Destaques

Entidades de ensino superior particular divulgam carta de repúdio ao Enade

O Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular encaminhou ao MEC (Ministério da Educação) uma carta de repúdio ao Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes).

De acordo com o documento, a falta de compromisso dos estudantes que participam do Enade prejudica a avaliação das escolas. “[Os estudantes] podem entregar a prova em branco, responderem aleatoriamente, responderem uma ou duas questões e deixarem as demais em branco, darem respostas com “receitas de bolo” ou o hino do Palmeiras”, descreve a carta.

Criado em 2004, o Enade é hoje a principal forma de avaliação do ensino superior do país. A prova é aplicada todos os anos em um conjunto de curso, de modo que cada curso seja avaliado a cada três anos.

“O problema é que o aluno que boicota o Enade não sofre nenhum tipo de punição como acontece com quem não faz o Enem [Exame Nacional de Ensino Médio]”, disse à FolhaPaulo Gomes Cardim, presidente da Anaceu (Associação Nacional dos Centros Universitários).

As notas obtidas no Enem são utilizadas no processo seletivo de todas as universidades federais do país, além de programas federais como o ProUni (bolsas no ensino superior privado) e o Ciência sem Fronteiras (bolsas de estudos no exterior).

Já no Enade, a nota individual dos alunos não é divulgada, mas a nota geral do curso avaliado é pública.

Fonte: Folha de São Paulo

Os resultados do Enade 2012 foram divulgados às instituições de ensino superior nesta segunda-feira (23). De acordo com o MEC, “o Enade e o Enem” são dois exames com objetivos “completamente distintos”.

Próximos Eventos