Destaques

Empresa investe US$ 8 milhões em centro para desenvolver software em SP

A americana Hewlett-Packard (HP) inaugura hoje um centro de desenvolvimento de software. A unidade recebeu investimento de US$ 8 milhões e está instalada em Araraquara (SP). A HP possui outro centro de desenvolvimento de software em Porto Alegre.

O investimento faz parte dos planos da companhia para reforçar as operações de software e serviços voltados ao mercado empresarial, como forma de elevar receita e recuperar perdas na área de computadores. Globalmente, a HP perdeu a liderança no mercado de PCs para a chinesa Lenovo. As vendas da americana caíram 10,3%, para 52,2 milhões de unidades, enquanto a Lenovo teve aumento de 2,7% em vendas, para 53,8 milhões de unidades, segundo a consultoria IDC. No Brasil, a HP baixou da terceira para a quarta colocação, atrás de Positivo Informática, Lenovo e Samsung.

Os negócios de serviços para empresas (incluindo o desenvolvimento de software) responderam por 20,9% da receita global da HP em 2013, movimentando US$ 23,52 bilhões. Esse montante ficou 8,1% abaixo da receita obtida em 2012. A receita global da HP no mesmo intervalo recuou 6,7%, para US$ 112,3 bilhões. A companhia não divulga resultados por país.

José Roberto Cordeiro, diretor de serviços para empresas da HP, disse ao Valor que existe uma grande demanda reprimida no Brasil por softwares que permitam acessar, com dispositivos móveis, softwares e dados que as companhias mantêm instalados em suas redes de computadores. “Existe um interesse crescente das companhias em tornar a estrutura de TI acessível em tablets e smartphones para facilitar as negociações fora do escritório”, disse.

O executivo acrescentou que, no Brasil, o desenvolvimento de softwares para tornar viável o acesso móvel às redes internas das companhias tem grande potencial de expansão. Com essa unidade, a HP vai competir diretamente com outros grupos globais de integração de softwares, como a IBM e a Accenture.

O novo centro de software vai atender em princípio clientes empresariais do Brasil, mas a meta é que a unidade também atenda clientes globais. No mundo, a HP possui centros desse tipo na Argentina, Costa Rica, Espanha, Austrália, Nova Zelândia, no Reino Unido e nos Estados Unidos. Globalmente, a HP possui 1 mil clientes empresariais em 90 países na área de software.

O centro começa a operar com 400 profissionais de tecnologia e a expectativa de Cordeiro é que a equipe chegue a 600 pessoas até o fim de 2015. O investimento, disse Cordeiro, poderá ser ampliado nos próximos anos, dependendo do avanço da demanda no país.

A HP não é a única empresa que busca reduzir a dependência em relação ao mercado de PCs, que no ano passado teve queda de 10% em vendas globais. A Dell fechou o capital em 2013 e também se reestrutura para fornecer serviços e software. A Sony vendeu a unidade Vaio, notebooks e PC de mesa, para o fundo de investimento Japan Industrial Partners. Grupos como Acer e Asus têm investido em tablets e smartphones para diversificar as fontes de receita.

Fonte: Valor

Próximos Eventos