos fazendo chicotes para carruagens ou biplanos. Existe um público para boas histórias.”

Fonte: Folha de São Paulo com informações do The New York Times

Próximos Eventos