Destaques

Crises hídricas devem ser mais comuns nos próximos anos

Problemas hídricos, como a seca em São Paulo observada recentemente, serão cada vez mais frequentes. De acordo com um relatório ainda não publicado pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) a situação a longo prazo é preocupante.

As informações foram obtidas pelo jornal Folha de S. Paulo em uma reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. Dados do estudo foram apresentado pelo metereologista do Inpe Paulo Nobre.

Para ele, dados climáticos causam preocupação de que a crise hídrica que atacou São Paulo entre 2014 e 2015 se repita. O especialista citou fenômenos climáticos para apoiar essa tese.

Entre eles estão o aumento da temperatura média no Brasil desde os anos 60 e diminuição das chuvas nas áreas que abastecem o sistema Cantareira – observadas desde 1980.

Um dos efeitos do aumento na temperatura média é de chuvas mais concentradas e fortes. A incidência de chuvas comuns ao longo do ano, por outro lado, diminui – o que causa problemas de abastecimento.

De acordo com Nobre, é impossível mexer nos padrões climáticos neste momento. A melhor saída, portanto, seria repensar a prioridade de cobertura florestal em áreas ameaçadas pela seca.

Fonte: Exame

Próximos Eventos