Destaques

Com BNDES indefinido, Dilma recebe Coutinho

A presidente Dilma Rousseff recebe hoje, em Brasília, o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho. Ontem, o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), Armando Monteiro, informou que definirá até o fim do mês toda a equipe da pasta, o que não inclui a presidência do banco.

“No BNDES tem sido sempre a presidente [quem escolhe], apesar de o ministro ser presidente do conselho”, afirmou Monteiro.

O alto representante do Mercosul, Ivan Ramalho, será o novo secretário-executivo do ministério. Ele já ocupou o cargo durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e exercia desde 2012, com base em Montevidéu, uma função institucional no bloco sul-americano. Ramalho substitui o economista Ricardo Schaefer.

Monteiro fez trocas pontuais na equipe. Uma delas foi na Câmara de Comércio Exterior (Camex), que era ocupada por André Alvim e terá o comando de Anamélia Soccal Seyffarth, hoje assessora especial do colegiado.

O secretário de Comércio Exterior, Daniel Godinho, foi convidado a permanecer no cargo e aceitou. A continuidade do secretário de Inovação, Nelson Fujimoto, ainda está indefinida. Uma saída está certa. A secretária de Desenvolvimento da Produção, Heloísa Menezes, deve retornar à Confederação Nacional da Indústria (CNI). O governo promete um nome “de peso” para substituí-la.

A posse de Monteiro, abarrotada de empresários e executivos, foi uma das mais concorridas dos últimos dias. O presidente da CNI, Robson Andrade, elogiou a nomeação. “Ele conhece bem a economia brasileira, não só a indústria, mas também o comércio”, disse, ressaltando a “capacidade de articulação” de Monteiro.

Fonte: Valor

Próximos Eventos